Em nossas vidas rotineiramente estamos buscando alcançar determinadas metas pessoais, seja um carro novo, um imóvel, ou uma reforma no imóvel, poucas coisas nos dão tanto prazer quanto se sentir bem dentro de nosso lar, seja com sua comodidade, adequação às nossas necessidades, ou quando ele está segundo o nosso gosto estético.

E esse é um fator muito importante: “as informações passadas”. E em parte é o que buscamos quando pensamos em determinadas metas, como um carro novo, aquela viagem que renderá fotos fora do país, uma casa nova ou mais bonita. Então, passado a parte dos sonhos, precisamos retornar à realidade, e ela é dura, e bate à porta de todos nós, que é a financeira. 

Finanças, um ponto crucial nas metas pessoais

Em regra, muitas de nossas metas pessoais envolvem gastos, a depender do caso, como reformar um apartamento, pode envolver burocracias na aprovação. Por isso tudo precisa ser pensado com muito cuidado. Tudo o que você “não” pode fazer é cometer os velhos erros que costumamos perceber as pessoas em nosso redor cometendo.

É como aquela velha história do carro que não é viável para o bolso de quem compra, a viagem parcelada em 12 vezes, o orçamento da reforma, que no fim das contas acabou saindo pelo dobro do valor, e está tudo bem, reformas são assim mesmo. Não, suas metas não podem destruir suas finanças, é necessário planejamento. 

Faça todo o planejamento financeiro para viabilizar os seus planos

Quando possuímos uma meta pessoal como a reforma de uma casa, precisamos nos questionar sobre alguns pontos: é viável? Se no momento não é viável, o que posso fazer para tornar viável? Então, se seu orçamento permite você pensar, não só a reforma, como em qualquer passivo, chegou a hora de planejar, e nesse momento é necessário pesquisar com muito cuidado tudo o que envolve o que você está querendo.

Buscar por veículo popular, uma viagem olhando para dentro do país, por uma empresa de reforma, são saídas iniciais que você pode ter para começar a tornar viável o que você está buscando. 

O que fazer quando a finança não permite alcançar a meta pessoal que quero?

Não adianta tentar passar a carroça por cima dos bois. Todo tema que envolve carros, viagens, imóveis, reformas, envolve também sonhos, e é nesse momento que muitas famílias cometem o famoso “suicídio financeiro”.

Uma forma fácil de arranjar problemas, em que com uma cajadada só você consegue dois de vez, é financiar um veículo em dezenas de prestações, sem nem mesmo pensar em todos os demais custos que envolve esse passivo, ou, por exemplo, uma modificação no imóvel que não cabe no seu momento financeiro.

Isso, pois quando estamos apertados em nossa vida financeira, acabamos buscando por profissionais mais baratos, materiais mais baratos, e como já sabemos: o barato costuma sair caro. E é nesse momento que você pode acabar endividado, e com uma reforma mal feita. Mas então, oque fazer? Entenda:

Seja superavitário:

Essa é a resposta mais óbvia: busque terminar o mês no azul. Nesse momento, não só para alcançar uma meta específica, mas, principalmente, para sua vida, buscar terminar o mês no azul é essencial. Outro ponto: pare de comer fora de casa, converse com os filhos, mitigue os gastos evitáveis, tenha uma boa conversa com o marido/esposa, para que juntos busquem a readequação de seus gastos.

Faça investimentos seguros:

Um ponto muito importante nesse momento é a “segurança”, faça investimentos cuidadosos, e não espere ganhos extraordinários. Tome todo cuidado com as conversas de coaching de investimentos, traders, tudo que envolve ganhos altíssimos, e fáceis, pois se realmente houvesse a possibilidade de alguém ficar rico dessa forma, não estaria anunciando e ficando, em verdade, rico com os cursos vendidos. Para que você tenha uma melhor ideia, o homem que “anualmente” teve uma média de ganhos de 31% com renda variável, por mais de uma década, encontrasse entre os 5 homens mais ricos do mundo que é o Warren Buffet. 

Entenda as suas necessidades:

Esse também é um ponto muito importante, pois comumente pretensões que nem sempre são necessárias, e podemos até mesmo deixar pontos necessários de fora de nossos planejamentos. Essa é a hora de identificar o que você realmente precisa na sua vida, o que é prioridade, qual é a função principal de um veículo?

Levar você do ponto A para o ponto B, então por qual motivo você um veículo com um valor que não é cômodo para sua condição atual, se esse veículo principalmente fará a mesma coisa que o mais barato: levar você do ponto A para o ponto B. Sabemos que tudo isso mexe muito com nossas vaidades, mas se há uma vaidade que podemos ter, é a da conta azul, isso sim é interessante. 

O Brasil é um país continental:

O Brasil é o quinto maior país em tamanho territorial no mundo; dificilmente em uma vida só conseguiremos conhecer parte significativa de seu território, e de suas belezas. Mas fomos educados a entender que o padrão de beleza e status social que veremos e alcançaremos estão fora de nosso país.

Antes de pensar em conhecer o país dos outros, já pensou no seu? Nas belezas que nós temos, em nossas praias, em nossas cidades, curiosidades, povos, tudo isso está em nossa cara, basta que a gente abra os nossos olhos. Ou seja, aquela viagem que é para fora, se você abrir os seus olhos, pode ser para dentro, e ser maravilhosa, claro, e com menos custos.

Não há receita milagrosa

Como você pode perceber, não há receita milagrosa. Tudo envolve planejamento, com calma, segurança, e percepção de suas necessidades. Como já dito, em quase tudo que envolve metas, sonhos estão presentes, e podemos acabar tomando atitudes precipitadas, que podem gerar arrependimentos, ou grandes dores de cabeça em nossas vidas.

Cada caso é único, pense bem no seu caso, na sua viagem, no seu veículo, na reforma de seu banheiro, nas suas finanças, na sua situação familiar, e tome as suas decisões com todo cuidado necessário para que você possa alcançar os resultados que você queira de forma saudável.