Como o RH pode auxiliar no plano de carreira dos colaboradores

0

Há mais de um ano estamos vivendo em um cenário de pandemia. No início, tudo foi uma grande surpresa, e as empresas tiveram que se organizar rapidamente para garantir a segurança e saúde de seus colaboradores.

Muitas definiram o home office como alternativa mais segura e outras adotaram estratégias e protocolos rigorosos para que seus colaboradores pudessem trabalhar com o mínimo de tranquilidade.

Diante de tantas mudanças, muitos colaboradores devem estar se questionando se o processo de desenvolvimento profissional, também conhecido como plano de carreira, está pausado ou em andamento na empresa.

Apesar da pandemia ter criado muitos impasses nos projetos pessoais e profissionais da maioria das pessoas, a começar pelo afastamento social e a necessidade de criar novas rotinas, é muito importante refletir sobre os desafios vivenciados em 2020, as lições e os aprendizados diante das adversidades, para assim reorganizar os objetivos de vida que tiveram que ser adiados temporariamente.

No que se refere ao mercado de trabalho, as melhores organizações, ainda que ressentidas pela crise econômica ocasionada pela pandemia, nunca deixaram de observar quem são os profissionais dentro de seus quadros que investem em alavancar sua carreira e apresentam maior qualificação e habilidades técnicas e comportamentais para alcançar seus objetivos de crescimento.

Minha visão de especialista é que o nível de amadurecimento e percepção das pessoas com as experiências enfrentadas no ano passado levou a maior capacidade de adaptação e ajustes aos desafios.

Ainda assim, quem estiver mais disponível em investir no autoconhecimento e na inteligência emocional terá maior chances de sucesso nesse período e daqui para a frente. 

Um exemplo de que vale a pena continuar buscando crescer na carreira mesmo no cenário de pandemia é o próprio trabalho em home office, que pressupõe comportamentos como autonomia, disciplina e senso de pertencimento, habilidades que muitos profissionais não tinham e tiveram que desenvolver.

Então, podemos dizer que esse aprendizado ficará para sempre em cada indivíduo.

Além disso, se o profissional não quiser brecar o seu desenvolvimento nem esperar o término da pandemia para dar sequência aos seus objetivos de carreira, é fundamental que estabeleça um plano.

Para isso, basta traçar e direcionar esforços, estabelecer o tempo para alcançar seus objetivos, investir nas habilidades técnicas e comportamentais em busca de um melhor desempenho, dedicar-se ao aprendizado contínuo e valorizar o autoconhecimento.

Mesmo em tempos difíceis, é possível que muitos profissionais estejam enxergando isso também como uma excelente oportunidade para adquirir novos conhecimentos e até a desenvolver habilidades exigidas para o futuro, que podem ser o caminho para evoluir na carreira quando a situação estiver normalizada.

Então, minha dica é aproveitar o tempo disponível para expandir suas habilidades: vale exercitar a leitura, participar de cursos, treinamentos, workshops e palestras de assuntos de suas áreas de interesse, aprender e/ou aperfeiçoar um segundo idioma e ampliar o seu conhecimento digital.

Atualmente, é possível encontrar esses conteúdos de forma gratuita e on-line. Assim, muitas atividades podem ser feitas na segurança do lar.

Sabemos que parte do sucesso dos profissionais em seu plano de carreira também é do departamento de Recursos Humanos das empresas.

Essa área tem sido desafiada pelas organizações a tornar-se cada vez mais parceira na execução das estratégias de negócios e liderar a conexão entre as pessoas e as organizações.

Por isso, é fundamental a participação do RH para auxiliar os colaboradores a perceber a importância de gerenciar suas próprias trajetórias profissionais e orientá-los como poderão fazer isso, focando os pontos de suas competências que podem ser desenvolvidos.

Um passo importante da área é a criação de programas de desenvolvimento para incentivar o processo de autoconhecimento, alinhados às oportunidades oferecidas.

Amparada em casos de sucesso, preparei algumas dicas que podem ajudar os profissionais de Recursos Humanos a apoiar os planos de carreiras dos colaboradores, principalmente aqueles que estão trabalhando de home office.

Dê suporte também emocional. Trabalhar remotamente exige uma participação e uma relação mais frequente da área de RH e também das lideranças para acompanhar os colaboradores para além das conexões digitais. É muito importante perceber os estados emocionais das pessoas e oferecer apoio sempre que necessário.

Comunique claramente sobre o plano de carreira da empresa. Procure informar sempre sobre as políticas de desenvolvimento e a trilha de carreira para alinhar as expectativas versus oportunidades reais.

Indique cursos de capacitação e novos aprendizados. Identifique os cursos interessantes e as ferramentas mais apropriadas a cada profissional, além de propor treinamentos por plataformas digitais para enfatizar o aprendizado e sua aplicação de forma mais ágil no dia a dia.

Defina e acompanhe metas. É importante uma abordagem clara dos objetivos a serem alcançados, bem como o acompanhamento dos resultados obtidos e possíveis mudanças na forma de trabalhar, caso o objetivo não tenha sido alcançado.

Promova o assessment. Mapeie as competências técnicas e comportamentais dos colaboradores para identificar os pontos fortes e de melhoria, conhecimentos técnicos, experiência e formação e poder propor um plano de desenvolvimento.

Construa Planos de Desenvolvimento Individual. Verifique os “gaps” existentes no perfil de cada colaborador e crie um plano de ação para aprimorar as competências técnicas e comportamentais na gestão da carreira. O mais importante em um Plano de Desenvolvimento Individual é que o colaborador entenda que o plano é específico para cada profissional, por isso é importante buscar o seu direcionamento de carreira, saber onde quer chegar e ter a certeza de que pode contar com a colaboração do RH para apoiar essa trilha de crescimento.

Promova feedbacks. Acompanhe e dê retornos sobre as mudanças identificadas no comportamento do colaborador e sobre os possíveis ajustes necessários.

Em resumo, o plano de carreira não depende apenas dos colaboradores, tendo o RH um papel fundamental no processo.

Então, se você está buscando crescer em sua área, fique atento às orientações do RH, que pode apoiar seu processo de desenvolvimento.

E se você é do RH, tenha certeza de que seu papel se tornou ainda mais estratégico para a gestão de pessoas e carreiras.

Afinal, 2020 exigiu ações imediatas e muita resiliência da área de RH que buscou soluções para as mudanças impostas pela pandemia e apoiar o ambiente interno das empresas, portanto, essa é uma área disponível para criar iniciativas de valorização e acompanhar a trajetória dos colaboradores.

Dica Extra do Jornal Contábil: Você gostaria de trabalhar com Departamento Pessoal?

Já percebeu as oportunidades que essa área proporciona?

Conheça o programa completo que ensina todas as etapas do DP, desde entender os Conceitos, Regras, Normas e Leis que regem a área, até as rotinas e procedimentos como Admissão, Demissão, eSocial, FGTS, Férias, 13o Salário e tudo mais que você precisa dominar para atuar na área.

Se você pretende trabalhar com Departamento Pessoal, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um profissional qualificado.