Ícone do site Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

Confira os benefícios garantidos através do Cadúnico

Imagem: Ministério do Desenvolvimento Social / editado por Jornal Contábil

Imagem: Ministério do Desenvolvimento Social / editado por Jornal Contábil

O Cadúnico diz respeito a uma ferramenta utilizada para coletar informações provindas da população, cujo intuito é identificar famílias de baixa renda no país. A partir dos dados fornecidos ao sistema, torna-se possível a concessão de benefícios sociais, aos que mais precisam. 

Para ser integrado ao sistema, é necessário realizar a inscrição e se enquadrar nos requisitos exigidos para viabilizar o cadastro. Neste sentido, são aceitas no Cadúnico, famílias que atendem às seguintes condições:

Lista de benefícios viabilizados pelo Cadúnico

Vale lembrar que cada um dos seguintes benefícios possuem as próprias regras de concessão, todavia, em sua totalidade, todos exigem a inscrição no Cadúnico. 

Como realizar a inscrição no Cadúnico?

A inscrição deve ser feita pessoalmente no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Para tal procedimento, o primeiro passo é eleger um responsável maior de 16 anos para família, de preferência uma mulher.

Feito isso, agora, é preciso separar uma determinada documentação que deve ser levada ao CRAS. Confira quais são os documentos necessários. 

Sobre este ponto do documento, cabe acrescentar dois adendos: em casos de famílias indígenas ou quilombolas, pode-se apresentar o RANI (Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena); O comprovante de endereço não é obrigatório, todavia, ajuda no processo de cadastro.

Por fim, vale ressaltar que o Ministério da Cidadania recomenda a atualização dos dados cadastrais caso haja alguma alteração, ou a de todo modo, no mínimo a cada dois anos. Desta maneira, evitando possíveis transtornos.