Como eu sei se tenho direito às cotas do PIS?

Para ter direito é preciso seguir regras, mas valores serão liberados em 2022

É comum o trabalhador não conhecer todas as siglas que envolvem a legislação brasileira. Mas é bom ter conhecimento para poder reivindicar seus direitos no futuro. Se em algum momento o cidadão teve um emprego formal,  com registro em carteira, ele recebeu um número de cadastro no PIS, que é o Programa de Integração Social.

O PIS é um programa que dá direito, entre outras coisas, a um abono salarial todos os anos, mas apenas para alguns grupos. Contudo, o PIS só será distribuído a partir de janeiro do ano que vem. Devido a suspensão do benefício este ano, os trabalhadores poderão receber um valor equivalente aos dois anos de contribuição, considerando 2020 e 2021.

O adiamento ocorreu porque o governo preferiu investir a quantia que seria usada para as distribuições do PIS/Pasep, no custeio do Benefício de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm). Portanto, os valores só vão começar a ser pagos entre fevereiro e junho de 2022.

Mas você sabe o que é o PIS? Como saber se você tem direito a esse dinheiro? Vamos explicar.

Quem tem direito ao abono do PIS?

O abono é pago para quem trabalhou com carteira assinada ou como funcionário público no ano anterior (Pasep). Para ter direito, é preciso preencher alguns requisitos, como ter recebido em média até dois salários mínimos por mês.

O valor varia de acordo com o tempo que a pessoa trabalhou. Quem trabalha no setor privado pode fazer o saque na Caixa. Servidor público retira dinheiro no Banco do Brasil. Neste caso muda a nomenclatura para Pasep. Para ter direito é preciso seguir as regras:

  • Quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano anterior;
  • Ganhou, no máximo, dois salários mínimos por mês, em média;
  • Está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • É preciso que a empresa onde trabalhava tenha informado os dados corretamente ao governo.

Onde posso consultar e qual o valor do PIS?

Para saber se tem direito ao abono salarial, basta realizar uma consulta através do aplicativo Caixa Trabalhador e ou pela central de atendimento no número 135. 

O valor pago é de até um salário mínimo (R$ 1.100, em 2021) e varia de acordo com o tempo que a pessoa trabalhou. Se ela trabalhou o ano todo, recebe um salário mínimo. Se trabalhou um mês, ganha proporcionalmente: 1/12 do salário mínimo.

Onde posso sacar o PIS?

Através da Caixa Econômica Federal. O banco abriu uma poupança social digital gratuita para quem ainda não tinha. 

Para quem já tem conta na Caixa, o abono é depositado diretamente na conta, caso haja saldo acima de R$ 1 e movimentação.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.