Como uma comunicação assertiva pode te ajudar no trabalho e na vida pessoal

0

A comunicação é uma habilidade inata em nós. Mesmo antes de aprender a falar, a comunicação já estava inserida no nosso dia a dia com gritos, choros e caras e bocas.

Não sendo só verbal, desse modo, a comunicação é a característica que temos para sinalizar alguma vontade, sentimento, emoção, informação ou notícia.

Como já nascemos dotados dela e da habilidade de utilizá-la ao nosso favor, somos, desde a gestação, seres sociais. A socialização é um processo muito importante no nosso crescimento e desenvolvimento.

Com o passar do tempo, vamos percebendo novos modos de operar a comunicação. Quando crianças, nos expressamos de um jeito; adolescentes de outro e adultos de um totalmente diferente.

Na época em que ingressamos no mercado corporativo, entendemos que a comunicação para assuntos relacionados à carreira e ao trabalho, deve ser diferente e assertiva, para que o que se deseja seja da melhor forma repassado e operado.

Sendo o fracasso de alguns e o sucesso de outros, ter uma comunicação assertiva pode ser um fator crucial para ser um bom profissional.

Segundo a gestora de carreiras, Madalena Feliciano, “Nos dias de hoje, nos deparamos com muitos tipos de pessoas.

Algumas falam e falam até se cansarem, outras não demonstram o que querem com a comunicação e raras são as que sabem o momento de falar e o momento de ouvir”.

A comunicação, entretanto, apesar de pensarmos que sim, não é somente desenvolvida pela fala e escrita. Gestos, olhares, tom de voz e outros modos de comportamento são uma outra forma de se comunicar também.

Segundo a especialista, “Nos comunicamos somente de 7 a 10% pela comunicação verbal. Todo o restante é tido de comunicações não verbais”

Seja na empresa, em um encontro casual ou com a família, a comunicação é o meio de conexão com outras pessoas.

Para conseguir se expressar melhor, Madalena Feliciano, que também é coach, reuniu algumas dicas que podem ser úteis para o seu crescimento profissional e pessoal.

Aprenda a escutar: A comunicação assertiva não se dá somente com fala e outros modos de se expressar. Saber ouvir é uma qualidade que pode ajudar muito na comunicação.

“Melhor que ouvir, é saber escutar. Prestar atenção aos gestos que a outra pessoa incorpora na sua fala, por exemplo, é muito importante para saber se ela está feliz, triste ou brava”, explica.

Designed by @freepic.diller / freepik
Designed by @freepic.diller / freepik

Você também é responsável pelo o que o outro entende: Para que a comunicação seja eficaz, se atentar aos resultados da sua expressão é essencial. Não adianta você falar A e a pessoa entender B.

A assertividade é somente tida quando uma informação é chegada ao outro de forma clara e compreensível.

Direcione o público: Você pode, por exemplo, falar de assuntos jurídicos para uma criança, mas raro será o verdadeiro entendimento dela sobre o assunto. Desse modo, a sua comunicação é também assertiva quando você fala com a pessoa certa sobre o assunto certo.

Não precipite a comunicação: “Existem pessoas que, antes mesmo do comunicador terminar a fala, acham que entenderam todo o assunto e se precipitam ao já formular todo o restante da frase e da ideia.

Fazer isso não te torna somente chato e inconveniente, mas também não te permite ter o verdadeiro sentido do que era para ser repassado”, explica Madalena.

Se necessário, pergunte: Mesmo que muito evitada, perguntar pode te fazer entender melhor um assunto e também te livrar de muitos problemas futuros.

“Uma pessoa que pergunta, é uma pessoa inteligente, já que não perde tempo e ainda ganha a certeza de que a sua comunicação será assertiva”, complementa.

Não seja prolixo: Ficar enrolando em uma conversa e não responder o que fora perguntado não te faz uma pessoa que tem papo, mas sim uma que não consegue chegar direto ao ponto. Seja claro e objetivo, mas sempre sem ser rude.

Se comunicar bem é a chave para bons negócios, boas relações e ótimos laços. A comunicação assertiva é a junção da educação, dos bons modos e da objetividade. Com essa qualidade, a chance de sua carreira alavancar é grande.

Por Madalena Feliciano