Como recuperar e impulsionar seu negócio com o saldo contido no Depósito Recursal

700

Você gostaria de aumentar a lucratividade da sua organização com um dinheiro que você nem se recordava mais? Com o é possível SIM!

Você sabia que um grande número de empresas não solicita o levantamento dessas contas recursais? Seja por não terem informações necessárias de como proceder ou por acharem que o processo demora muito tempo.

Mas, recuperar um valor que poderá ser utilizado de diversas formas na sua empresa é um grande proveito, não é mesmo? Então leia com atenção esse texto e não perca tempo!

Neste post vamos entender o que é e como retirar o contido em suas contas, além de mostrar as vantagens e alguns de seus muitos benefícios.

Mas afinal, você sabe o que é ? E como ele funciona?

é um dinheiro que a empresa pode recuperar caso tenha participado de algum processo trabalhista e este tenha sido julgado na primeira ordem judicial.

[rev_slider alias=”ads”][/rev_slider]

 

Para o empregador recorrer do processo, ele deve depositar uma quantia como garantia e comprova-la dentro de um prazo estipulado para o recurso entrar em vigor.

Segundo a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) no artigo 899, os valores limites desses depósitos são de:

  • R$ 9.189,00: no caso de interposição de recurso ordinário;
  • R$ 18.378,00: no caso de interposição de recurso de revista, embargos e recursos extraordinários ou no caso de interposição de recurso em ação rescisória.

Esses valores entraram em vigor no dia 01 de agosto de 2017.

Comparando com o limite do ano de 2016, houve um aumento de aproximadamente 3%. O foi reajustado pela variação acumulada do INPC (índice Nacional de Preços ao Consumidor) e IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A quantia é recolhida através de depósito judicial e, como o dinheiro é uma forma de garantia, ele apenas pode ser retirado no final do processo trabalhista, quando não há mais possibilidade de recorrer de ambas as partes e desde que não tenha sido utilizado no decorrer do processo.

Leia Também:  Como Calcular FGTS? Confira Seu Saldo!

Quanto antes for retirado o valor do , mais rapidamente você poderá investi-lo na sua empresa. A seguir mostraremos porque é interessante recuperar esse dinheiro no momento atual.

E por que recuperar o depósito judicial agora?

Você deve estar se perguntando, será que vale a pena entrar com esse pedido agora? Vale SIM. Dados retirados do balanço da Caixa Econômica Federal, órgão que administra a gestão e o controle de depósitos recursais mostram um grande valor acumulado.

Atualmente há um valor estimado de R$35 bilhões de reais em contas recursais, sendo que, 30% (R$10,5 bilhões) estão disponíveis para retirada, pois estão presentes em processos já arquivados.

 

É bastante coisa, não é mesmo? Já imaginou que você pode recuperá-lo e utilizá-lo de diversas maneiras na sua empresa?

Continue acompanhando este artigo para saber como retirar esse depósito e o que você pode fazer com esse dinheiro.

E quais as vantagens que eu tenho ao recuperar esse ?

Além de você recuperar um que nem contava mais, algumas prestadoras de serviço não cobram custas processuais, ou seja, você só vai pagar pela operação quando realmente receber o dinheiro. Muito bom, não é mesmo?

O também pode te ajudar de diversas formas e em diversos departamentos da sua empresa. Fizemos uma pequena lista que mostra como esse dinheiro pode ser aproveitado em sua organização:

  • Garantir um aumento na projeção futura do fluxo de caixa;
  • Investir em outras áreas da empresa;
  • Utilizar o dinheiro como uma forma de expansão;
  • Quitar credores;
  • Equilibrar o caixa;
  • Ser utilizado como um bem patrimonial.
Leia Também:  FGTS: decisão aumenta saldo; entenda e saiba quando sacar

Agora você deve estar se perguntando, então como eu faço para pegar esse dinheiro? Demora muito tempo?

Para responder essas perguntas, fizemos uma lista objetiva contendo 05 itens que você deve seguir para recuperar o contido nas contas recursais:

1. Identificar se existe a ser retirado:

Primeiramente, você deve verificar se a empresa participou de muitos processos trabalhistas. Caso a resposta seja positiva, COM CERTEZA você terá algum a retirar.

2. Levantar e mapear os dados:

Depois, é necessário procurar por especialistas ou empresas que prestam esse serviço para realizar um levantamento dos dados e mapeá-los. Esse mapeamento pode ser apresentado de maneira manual ou automatizada. Quando o serviço é realizado de forma automatizada, ele é mais ágil e preciso, levando menos tempo para a finalização do processo;

3. Início do processo

Em seguida, realiza-se às diligências jurídicas, ou seja, há o desarquivamento dos processos e o levantamento de documentos referente ao depósito judicial;

4. Retirando o dinheiro

E por último, o dinheiro é retirado junto à Caixa Econômica Federal.

5. Quanto tempo pode durar?

Esses processos levam, em média, 180 dias, caso seja feito de maneira automatizada. Se o mapeamento for realizado manualmente, o tempo de duração pode até dobrar. É importante lembrar, também, que alguns fatores podem influenciar na duração desses processos, como: a quantidade de processos trabalhistas da empresa e a vara em que está sob avaliação.

Conclusão

Neste post, apresentamos o que é , a vantagem de retira-lo agora e muitos benefícios com os quais pode contribuir na sua empresa.

Estabelecemos também 5 passos que você deve seguir para retirar esse dinheiro de maneira fácil e ágil.

Esperamos que tenha ficado claro o que é o . Ficou alguma dúvida? Quer conversar mais sobre isso? Mande um e-mail para [email protected] ou [email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.