Como saber se estou com restrição de crédito?

0

Ficou no vermelho e está com limitações no seu nome? Aprenda já o que é restrição de crédito e como ela pode lhe prejudicar.

No Brasil, o endividamento já é uma realidade entre mais de 60 milhões de cidadãos, de acordo com dados do SPC Brasil.

Isso significa que são mais de 60 milhões de pessoas em situação de endividamento, sem cumprir seus compromissos financeiros e sem saber como sair das dívidas.

Além da dor de cabeça que uma dívida pode gerar, o devedor corre o risco ainda de sofrer uma restrição de crédito.

Entretanto, poucos consumidores que estão no vermelho sabem o que é uma restrição de crédito e quais são os prejuízos que ela pode gerar.

Para saber mais sobre o assunto e evitar futuros problemas com seu nome, basta continuar a leitura deste artigo.

O que é restrição de crédito?

A restrição funciona como um “carimbo” negativo que o consumidor endividado recebe perante o mercado. 

É uma limitação que surge diretamente do não pagamento de contas ou de compromissos financeiros, como uma compra parcelada.

Justamente pelo fato de não receber os pagamentos em dia, a empresa para a qual o consumidor deve faz a restrição até mesmo como uma forma de “penalizar” o comprador pelo não pagamento dos valores.

Assim, além de estar endividado, ele não poderá ou terá bastante dificuldade em fechar novas compras.

Essa restrição de crédito pode afetar tanto a relação do consumidor com a empresa para a qual deve, como também com qualquer outra empresa que tenha essa informação.

É importante lembrar que a restrição de crédito pode ter várias formas.

A primeira e mais comum é a interna.

Ou seja, ou seja, um “bloqueio” que a empresa credora faz para evitar conceder crédito ou fechar novos negócios com o devedor.

Além disso, o consumidor também pode sofrer uma restrição de crédito externa, como, por exemplo, ter seu nome sujo ou negativado em um órgão de proteção ao crédito.

O que significa estar com restrição de crédito?

Ter uma restrição pode significar simplesmente que você terá dificuldade de fazer negócios ou de fechar alguma compra importante.

Mas, além disso, pode significar que você está com o nome sujo ou negativado em um órgão de proteção ao crédito.

Os efeitos da negativação são ainda mais graves em termos de prejuízo ao consumidor. São alguns deles:

  • Ter pedido de cartão de crédito negado;
  • Impossibilidade de pedir um empréstimo ou financiamento;
  • Reprovação em processos seletivos para uma vaga de trabalho;
  • Restrição ao fazer negócios como, por exemplo, comprar um imóvel.

Quais os órgãos de restrição de crédito?

Os órgãos de restrição de crédito são aqueles que recebem a ordem da empresa credora para que o devedor seja negativado, e os principais deles são:

Por meio deles, a empresa garante que o consumidor terá uma restrição em seu nome, que poderá ser identificada pelo mercado e gerar todos os prejuízos que citamos no tópico anterior.

Designed by @katemangostar / freepik
Designed by @katemangostar / freepik

Além disso, é por meio desses órgãos que o consumidor pode, pessoalmente ou por meio da internet, consultar a situação de seu CPF.

Como saber se estou com restrição de crédito?

Se você quer descobrir se está com alguma restrição somente em relação a uma empresa específica, o ideal é fazer um contato direto com o atendente e pedir para que sua situação no cadastro interno seja verificada.

Entretanto, se você quer saber se está com o nome sujo ou negativado, o ideal é procurar os órgãos de proteção ao crédito.

Uma das formas de fazer a consulta para verificar se o seu nome está negativado, é a presencial.

Basta comparecer aos birôs de atendimento do SPC ou Serasa  e levar seu documento de identificação (carteira de identidade, motorista ou passaporte).

A segunda opção é fazer a verificação online e gratuita!

Basta escolher o site do órgão de proteção que você deseja acessar e informar seu CPF para a consulta.

Além disso, depois de fornecer o CPF, é provável que você precise fazer um cadastro rápido no site.

Consultei meu CPF e descobri que meu nome estava negativado indevidamente, o que fazer?

Você já deve saber que a restrição de crédito por não pagamento de uma dívida já é um problema conhecido dos brasileiros.

Entretanto, principalmente no momento da consulta do CPF, alguns consumidores descobrem que seu nome está negativado indevidamente.

Ou seja, que estão sofrendo todos os prejuízos em razão de uma dívida que já foi paga ou que não foi você quem fez.

Por isso, é extremamente importante que você busque seus direitos, dentre eles uma indenização por nome negativado indevidamente.

Para receber uma compensação financeira em danos morais por essa negativação indevida, é muito importante que você tenha provas, que podem ser:

  • Comprovante de pagamento da dívida;
  • Consulta feita no site do órgão de proteção ao crédito, comprovando que seu nome estava com a restrição.

Com a prova de que seu nome foi sujo injustamente em mãos, basta cadastrar seu pedido de indenização com a Resolvvi! Tudo é feito completamente online, sem burocracia e sem audiências.

Nosso time de especialistas estará sempre em contato, informando cada progresso do seu pedido de indenização.

Ao final, basta que você receba a indenização diretamente na sua conta bancária, sem qualquer trabalho! Para começar a buscar seus direitos, basta clicar aqui e verificar seu caso!

Fonte: Resolvvi

html image example