Como o MEI pode reduzir sua dívida imobiliária?

O empréstimo com garantia de imóvel, também chamado de “home equity”, é uma modalidade de crédito oferecida por bancos, financeiras e fintechs, onde se oferece ao cliente que deseja o crédito, seja ele pessoa física, jurídica ou MEI, uma ótima taxa de juros e um ótimo prazo de pagamento, em troca de um imóvel como garantia.

O imóvel em garantia é um bem colocado no contrato do empréstimo. Este bem pode ser vendido para quitar a dívida em caso de não pagamento da mesma.

Os credores procuram de diversas formas negociar a dívida, antes de tomar o bem mas, caso a negociação não tenha sucesso, o bem vai à leilão para quitar o saldo devedor.

Normalmente a garantia é imóvel residencial ou comercial. Pode, no entanto, haver outros tipos de imóveis como terrenos e propriedades rurais, por exemplo.

É importante ressaltar que quanto mais “valor comercial” o imóvel tiver, mais fácil será aprovar a operação de empréstimo.

Quando falamos de “valor comercial” não estamos falando de valor financeiro, mas sim de potencial de venda.

Um apartamento num bairro nobre de São Paulo tem mais valor comercial que uma casa no interior do nordeste, por exemplo.

Usando o Empréstimo com Garantia de Imóvel para reduzir sua dívida

Adquirir a casa própria é o sonho de muitas pessoas. No Brasil, o custo de moradia é muito alto, fazendo com que grande parte da população opte por financiamentos imobiliários para realizar esse sonho.

Financiamentos imobiliários costumam ter prazos longos, as vezes chegando à 30 anos.

Ou seja, uma pessoa que adquiriu uma casa própria no ano 2000, pode ainda estar pagando pelo imóvel. Normalmente essas dívidas foram contraídas com grandes bancos ou bancos públicos já que o surgimento de novas opções de crédito é recente no Brasil.

Como ao longo das últimas décadas as taxas de juros no Brasil foram elevadas e muitos contratos de financiamento são pré-fixados, ainda existe muita gente pagando juros além do necessário nos dias de hoje.

É aqui que o Empréstimo com Garantia de Imóvel entra. Os juros nessa modalidade de crédito são bem menores do que em outras modalidades de crédito, seja crédito para pessoa física ou crédito para pessoa jurídica.

No empréstimo com imóvel, a taxa média de juros é de 10% ao ano. Um financiamento que se iniciou em 2000, por exemplo, pode estar pagando 18% ao ano. É quase o dobro de juros ao ano. Imagine ao longo de 30 anos de financiamento.

A saída aqui é solicitar o empréstimo, oferecer o imóvel como garantia, com o valor do empréstimo quitar o financiamento e seguir pagando a parcela do novo empréstimo. Uma operação relativamente simples mas que pode gerar uma grande economia.

Pode-se utilizar esse empréstimo para MEI?

Sim, esse tipo de empréstimo pode ser utilizado tanto por pessoa física quanto por pessoa jurídica, MEI ou não. Vale lembrar que uma empresa tem várias possibilidades de linhas de crédito, diferente da pessoa física.

Existem linhas de capital de giro, de leasing, de empréstimos governamentais e outras. Ainda assim, o empréstimo com garantia de imóvel para empresas é o que oferece menores juros quando comparado aos demais.

O empréstimo com garantia de imóvel também pode ser realizado com pequenas restrições no nome da empresa, MEI ou não, ou dos sócios.

Esta é uma ótima vantagem, já que é muito difícil conseguir liberação de crédito para quem passa por essa situação.

O imóvel precisa estar vago para ser oferecido como garantia?

Não, a pessoa que toma esse tipo de empréstimo continua utilizando o imóvel normalmente. Seja morando, alugando ou, deixando vazio se assim achar interessante.

Quais as regras para essa linha de crédito?

As regras variam de instituição para instituição mas normalmente seguem as seguintes características:

– Imóvel residencial ou comercial (há exceções)
– No mínimo 50% quitado
– Cidades com mais de 50 mil habitantes
– Valor mínimo do imóvel de R$ 200.000
– Valor mínimo do empréstimo de R$ 100.000

Conclusão

Interessante não? Para quem possui um financiamento imobiliário de longo prazo junto a um grande banco e está pagando juros elevados, a solução de troca da dívida atual pelo Home Equity é uma ótima alternativa.

Dessa forma, mantém-se a utilização do imóvel, diminuem-se os juros, pode-se alongar o prazo de pagamento e, eventualmente, até levantar um dinheiro extra para uma reforma ou benfeitoria por exemplo.

E mesmo para quem não possui dívida imobiliária mas possui outras dívidas como crédito pessoal, por exemplo, a possibilidade do empréstimo com garantia de imóvel é muito interessante, pois os juros serão muito inferiores. 

Assim, se você é ou não MEI mas quer reduzir sua dívida imobiliária, não deixe de avaliar essa opção!

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio. Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar.

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio.

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Comentários estão fechados.