Como será a vacinação em crianças contra a Covid-19?

Vacinas da Pfizer chegam ao Brasil direto da Holanda com dosagens para crianças entre 5 e 11 anos

Chegou na madrugada desta quinta-feira, dia 13, no aeroporto de Viracopos (SP), a remessa com 1,248 milhão de doses de vacinas da Pfizer contra a Covid-19. Este primeiro lote destina-se exclusivamente para a vacinação na faixa etária entre 5 e 11 anos. 

O imunizante veio direto da Holanda e seguiu para Guarulhos (SP), onde o Ministério da Saúde dará início à distribuição para os estados. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), o Brasil tem cerca de 20,5 milhões de crianças nessa faixa etária.

Início a vacinação das crianças

A previsão do Ministério da Saúde é que a imunização dessa faixa etária já tenha início na segunda-feira, dia 17. De acordo com a expectativa do governo é que as datas de início sejam as seguintes:

  • Rio de Janeiro –  a previsão é de que a imunização comece na próxima segunda-feira, 17 de janeiro.
  • Piauí – Na capital Teresina, o início está previsto para 17 de janeiro A vacinação deve começar pelas crianças de 11 anos e seguir em ordem decrescente. A cidade já começou a capacitação dos profissionais e o levantamento dos pontos de vacinação das crianças.
  • São Paulo – O governo calcula que tem capacidade para imunizar as 4,3 milhões de crianças desta faixa etária em três semanas a partir do recebimento de doses. Ainda não há datas definidas.
  • Amazonas – Em Manaus a previsão é começar a vacinação na terceira semana de janeiro.
  • Amapá – Caso as doses cheguem ainda na sexta-feira, dia 14, a expectativa é dar início em seguida.
  • Bahia – Em Salvador, a Prefeitura determinou que as crianças sejam recadastradas no SUS para receber a vacina, mas ainda não determinou uma data para o início da campanha.

Ordem de prioridade na vacinação

Segundo a nota técnica divulgada pelo governo, a ordem de prioridade na imunização será a seguinte:

  1. Crianças de 5 a 11 anos com deficiência permanente ou com comorbidades;
  2. Crianças indígenas e quilombolas;
  3. Crianças que vivem em lar com pessoas com alto risco para evolução grave de Covid-19;
  4. Crianças sem comorbidades, em ordem decrescente de idade: primeiro, as de 10 e 11 anos; depois, as de 8 e 9 anos; em seguida, as de 6 e 7 anos; e, por último, as crianças de 5 anos.

Segurança para as crianças

O intervalo entre as doses deve ser de oito semanas (cerca de 2 meses). Técnicos da Anvisa falaram durante a aprovação da vacina da Pfizer para as crianças e que consideraram que os benefícios da vacina superam os riscos.

Pais devem ficar atentos aos frascos onde estão as vacinas. Isso porque há distinção entre as vacinas aplicadas em crianças das de adultos. A dosagem, a composição e a concentração da vacina pediátrica são diferentes. 

O frasco da vacina para crianças também terá uma cor diferente daquela aplicada em adultos, para ajudar os profissionais de saúde na hora de aplicar a vacina. Por isso, muita atenção!

Comentários estão fechados.