Depois que o governo anunciou que prorrogaria o Auxílio Emergencial, muitas pessoas começaram a questionar quando começaria o pagamento. Porque para eles, por ser emergencial, o benefício está levando muito tempo para ser pago.

As parcelas de pagamento da prorrogação do Auxílio Emergencial já estão combinadas entre o ministro Paulo Guedes, interlocutores do meio político e o presidente Jair Bolsonaro.

No dia 30 de junho, Jair Bolsonaro assinou decreto, aumentando em mais duas parcelas o Auxílio Emergencial, sendo R$ 600,00 cada.

O que parece é que as parcelas não serão pagas de uma vez, mas serão divididas em 4 parcelas entre o final de julho e começo de agosto.

INSS

Com um total de R$ 1.200, as parcelas ficariam divididas assim:

Final de julho: R$ 500
Início de agosto: R$ 100
Final de agosto: R$ 300
Final de agosto: R$ 300

Usando o mesmo método atual, primeiro liberado na Poupança Social Digital (movimentada no aplicativo Caixa Tem), sendo possível pagar contas, boletos, compras em lojas físicas e pela Internet usando o cartão de débito virtual.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães afirmou que:

“Temos 65 milhões de pessoas aprovadas, temos um milhão de pessoas que a Dataprev ainda está analisando, então todas essas pessoas receberão não só as três parcelas, mas agora as cinco parcelas.”

Calendário da terceira parcela para saque e transferência

Mês de nascimentoDia da liberação do saque
janeiro18 de julho
fevereiro25 de julho
março1º de agosto
abril8 de agosto
maio15 de agosto
junho29 de agosto
julho1º de setembro
agosto8 de setembro
setembro10 de setembro
outubro12 de setembro
novembro15 de setembro
dezembro19 de setembro