Como trabalhar com consultoria empresarial: Veja como empreender no setor

0

De profissionais autônomos a grandes corporações, eventualmente, todo mundo precisa de ajuda para dar o próximo passo, ou ainda, enfrentar algum tipo de crise.

A criatividade do brasileiro é uma característica notável e, geralmente, negócios envolvendo nichos como alimentos/bebidas, vestuário/calçados e construção, especialmente por corresponderem às necessidades básicas da população, costumam ser a principal escolha do novo empresário.

Em um país com cada vez mais empreendedores, onde o empreendedorismo tem sido cada vez mais fomentado através de leis que facilitam a abertura de um novo negócio, além da possibilidade de abrir uma empresa online, não há dúvidas de que a economia também despertaria oportunidades para uma área que é destaque no mundo inteiro: a de consultoria empresarial.

O que é uma consultoria empresarial?

Uma consultoria empresarial pode ser considerada como o empréstimo de conhecimento de um profissional especialista em determinada área na aplicação de negócios aos quais ele não tem uma participação ativa.

Sendo assim, a consultoria acontece quando o empreendedor, embora tenha boa vontade e atitude na abertura do negócio, ainda tem certas limitações na realização – como no caso da falta de conhecimento em determinada área.

A consultoria empresarial não precisa ser generalizada e normalmente envolve um conhecimento específico, podendo ser uma consultoria voltada para:

  • Finanças.
  • Vendas.
  • Planejamento.
  • Marketing.
  • Dentre outras expertises.

Portanto, é válido lembrar que todo empreendedor pode contar com esse tipo de assessoria, não sendo de forma alguma algum tipo de fraqueza, pelo contrário, só demonstrando a importância do empresário na busca pela assertividade do funcionamento de seus setores.

Quais são os tipos de consultor empresarial?

Conforme mencionamos, o consultor pode atuar em diversas áreas, tudo vai depender de suas especialidades intelectuais e mercadológicas.

Designed by @freepic.diller / freepik
Designed by @freepic.diller / freepik
  1. Consultor de Vendas

    O consultor da área de vendas é um dos mais tradicionais do setor, proporcionando a uma empresa todo o conhecimento necessário para “destravar” o fluxo de vendas, ou até mesmo defini-lo no caso de novas organizações.

    É importante contar com esse tipo de consultoria quando a empresa estiver apresentando dificuldades para atingir os resultados definidos, mas ainda não consiga identificar com precisão o motivo, sendo por isso necessário esse olhar externo e especializado.
  2. Consultor de Marketing

    Igualmente bastante popular, o consultor de marketing auxilia em diversos setores, incluindo a área de vendas caso a empresa apresente dificuldades na captura de oportunidades.

    Esse tipo de consultoria deve ser contratado quando a empresa enfrenta problemas internos ou externos envolvendo a sua própria cultura, relação com funcionários, captura de leads qualificados, ou até mesmo a sua presença física ou digital.
  3. Consultor em Finanças

    A consultoria em finanças pode buscar a reformulação de todo o plano financeiro de uma empresa ou a resolução de problemas em áreas específicas, de acordo com o que for apresentado pela gestão.

    É recomendada a contratação de uma consultoria financeira sempre que a empresa tiver dificuldades para organizar o fluxo de caixa geral ou de setores específicos.
  4. Consultor em Recursos Humanos

    A área de recursos humanos é uma das que mais abrem espaço para consultores hoje em dia, isso se deve especialmente às rápidas mudanças no comportamento humano e a relação com as corporações, além da alta de assuntos como a diversidade e a inclusão.

    O setor de RH deve considerar a contratação de uma consultoria sempre que precisarem se atualizar rapidamente sobre um tema, ou ainda, queiram realizar um processo seletivo muito específico e para isso contem com empresas terceirizadas e alinhadas ao objetivo.
  5. Consultor Jurídico

    O consultor de assuntos jurídicos é contratado quando uma empresa precisa de ajuda para lidar com questões legais, sendo o serviço normalmente praticado por um Advogado ou em parceria com um.

Aqui também podemos incluir o auxílio jurídico no conflito de interesses entre empresas e seus funcionários, outras empresas ou até mesmo a divergência entre os acionistas.

Sendo especialista em um tema e sabendo resolver um problema da organização, o mercado de consultoria pode abrir muitas portas para profissionais dedicados à função.

O que uma empresa espera do serviço de consultoria empresarial?

A consultoria é um serviço que pode ser contratado por períodos específicos, em alguns casos com o condicionamento da resolução do problema explícito pela contratante, ou também como um funcionário regular da organização.

Em todos os casos, o profissional definido estará na empresa para monitorar e resolver determinados problemas, evitando que a empresa enfrente crises relacionadas ao tema.

De maneira geral, existem vantagens e desvantagens em todos os modelos de contrato, por exemplo, uma empresa poder contar com uma consultoria interna pode ser bastante satisfatória por toda a relação que o profissional irá criar com a empresa, a sua disponibilidade e o olhar familiar.

Por outro lado, contratar um profissional externo e temporário para a função pode ser bom exatamente por ser o contrário, representando uma visão externa e agnóstica de toda vaidade que um funcionário possa ter na avaliação.

Sendo assim, não existe o certo e o errado, mas sim o que a empresa considera mais interessante para o problema identificado.

É possível abrir uma empresa de consultoria empresarial?

Se você quer trabalhar com consultoria empresarial, é possível optar pela atividade autônoma, mas para garantir os benefícios fiscais e passar mais credibilidade ao oferecer o serviço para outras empresas, é recomendada a formalização a partir da abertura de uma organização, seja a atividade prática online ou presencialmente. 

A abertura de uma empresa de consultoria e treinamentos envolve uma série de possibilidades, sendo possível começar na modalidade mais simplificada do mercado, atuando como MEI (Microempreendedor Individual), desde que o profissional seja o único dono da empresa, possua até um funcionário e faturamento máximo de R$81 mil ao ano.

A condição de MEI enquadra a empresa no simples nacional, facilita processos e reduz os custos burocráticos de uma empresa, possibilitando o pagamento de todos os tributos a partir de uma única fatura mensal, o DAS (Documento de Arrecadação Simples).

Sendo assim, para atuar na área de consultoria empresarial, tudo o que o profissional precisa é ter vasto conhecimento sobre um nicho ou atividade, além de ter as habilidades necessárias para ser capaz de analisar, aconselhar e diagnosticar outras empresas ou pessoas.

Está pronto para contratar ou tornar-se um consultor empresarial?

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Fonte: Contabilizei