Como vender marmitex usando um CNPJ MEI?

0

Quem possui dotes culinários pode aproveitar muitas oportunidades do mercado.

Para complementar a renda da sua casa, é possível começar a trabalhar no ramo alimentício.

Se quer começar um negócio nesse ramo ou busca por renda extra, esse texto foi feito para você.

Conheça agora dicas sobre como vender marmitex e como formalizar seu empreendimento com o CNPJ MEI.

Como vender marmitex: Use o CNPJ MEI para ter seu negócio 

A venda de marmitex tem se provado como um negócio rentável, com baixo investimento inicial.

As marmitas, também chamadas de quentinhas, costumam fazer bastante sucesso em regiões comerciais.

Hoje, também é possível ofertar os produtos online, principalmente se você escolher vender as marmitas congeladas.

A venda de marmitex é um dos segmentos mais procurados por quem deseja empreender ou busca uma fonte de renda extra.

É possível – e também recomendado – formalizar esse novo empreendimento, usando o seu CNPJ MEI.

Desta forma, você irá garantir acesso a benefícios previdenciários, como aposentadoria, auxílio doença, salário maternidade, entre outros.

Como começar a vender marmitex? Descubra agora!

Vender marmitex: Por onde começar?

É possível lucrar muito com a venda de marmitas e quem sabe até transformar este pequeno negócio em sua fonte principal de renda.

Porém, antes de definir seus locais de venda, público, cardápio e estratégias de venda, vamos começar com a formalização do seu negócio.

Como abrir o CNPJ MEI? 

Ser MEI é fácil! Além de garantir diversas vantagens para o empreendedor, o CNPJ MEI se torna necessário ao vender marmitex para que você possa regulamentar o seu negócio.

Esses passos são essenciais! Assim, seu negócio poderá continuar a crescer e trazer o sucesso que deseja.

Para abrir o seu CNPJ de graça, basta baixar o App MEI Fácil na Play Store ou entrar no Portal MEI Fácil.

Quais são as obrigações do MEI? 

Quando você se torna MEI, deve cumprir as seguintes obrigações:

  • Pagar o imposto DAS mensalmente, com valor aproximado de R$50,00;
  • Fazer a sua Declaração Anual, que é simplesmente a soma dos seus ganhos com o serviço prestado.

Lembrando que a Declaração Anual (DASN) e o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) são duas declarações diferentes. 

Porém, ambas são declaradas anualmente.

Agora, vamos falar um pouco mais sobre as regulamentações necessárias no ramo alimentício

Quando se trata do ramo alimentício, é necessário estar atento a todos os processos burocráticos envolvidos. Como assim?

Quando o trabalho envolve manuseio de alimentos, a formalização se torna necessária principalmente por causa dos alvarás exigidos.

Junto a isso, existem as exigências de condições de higiene, determinadas pela Vigilância Sanitária.

Para saber tudo sobre alvará de funcionamento, clique aqui.

Recomendamos também que entre em contato com a prefeitura de sua cidade para conhecer com detalhes os passos para regularizar seu empreendimento.

Como vender marmitex: prepare sua cozinha

Se você quer vender marmitex para complementar sua renda, analise se você já possui, ao menos, uma estrutura mínima em sua cozinha para começar seu trabalho.

Isso fará muita diferença no valor de investimento inicial.

Essa estrutura é composta por fogão, geladeira e forno, principalmente, além de utensílios de cozinha diversos.

Na venda de marmitex, o local para armazenamento e as embalagens escolhidas para entrega merecem grande atenção.

Outra coisa a se levar em consideração é a logística de entregas dos marmitex.

Já possuo CNPJ MEI: Posso vender marmitex? 

Caso você já seja MEI, é muito simples começar a vender marmitex.

São permitidas até 16 atividades diferentes cadastradas no mesmo CNPJ MEI.

Ou seja, basta adicionar a atividade de Marmiteiro(A), com CNAE 5620-1/04 – Fornecimento De Alimentos Preparados Preponderantemente Para Consumo Domiciliar em seu cadastro, além de buscar toda a regulamentação e alvarás necessários para atuar no ramo da alimentação.

Para começar a vender marmitex, você pode alterar os dados do seu cadastro MEI gratuitamente através do Portal do Empreendedor.

