Lucro do FGTS: Pagamento já foi efetuado; saiba como sacar o rendimento

0

Os trabalhadores que possuem contas vinculada junto ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já conseguem verificar se a quantia correspondente ao lucro do fundo no ano de 2019 foi depositada.

Esta medida se refere à distribuição de 66,23% do lucro do último ano para cerca de 7,5 bilhões de trabalhadores, os quais serão contemplados com a rentabilidade total de 4,9% das contas. 

Observe a tabela:

Saldo em dezembro de 2019 Rendimento total de 2019 Lucro pago em 31 de agosto

R$ 1.000 R$ 48,40 R$ 18,40

R$ 5.000 R$ 242 R$ 92

R$ 10 mil R$ 484 R$ 184

R$ 20 mil R$ 968 R$ 368

R$ 50 mil R$ 2.420 R$ 920

R$ 100 mil R$ 4.840 R$ 1.840

Acesso no aplicativo do FGTS

Ao abrir o aplicativo oficial do FGTS, será preciso realizar o cadastro, momento em que o futuro usuário deverá fornecer dados como o nome completo, número do CPF, data de nascimento, CEP, e-mail e precisará criar uma senha numérica de seis dígitos para os próximos acessos. 

Na sequência, o sistema irá enviar um e-mail para o endereço registrado com o intuito de confirmar o cadastro. 

Após a confirmação, o usuário deve retornar ao aplicativo e informar o CPF e senha cadastrados. 

É importante mencionar que, no primeiro acesso o aplicativo irá solicitar o registro de um número de celular além de realizar três perguntas sobre a vida trabalhista do titular, por fim, é preciso ler o contrato de prestação de serviços ao cidadão para liberar o acesso à conta. 

Acesso no site do FGTS

Já no site www.fgts.gov.com é preciso informar o Número de Identificação Social (NIS) ou CPF para realizar o cadastro. 

Após o usuário ler o regulamento e aceitar os termos de condição, ele deve informar todos os dados pessoais solicitados, similares aos mencionados na alternativa acima, e criar uma senha mista com números e letras de até oito dígitos.

Ao final do cadastro, o titular será redirecionado para a página inicial de login, bastando apenas que informe o NIS ou CPF e a senha cadastrada e clique em “Acessar”. 

FGTS

Rendimento

Perante a Lei, o rendimento anual do FGTS deve seguir a margem de 3%, no entanto, somando a distribuição dos lucros, o rendimento do Fundo de Garantia relativo ao ano de 2019 foi elevado para 4,9%. 

Sendo assim, para cada R$ 100,00 presente na conta do FGTS até o dia 31 de dezembro de 2019, o trabalhador terá ao final, R$ 103,00 e, após a distribuição dos lucros, o saldo final é de R$ 104,90.

Em outras palavras, o trabalhador irá receber R$ 1,90 para cada R$ 100,00 em conta do FGTS até 31 de dezembro do ano passado, lembrando que os depósitos do rendimento foram efetuados no dia 31 de agosto de 2020. 

Na oportunidade, a Caixa Econômica Federal informou que, cerca de 167 milhões de contas ativas e inativas foram contempladas pela medida, diante de um valor médio de R$ 45,00.

QUERO TER UM CARTÃO DE CRÉDITO

Situação de quem sacou o FGTS

É importante ressaltar que, como dito anteriormente, o rendimento se refere ao período anual de 2019, ainda que tenha sido pago somente em agosto deste ano, portanto, caso algum trabalhador tenha tirado alguma quantia da conta do Fundo de Garantia antes do dia 31 de agosto, o depósito dos lucros considerou o valor restante na conta do FGTS.

Como sacar o rendimento 

O recurso extra depositado nas contas ativas e inativas do Fundo de Garantia pode ser retirado apenas de acordo com as regras padrões de saque do FGTS, que é quando o trabalhador é demitido sem justa causa, no caso de doença, aposentadoria ou entrada na compra da residência própria. 

Lucro do FGTS

É importante mencionar que, a distribuição do lucro do FGTS não se trata de uma novidade disponibilizada somente em 2020, isso porque, em 2019, houve o compartilhamento de 100% do lucro do Fundo de Garantia referente ao período de 2018, levando a rentabilidade das contas para cerca de 6%. 

Já em 2017, a mesma Lei autorizou os saques das contas inativas do FGTS, determinando que também que houvesse a distribuição de 50% dos lucros do fundo. 

Por Laura Alvarenga