Confira cinco dicas para alavancar os negócios em tempos de crise

0

Empresas de todos os setores e portes atravessam períodos de turbulência diante da crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Muitos negócios precisaram se reinventar, avançar na transformação digital e investir na profissionalização da gestão para garantir a competividade e a sobrevivência. Para Luiz Marcatti, presidente da MESA Corporate Governance, o momento pede que os administradores analisem o cenário com muita cautela e segurança antes de tomar qualquer decisão.

“É como enfrentar tempestades durante o voo. O piloto precisa ter segurança de que possui visibilidade e informações corretas para seguir adiante e transmitir confiança aos passageiros e tripulantes.

O mesmo vale para os administradores que precisam ter sistema de informações e indicadores confiáveis, sem o que a empresa terá mais dificuldades para atravessar períodos de incertezas”, ensina o consultor.

Para garantir o desenvolvimento e a profissionalização do negócio, Marcatti ensina cinco dicas de gestão que podem ser aplicadas em empresas de diversos segmentos, independentemente do tamanho e do nível de maturidade.

1- Informações precisas

Em momentos de tempestade, principalmente por não sabemos quanto tempo vai durar, é muito importante que os administradores das empresas tenham um sistema de informação o mais preciso e atualizado possível. Isso ajudará a tomar decisões com mais segurança, principalmente nos momentos críticos.

Designed by @freepic.diller / freepik
Designed by @freepic.diller / freepik

2 – Caixa em dia

Se o piloto acha que vai demorar para chegar ao aeroporto, precisa checar se tem combustível suficiente. A mesma lógica vale para o caixa da empresa. Muitas organizações não têm clareza e nem segurança do quanto gastam e quais são seus custos. Ficam concentradas na venda e no faturamento.

Em períodos de crise é extremamente importante ganhar dinheiro dentro de casa, racionalizar os recursos e avaliar a situação econômico-financeira, especialmente quando a necessidade leva a buscar recursos com agentes financeiros.

3- Equipe competente

O administrador precisa ter a certeza de que tem pessoa certa no lugar certo, ou seja, profissionais com a competência adequada para ocupar posições de acordo com a necessidade da empresa. Se o time não é competente, o gestor se sobrecarregará e, fatalmente vai enfrentar riscos e problemas.

4- Profissionalização da equipe

Colaboradores despreparados comprometem resultados e estragam a relação da empresa. Muitos não sabem o tamanho do prejuízo que um profissional despreparado pode acarretar à empresa.

Se os empresários ainda duvidam da importância de ter equipes qualificadas, lembrem-se de Henry Ford, empresário americano que revolucionou a indústria automobilística.

Há 100 anos o fundador da Ford Motor Company disse que o pior é não investir em treinamento e depois perder o funcionário, mas não treinar e o funcionário ficar na empresa.

5- Investir em tecnologia           

Uma empresa não se torna digital pelos recursos tecnológicos, e sim pelo modelo mental e pela cultura implementada. Os administradores precisam estar mais abertos para o mundo dos negócios aliado à tecnologia.

A pandemia acelerou a transformação digital das companhias que precisarão manter o modelo para continuar atendendo as demandas e necessidades dos clientes.

Por MESA Corporate Governance