A contratação de funcionários exige da empresa um grande planejamento, pois não é somente com o salário pago no final do mês que o empresário deve se preocupar, mas sim, como todos os encargos trabalhistas relacionados a eles.

O Brasil detém uma das maiores tributações trabalhistas existentes no mundo. É uma porcentagem exorbitante que somam 36% da folha salarial. No entanto, é importante que todos os colaboradores atuam na empresa de forma legal para evitar problemas futuros, além disso, isso favorece a contratação de profissionais mais especializados.


Nesse artigo, o SENHOR CONTÁBIL vai mostrar como registrar seus funcionários e pagar impostos de forma correta. Confira:

Quais são os impostos relacionados aos funcionários?

A empresa fará a definição de quanto o funcionário vai receber mensalmente pela prestação dos seus serviços, entretanto, outros custos devem ser contabilizados na sua folha salarial, que são:

INSS – A empresa deve recolher na folha salarial esse imposto que pode variar de acordo com o regime de tributação de cada companhia. A porcentagem pode variar até 20%.

FGTS – A porcentagem é de 8% sobre o salário do funcionário, esse valor deve ser depositado em uma conta da caixa econômica federal. Esse tributo também é recolhido em cima do 13º salário, férias e rescisões. Quando o empregador demitir o funcionário sem justa causa, ainda é preciso pagar uma multa de 50% em cima do valor do FGTS em conta ( 40% vai para o funcionário e 10% para o governo).

RAT ( Risco de acidente de trabalho) –  Essa taxa pode variar de 1 a 3% do salário, além disso, pode variar de acordo com o grau de risco da função.


Vale alimentação – Embora não exista uma lei que obrigue a empresa pagar a alimentação do funcionário há convenções do sindicato que defendem esse benefício ao trabalhador e todas as empresas optam pelo pagamento, principalmente em grandes centros urbanos, onde o deslocamento do funcionário é mais difícil.

Vale transporte – A empresa deve pagar o deslocamento do funcionário, o mesmo deve arcar com 6% do valor total mensal, enquanto que o empregador fica responsável pelo restante.

13º Salário:  Deve ser pago todos os anos, o 13º salário pode ser dividido em duas vezes ( 20 de Novembro e 20 Dezembro).

Férias – A empresa deve pagar o salário do funcionário com mais um terço do valor do salário para que o funcionário possa descansar.

Se o funcionário fizer horas extras, a empresa fica obrigada a acrescer 50% do valor em relação a hora normal, caso for adicional noturno são somados mais 20% entre as 22 horas e 5 da manhã.

Vantagens de registrar seus funcionários e pagar impostos de forma correta

Muitas empresas tentam burlar as leis trabalhistas não registrando o funcionário, no entanto, essa prática pode ser muito mais custosa para as companhias. Embora os gastos sejam relativamente altos, o empresário tem a lucrar quando registra seus funcionários e paga impostos de forma correta conforme a legislação trabalhista. As vantagens são:

  • Pagamento correto de salários, férias, horas extras e tributos;
  • A empresa evita problemas trabalhistas na justiça;
  • Segurança e transparência com os colaboradores;
  • Aumento de possibilidades de contratar profissionais mais capacitados que podem agregar mais valor para o negócio;

Para registrar seus funcionários e pagar impostos de forma correta fale com o SENHOR CONTÁBIL, a empresa possui uma plataforma intuitiva e 100% online que vai facilitar a gestão dos negócios de qualquer lugar.

Os profissionais do escritório de contabilidade online são engajados em oferecer uma consultoria rápida e completa para os clientes dentro de todas as normas da legislação vigente. Entre em contato e confira!