Confira dicas de proteção contra fraudes de cartão de crédito

1
68

Ter um cartão de crédito facilita a vida do consumidor, mas é preciso cuidado para evitar que criminosos utilizem os dados ilegalmente. Apesar de os golpes estarem cada vez mais sofisticados, algumas atitudes dos consumidores também podem facilitar o roubo, tais como utilizar sites desconhecidos para fazer compras.

Pesquisa da ClearSale, empresa especializada em detectar fraudes em transações financeiras, mostra que, no Brasil, cibercriminosos tentaram fraudar R$ 3.610,20 a cada minuto no ano passado.

Veja dicas para evitar golpes com cartão
Veja, a seguir, 17 dicas para evitar que os dados do cartão caiam nas mãos de criminosos. As informações foram dadas pelas assessorias de imprensa da Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), Febraban (Federação Brasileira de Bancos), Procon-SP e Serasa Experian; por Jerome Pays, diretor de e-commerce da Lyra Network, empresa especializada na transmissão de dados para transações eletrônicas; Maria Inês Dolci, da Proteste; e Omar Jarouche, gerente de Inteligência Estatística da ClearSale.

1) Não deixe o cartão ser levado para longe de você. Peça a máquina.

2) Esconda o teclado ao digitar a senha, e nunca a informe para ninguém. Os bancos não ligam pedindo esses dados. Não crie senhas fáceis demais, como datas de aniversário, número de telefone, placa de carro ou sequência de números. E nunca guarde a senha junto com o cartão.

3) Não preencha cadastros nem faça compras em sites desconhecidos. Na dúvida, procure informações nos Procons. O Procon-SP disponibiliza uma lista de sites não recomendados (clique no link encurtado e seguro: https://zip.net/bgnDcw).

4) Verifique se o site tem certificado de segurança: veja se o http do endereço vem acompanhado de um “s” no final (https) e se aparece um cadeado à esquerda do endereço. Há ainda certificados que fazem o fundo do endereço ou o nome do site ficarem verdes (conforme o navegador).

5) Confira se o site é mesmo da loja ou banco. Fraudadores fazem cópias idênticas. Veja o endereço que aparece quando você clica em algum link.

6) Desconfie de ofertas boas demais. Provavelmente o endereço será uma tentativa de ‘phishing’, isto é, quando um hacker tenta obter senhas e dados bancários por um link falso.

7) Não compartilhe dados pessoais nas redes sociais, como fotos de documentos. Isso ajuda golpistas a se passarem por você.

8) Não faça compras nem acesse o site do banco usando redes públicas de internet. Se usar computadores compartilhados, ao terminar, faça o logoff das suas contas (e-mail, internet banking, redes sociais etc.).

9) Ao entregar o cartão para um pagamento, confira ao receber de volta. Pode haver troca sem perceber. Cuidado com esbarrões, porque também podem tentar trocar seu cartão.

10) Não use telefones de desconhecidos, especialmente celulares, para se comunicar com o banco. Os dados ficam gravados na memória do aparelho.

11) Peça a sua via do comprovante de venda e confira o valor da compra.

12) Ao sair, só leve cartões se for utilizá-los. Em viagem, se não for usar, deixe no cofre do hotel.

13) Destrua completamente o chip se precisar se desfazer do cartão.

Fonte: Gol

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.