Confirmação de novos pagamento do auxílio emergencial

0

Diante do cenário atual de crise econômica que nosso país vive por consequência do covid-19, milhares de brasileiros esperam com esperança por um novo ciclo de pagamento do auxílio emergencial em 2021.

A boa notícia é que o Auxílio Emergencial foi confirmado para este ano,dividido em quatro parcelas. O valor que ainda está em discussão pode variar de R$:200,00 a R$250,00 e deve ser liberado já no mês de março.

Segundo a fala de Arthur Lira (PP-AL), atual presidente da câmara dos deputados, a incerteza no valor do auxílio emergencial surgiu em razão da divergência nas informações entre o Presidente do Brasil Jair Bolsonaro que anunciou o valor de R$:300,00 e o Ministro da Economia Paulo Guedes que anunciou o valor de R$:200,00.

A nova rodada do auxílio emergencial em 2021 vai buscar contemplar a parcela mais pobre da população, reduzindo o número de beneficiários em relação ao ano passado.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal. / Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em 2020 foram mais de 67 milhões de pessoas beneficiadas pelo programa. Para 2021 o governo estima que o benefício será liberado para aproximadamente 33 milhões de pessoas, além dos 14 milhões de cidadãos que recebem o Bolsa Família.

O que na conta soma-se 47 milhões, ou seja, uma redução extremamente significativa no número de beneficiários.

Para reduzir esse número, o governo vai criar uma peneira para filtrar os cidadãos que devem ter acesso ao pagamento do auxílio emergencial. No geral estarão vetados da nova prorrogação os cidadãos que recebem: Pensão ou Aposentadoria, Benefício assistencial, Seguro-desemprego e também cidadãos que possuem qualquer vínculo empregatício ativo.

Para que o auxílio seja liberado agora em março é necessário aprovação da PEC emergencial (Proposta de Emenda à Constituição).

A votação está marcada para dia 25 de fevereiro, no total são necessários 49 votos do senado e 308 votos da Câmara Federal.

Após votação, a Câmara terá um prazo de duas semanas para tomar todas as decisões de pagamento em relação ao Auxílio Emergencial e divulgar as informações atualizadas.