Como é definido o teto do INSS em 2022?

O valor da aposentadoria é corrigido anualmente e com isso o teto do INSS também sofre alteração.

O trabalhador que quer receber o valor máximo da aposentadoria precisa considerar alguns fatores, como: idade, expectativa de vida, período de contribuição, tempo de trabalho especial, entre outros.

Saiba mais sobre esse assunto no decorrer do artigo!

Teto do INSS em 2022

O salário mínimo é corrigido anualmente e para chegar a essa revisão o Governo Federal se baseia no Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC. Dessa forma, o teto do INSS também passa por correção, se baseando no mesmo índice.

Para descobrir o valor do teto em 2022 é necessário considerar a inflação do ano de 2021, finalizada em 10,16%. Esse percentual fez com que o salário mínimo chegasse a R$1212, 00 em 2022 e o valor do teto atingisse R$7.087,22.

Como conseguir a aposentadoria pelo teto?

Conseguir a aposentadoria pelo teto do INSS não é tarefa fácil, ainda mais depois que a Reforma da Previdência entrou em vigor em 13 de novembro de 2019.

O trabalhador consegue receber o teto da aposentadoria quando cumpriu o período de contribuição maior que o exigido. Em alguns casos, onde o percentual de cálculo é maior que 100% da média salarial, há a possibilidade de esse trabalhador receber futuramente o valor máximo da aposentadoria do INSS.

Importante: O cálculo do INSS leva em conta 60% da média de todos os salários de recolhimento + 2% por ano de contribuição que ultrapassar  20 anos (homens) e 15 anos (mulheres). Logo, para receber 100% da média salarial, os homens precisam contribuir junto ao INSS por 40 anos e as mulheres por 35 anos.

Quem pode receber o valor máximo da aposentadoria?

Nem todos os contribuintes podem receber o valor máximo da aposentadoria, esse é um direito assegurado somente para os contribuintes individuais, contribuintes facultativos, empregados domésticos e empresários.

Vale lembrar, que para receber o teto, o segurado precisa contribuir com a alíquota de 20% sobre o valor máximo da aposentadoria. Em 2022, essa contribuição será de R$1417,44.

Como o trabalhador pode contribuir tendo o teto do INSS como base?

Para os trabalhadores que têm vínculo de emprego, a dedução é automática e tem como base a remuneração mensal do segurado. Quando a remuneração é igual ou maior que o teto do INSS, o trabalhador recolhe pelo  teto.

Os contribuintes facultativos podem escolher sobre qual valor vão recolher. Normalmente, os segurados contribuem com a alíquota de 20% sobre valores entre o salário mínimo e o teto do INSS.

Importante: Existe a possibilidade desses segurados contribuírem com alíquota de 11% sobre o salário mínimo, ou de 5% sobre o salário mínimo.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.