Para os concurseiros preocupados com as medidas do novo governo do presidente Jair Bolsonaro sobre cargos públicos, terceirizações e privatizações, especialistas da área pedem calma e mantém visão otimista para 2019.

Com a saída do Brasil da crise econômica e a necessidade de reequilibrar as contas públicas, Victor Maia, CEO da EduQC, acredita que o governo segure a abertura de concursos no primeiro semestre, principalmente em empresas estatais.


No entanto, após esse momento inicial, ele prevê que um futuro forte para as carreiras públicas. “Para a preparação dos candidatos, manteria o foco nos concursos estaduais agora. Ano que vem deve ser bom para os concursos federais, que geralmente ganham maior atenção”, comenta.

Este ano, a diretora de um curso preparatório espera que os concursos fiquem concentrados em áreas priorizadas pelo governo, como a segurança pública e fiscalização.

Sobre a terceirização, os dois não preocupam muito, lembrando que o ingresso ao cargo público por meio de concurso está assegurado na constituição.

“Não vão terceirizar a Receita Federal, por exemplo. O Estado precisa manter controle do efetivo do órgão responsável pela arrecadação do dinheiro”, concorda Viviane Rocha, professora de curso preparatório para concurso.

Segundo ela, o momento do governo pode ser de enxugamento da máquina, mas com a saída e aposentadoria de funcionários com idade avançada, ainda haverá uma recolocação para essas vagas em breve.

Para quem estava esperando os concursos do IBGE e do Banco Central, uma má notícia: já foi anunciado que os editais não serão publicados em 2019.


Outro concurso esperado, para auditores no Ministério do Trabalho, deixa dúvida entre os especialistas, que aguardam a integração das funções da pasta, extinta no primeiro dia de governo, aos outros ministérios.

“Eram 2.600 vagas e o pedido já estava tramitando. Pode mudar, mas a verba já estava destinada. Usar ou não será uma conveniência de quem governa para as áreas que considera relevantes, como a fiscalização”, comenta Vanessa Pancioni.

Confira quais serão os concursos públicos mais importantes que devem acontecer este ano:

Receita Federal

O concurso não é esperado somente pela possibilidade de muitas vagas – mais de 2 mil – e por ser de âmbito nacional. A Receita Federal não abre a seleção para vagas há mais de cinco anos e precisa de novo efetivo para executar suas atribuições. Outro atrativo é o baixo requisito para ingresso, uma vez que o concurso aceita qualquer curso para altos salários. Auditores têm remuneração acima de 20 mil reais e analistas, de R$ 11 mil.

INSS

Em janeiro de 2015, o concurso do INSS foi o que mais chamou atenção, pois teve um milhão de inscritos. Segundo a diretora da Damásio, ele tem requisito baixo e aceita profissional com formação de nível médio. Os salários também são desproporcionais a escolaridade exigida, sendo até três vezes maiores do que na iniciativa privada. Um analista ganha R$ 7.659,87 e técnicos recebem R$ 5.186,79. Também há um destaque para o número elevado de vagas, com previsão de 7.888 postos.

Detran

Em São Paulo e no Espírito Santo, os editais para o Detran, com banca já escolhida, devem ser publicados em breve. O concurso em São Paulo era previsto para janeiro, porém o novo governador João Doria (PSDB) segurou sua publicação. Também foi solicitada a abertura de concurso para o Detran de Tocantins.

Depen

Entre as áreas prioritárias para o governo, o Departamento Penitenciário Nacional também tem um concurso pendente e muito aguardado, com mais de 1.400 vagas de agente federal e salários que podem chegar até 10 mil reais.

Seja aprovado em qualquer concurso

É comum ouvirmos que estudar para concursos públicos é muito difícil. Que essa jornada é árdua e cansativa e que muitos desistem no final. Que é preciso muito anos de estudo, além de diversos cursinhos. Parece um caminho bem difícil. Pode até ser, PARA QUEM NÃO SABE COMO E POR ONDE COMEÇAR!

Se você quer aprender como estudar para concursos, como criar o hábito de estudar, como mudar sua rotina, como se manter motivado para estudar, como criar um plano de estudos perfeito, quer aprender técnicas sobre como fazer as provas, aprender a fazer redação que tenha ótimas pontuações, acesse agora o Guia Prático para passar em concursos públicos. O Guia Prático para passar em concursos públicos foi desenvolvido por Kalebe Dionísio, que é Recordista Brasileiro, sendo o Jovem com maior número de nomeações em concursos públicos federais. Com apenas 22 anos, foi aprovado e NOMEADO em 10 concursos federais. Este recorde foi homologado pelo RankBrasil, que é o Guinness Book Brasileiro.

Aprenda com o recordista todas as técnicas necessárias para de uma vez por todas você conseguir ser aprovado em seu tão sonhado concurso publico agora em 2019. Não perca tempo clique aqui e conheça o melhor curso do Brasil, aprenda com quem vive na prática a realidade dos concursos públicos!

Conteúdo via Exame
___________________________________________________________________

Apoio Institucional Jooble – Vagas na área de contabilidade clique aqui