Um novo formato de uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), foi anunciado pelo Banco do Brasil (BB) e pela Caixa Econômica Federal (CEF).

A modalidade se trata de um empréstimo diante da opção de saque-aniversário, que possibilita a retirada anual de até 50% do valor presente na conta do fundo.

Entretanto, o saque só é possível no mês de aniversário do trabalhador, retirando-lhe o direito da retirada integral em caso de demissão sem justa causa. 

Segundo o Diretor do Departamento de Gestão de Fundos do Ministério da Economia, Gustavo Tillman, há cinco instituições financeiras que já estão credenciadas e autorizadas a conceder o crédito aos clientes.

Esta alternativa ainda será simplificada para os trabalhadores de empresas privados, uma vez que, em um primeiro momento, apenas os servidores públicos eram permitidos a solicitar pelo consignado diante de uma taxa de juros mais viável. 

Isso porque, enquanto o valor relacionado aos empréstimos consignados para o setor público atingiu a marca de R$ 230 bilhões, a mesma iniciativa no âmbito privado resultou em operações consideravelmente inferiores de R$ 23,8 bilhões, ambas as quantias contabilizadas durante o mês período.

Portanto, Tillman afirmou que esta alternativa que usa o saque-aniversário como garantia, permitirá a abrangência da proposta. 

FGTS
Nova modalidade do FGTS

Como solicitar o crédito consignado

Para solicitar o empréstimo consignado assegurado pelo saque-aniversário do FGTS, é preciso que o trabalhador já seja adepto desta modalidade, que pode ser selecionada pelo aplicativo do benefício.

Caso a opção atual seja pela rescisão de contrato, é possível alterar a modalidade, entretanto, o novo método somente entrará em vigor após o período de um ano.

Além disso, vale ressaltar que a adesão ao crédito deve ser feita até o último dia do mês de nascimento do trabalhador, sendo necessário informar por qual agência bancária deseja concluir a operação.

Parcelas do FGTS antecipadas 

Segundo dados da Caixa Econômica, cerca de 5,3 milhões de brasileiros são optantes pela modalidade de saque-aniversário do Fundo de Garantia.

Portanto, a estimativa de valor distribuído diante desta opção, é de aproximadamente R$ 6,7 bilhões por ano.

Além disso, outra alternativa de crédito foi disponibilizada pela Caixa.

Se trata da antecipação de até três parcelas do fundo, utilizando o saldo como garantia do processo.

Contudo, o valor mínimo da contratação deve ser de R$ 2 mil, de modo que a quitação do débito deve acontecer dentro de três anos, diante de uma taxa de juros de 0,99% ao mês.

O pedido de adiantamento pode ser feito por meio dos canais digitais da Caixa Econômica. 

Por Laura Alvarenga