Como se cadastrar no Bolsa Família

0

O Bolsa Família trata-se de um programa do Governo Federal de transferência de renda direta, destinada às famílias que se encontram em situação de pobreza e de extrema pobreza.

Saiba agora como realizar o cadastro no Bolsa Família e comece a garantir os seus direitos. Neste conteúdo você vai entender quem pode se beneficiar do programa, documentação que deve ser apresentada para cadastro e como consultar o seu benefício.

Quem tem direito ao Bolsa Família?

O Bolsa Família é direito das famílias mais pobres, que possuem às seguintes rendas:

  • Famílias com renda mensal de até R$ 89 por pessoa;
  • Famílias com renda mensal entre R$ 89,01 e R$ 178 por pessoa desde que tenham gestantes e/ou crianças e adolescentes até 17 anos.

Para saber a renda mensal por pessoa é preciso somar todos os rendimentos e salários dos membros da família, que moram na mesma casa, e dividir pelo número de pessoas.

A seleção das famílias para ter acesso ao Bolsa Família ocorre por meio de um sistema informatizado, o Cadastro Único, popularmente chamado de CadÚnico. Contudo o cadastro nesse sistema não garante a entrada automática no programa social.

Através das informações prestadas os dados em seguida são analisados e processados para verificar a possibilidade da família ingressar no programa social.

Vale lembrar que o cadastro no CadÚnico pode beneficiar o cidadão com diversos outros benefícios, como o Bolsa Família, a Tarifa Social de Energia Elétrica e o BPC, contudo esse assunto fica para outro dia.

bolsa familia

Inscrição no CadÚnico

Quem pode se inscrever no Cadastro Único (CadÚnico)? Podem se inscrever no cadastro, quem comprovar:

  • Ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50); ou
  • Ter renda mensal familiar total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); ou
  • possuir renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo.

A inscrição no Cadastro Único pode ser realizada por um membro da família, que se tornará o Responsável Familiar. Para se tornar Responsável Familiar é necessário ter ao menos 16 anos de idade e que, preferencialmente seja do sexo feminino.

O município promove visitas domiciliares às famílias de baixa renda periodicamente para efetuar o cadastramento. Mas a família que se enquadra nas rendas acima e ainda não está inscrita no Cadastro Único, pode procurar um CRAS – Centro de Referência em Assistência Social no município e solicitar o cadastramento.

Para que a família viabilize o cadastro é importante:

  • Ter uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas do cadastro. Essa pessoa deve fazer parte da família, morar na mesma casa e ter pelo menos 16 anos.
  • Para o responsável pela família, de preferência uma mulher, é necessário o CPF ou Título de Eleitor.
  • Exceção: no caso de responsável por famílias indígenas e quilombolas, pode ser apresentado qualquer um dos documentos abaixo. Não precisa ser o CPF ou o Título de Eleitor.

Além disso, é importante apresentar pelo menos um dos documentos a seguir de todos os membros da família: 

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade (RG);
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor.

Também é importante apresentar um comprovante de residência atual, podendo ser uma conta de energia ou água.

Para que seja possível dar inicio no processo de cadastramento do programa, serão necessário três passos, sendo eles:

  • Cadastramento: A família deve se encaixar em uma das faixas de renda que o programa atende, procurar o setor responsável pelo programa em seu município;
  • Seleção: O Ministério do Desenvolvimento Social faz a seleção levando em conta os dados do cadastro feito junto ao representante municipal. As seleções são mensais;
  • Pagamento: Caso sua família tenha sido aprovada para participar do programa, já será efetuado o pagamento.

Documentos para o Bolsa Família

Para realizar o requerimento do Bolsa Família, será necessário:

  • Fazer o cadastro único: No setor responsável pelo programa em seu município o Responsável Familiar deve levar seu CPF ou Título de Eleitor;
  • Documento de identificação com foto para cada um dos outros membros da família candidata ao benefício.

Esses são os documentos necessários para efetuar o cadastro da família no programa Bolsa Família do Governo federal. Procure o setor responsável pelo programa em seu município, normalmente, fica na Prefeitura ou algum departamento do governo municipal. 

Como consultar o Bolsa Família

Para consultar o Bolsa Família o processo é simples, basta acessar o site da Caixa Econômica Federal, utilizando o sistema de consulta pública.

Confira o passo à passo e evite erros:

  1. O primeiro passo é acessar a Consulta Pública de Benefícios da Caixa 
  2. Segundo, clique em Consultar Famílias Beneficiárias
  3. Agora, Clique na opção escrito Consulta Benefícios por família;
  4. No formulário, preencha com o CPF do Responsável Familiar ou o número do NIS que está no cartão do Bolsa Família;
  5. O nome completo do responsável deverá aparecer;
  6. Clique no nome, na próxima página estarão disponíveis os valores liberados e os que já foram sacados do benefício.

Através do site você conseguirá consultar se o seu benefício foi liberado, valores, além do que já foi retirado pelo beneficiário.