Confira dicas para evitar erros no pedido da aposentadoria

Confira essas dicas e dê entrada na sua aposentadoria tranquilamente

Aprender como dar entrada na aposentadoria é importante para não ocorrer atrasos na hora de se aposentar. E para que tudo ocorra nos conformes preparamos esse artigo para te dar dicas de como fazer o pedido da melhor forma possível.

Por isso separamos 5 dicas de como evitar erros na hora de solicitar sua aposentadoria

1°- Tenha um planejamento previdenciário

O planejamento previdenciário é um estudo para identificar quais são as possibilidades existentes para um trabalhador se aposentar, a fim de orientar a escolha mais vantajosa em cada caso.

O segurado que realiza o planejamento de aposentadoria vai saber exatamente o valor que irá receber do INSS, seja ele futuro ou atual.

A dica é quem está prestes a se aposentar ou já preenche os requisitos da aposentadoria, independente de ser registrado (celetista), contribuir por conta própria (autônomo ou facultativo) e donas de casa devem buscar fazer um planejamento previdenciário.

2°- Não solicite sua aposentadoria antes da hora

A escolha do momento da aposentadoria é extremamente pessoal e depende de vários fatores. E a dica é: faça uma analise dos cenários e não escolha a aposentadoria que ‘fechar primeiro”.

Para a escolha você considerar o fator pessoal como sua saúde e fator técnico como os cálculos do valor da aposentadoria. Aposentadoria é para sempre e deve ser pensada com carinho!

3°- Entregue a documentação completa

Apresentar a documentação completa é super importante para não atrasar o seu pedido de aposentadoria. Se atente e confira algumas documentações em comum que toda aposentadoria exige:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Carteira de trabalho – se houver mais de uma, você deve levar todas;
  • PIS/PASEP ou NIT (Número de Identificação do Trabalhador, composto por 11 números) – caso você não saiba o seu, é possível solicitar on-line, por telefone ou em uma agência da Previdência Social;
  • Carnês de contribuição para aqueles que contribuíram sem vínculo empregatício durante algum período;
  • Extrato CNIS, que pode ser emitido através do site Meu INSS.

4°- Não esqueça de incluir as atividades especiais

Se você trabalhou em contato com agentes nocivos à sua saúde, é necessário que essas informações estejam no Formulário de Perfil Profissiográfico Previdenciário. 

Incluindo esse tempo você poderá antecipar a sua aposentadoria. Mas vale lembrar que a conversão do tempo especial para comum mudou com a reforma da previdência.

Agora só é possível converter o tempo especial trabalhado antes da data da reforma, 12/11/2019, após essa data não pode ser convertido.

Para os trabalhadores que trabalharam em atividade especial no tempo posterior à reforma ele pode ser somado ao convertido para obter aposentadoria comum, porém não contará com acréscimo.

5°- Mantenha seus dados atualizados

Verificar se o seu cadastro está correto tanto no INSS como na Receita é mito importante antes mesmo de solicitar seu benefício. E mandar seus dados atualizados já ajuda muito na hora do pedido de aposentadoria.

Outro ponto importante é sobre o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), é um documento onde constam todos os seus vínculos trabalhistas e previdenciários da sua vida, como um extrato. Esse documento também precisar se manter atualizado.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.