Confira cinco dicas para conservar seu colchão!

Uma simples troca de roupa de cama e ventilação no ambiente podem fazer a diferença para prolongar a vida do produto

Não há nada mais gostoso do que, depois de um dia cansativo, deitar na cama e descansar. Mais do que passarmos em torno de seis a oito horas por dia em cima de um colchão, é na hora do sono que o corpo relaxa e se recupera para mais um dia. Para que esses momentos sejam proveitosos e de fato revigorantes, é fundamental alguns cuidados para conservar e prolongar a vida de seu colchão.

Vire e gire seu colchão:

É natural que o produto apresente perda de espessura nas áreas de maior pressão exercidas pelo corpo. Para minimizar o efeito, gire a cada 15 dias nos primeiros seis meses e depois a cada 30 dias. Se há possibilidade de usar os dois lados, vire-o também, intercalando com os giros;

Utilize um protetor de colchão:

A capa usada diariamente ajuda na conservação do material, impedindo que o suor chegue ao tecido e provoque manchas. Além disso, também protege contra poeira e pelo de animais;

Ventile adequadamente o ambiente:

A circulação de ar adequada é a forma mais eficiente de eliminar a umidade do colchão, que pode promover odores desagradáveis. Deixe a janela aberta por, pelo menos, duas horas diariamente, além de fazer a troca periódica de roupa de cama;

Use uma base adequada:

Estrados irregulares, com espaços muito grandes, farpas e pregos podem danificar permanentemente o colchão. Certifique-se que a base seja sólida, livre de pontos de atrito e que auxilie na ventilação. O ideal é utilizar um box para colocar o produto.

  • É importante lembrar também que a vida útil do colchão está diretamente ligada a qualidade do produto e do tipo de material utilizado. Os de espuma devem ser trocados a cada cinco anos, já os de mola a cada oito anos.

Fundada no Paraná em 1990, a Anjos Colchões & Sofás começou suas atividades com produção de estofados e apenas quatro funcionários.

Comentários estão fechados.