Se preferir, pode conferir nossos serviços de contabilidade, onde fazemos as alterações no CNPJ MEI para você.

Dicas para vender marmitex: Garanta o sucesso de seu novo negócio 

A venda de comida, principalmente as populares, é um dos segmentos que melhor reage a qualquer crise econômica.

Isso significa que, mesmo em meio a crises, é possível lucrar muito vendendo marmitex.

Venda de marmitex

A demanda de clientes é alta, principalmente pelos altos custos praticados por restaurantes.

Para começar seu novo negócio, será preciso muito planejamento e dedicação.

Conte com nossas dicas para atuar no segmento de forma competitiva:

1) Como você irá vender marmitex?

Apesar de exigir um investimento alto e maior quantidade de alvarás, você pode desenvolver um espaço para vender suas marmitas.

De repente, até mesmo um local para as pessoas almoçarem.

Em regiões comerciais, vender marmitex é garantia de sucesso.

Porém, caso prefira uma opção mais econômica, pode investir no delivery/entrega de marmitas ou venda online, onde o cliente escolhe o cardápio com maior comodidade e praticidade.

Além disso, os custos caem muito para o empreendedor nessa segunda opção.

2) Invista em produtos de qualidade:

Investir em alimentos de qualidade traz a certeza de um marmitex caprichado e atrativo.

Certas escolhas, como produtos orgânicos, podem até elevar o preço final do seu produto, mas, acredite: existem diversas demandas no mercado que você pode suprir, o que nos leva para a próxima dica.

3) Descubra quem é o seu público:

Se você quer lucrar muito com a venda de marmitex, será preciso idealizar cardápios e opções que combinem com o perfil do público que deseja atingir.

Para isso, saiba para quem você gostaria de vender. Seguem algumas sugestões abaixo:

  • Trabalhadores braçais, operários, prestadores de serviço voltados para a indústria: Pela energia gasta durante o trabalho, pratos no estilo prato feito, com arroz, feijão, fonte de proteína e salada, são boas opções para esse público;
  • Atletas e público fit em geral: Com propósito de emagrecimento, ganho de massa ou simples busca por um estilo de vida mais saudável, os cardápios baixos em carboidrato e com alto teor de proteínas, as famosas marmitas fit, costumam ser muito atrativas;
  • Vegetarianos e veganos: A demanda de quem não consume carne tem crescido muito. Use esta oportunidade para oferecer refeições completas sem carne e/ou produtos de origem animal;
  • Intolerantes a glúten e lactose: As restrições alimentares fazem com que muitas pessoas tenham dificuldade ao almoçar fora de casa. Que tal aproveitar para oferecer um produto realmente competitivo e satisfazer esse público?
  • Crianças! Ou melhor, os pais delas: A rotina da maioria das mães e pais costuma ser bem atribulada. Você pode atuar nesse segmento com refeições práticas e nutritivas para crianças. Bônus se puder oferecê-las congeladas, otimizando o tempo de seu cliente.

Como você pode ver, existem diversas opções de público para você vender marmitex.

Um dos segredos de sucesso no segmento é a criatividade!

4) Analise os riscos e a concorrência:

Depois de identificar um potencial público-alvo a partir das oportunidades do mercado, você já sabe por onde trilhar o seu caminho.

Os próximos passos incluem conhecer as forças, fraquezas e também o que pode ameaçar o seu negócio.

Para isso, recomendamos que você faça um Mapa de Oportunidades MEI

Saber qual a sua posição em relação aos concorrentes é essencial para superar qualquer desafio. 

Se você pretende vender em uma região onde já existem muitas pessoas vendendo marmitex, pense nos diferenciais que você tem a oferecer.

Ou, se preferir, seja pioneiro e escolha ofertar suas marmitas em locais diferentes, de acordo com a demanda.

5) Elabore o cardápio com carinho:

Por fim, para vender marmitex e ter o seu próprio negócio, basta elaborar um cardápio com carinho, que combine com o perfil do público que você escolheu. No início, pode ser interessante investir em menos opções, para conhecer o gosto da sua clientela. Em muitos casos, menos é mais. O importante é sempre prezar pela qualidade de suas marmitas.

Com nossas dicas, você pode começar a vender marmitex e ser o dono de seu próprio negócio.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Fonte: Brasil Contábil