Conheça as 8 áreas que estão em alta para os profissionais de contabilidade

Você conhece quais são as áreas mais promissoras da Contabilidade no Brasil e no mundo? Já adiantamos que são muitas oportunidades geradas para quem cursa Ciências Contábeis. Vamos falar sobre elas no post de hoje. Continue a leitura!

O Contador é o profissional responsável pela organização financeira de uma empresa, pois é ele quem controla as receitas, as despesas e os lucros. As suas principais responsabilidades são: registrar todas as atividades financeiras, elaborar relatórios e o balanço patrimonial.

Por ser uma área estratégica dentro das companhias, este é um mercado que sempre tem oportunidades de trabalho. Quando a economia está em ascensão, a tendência é que as empresas expandam os negócios. Quando o momento é de desaquecimento, esse profissional é importantíssimo para apresentar soluções que deem resultados.

Assim, a formação em Ciências Contábeis permite explorar caminhos diversas. Conheça em detalhes sobre as principais carreiras em alta da área:

1-) Contabilidade societária e fiscal

Esta área é a contabilidade tradicional exercida pelo contador, seja em seu escritório ou prestando assessorias nas empresas.

As suas funções compreendem desde o registro de um empreendimento até o cumprimento das obrigações devidas por ela, passando pelos cálculos de guias de folha de pagamento e impostos.

Essa é atuação mais ampla do Contador, que com seus conhecimentos e habilidades auxilia na gestão fiscal, financeira e tributária dos negócios.

Devido a quantidade de tarefas, o contador generanalista vai cedendo espaço para o contador especialista. Desta forma, ele passa a se dedicar a determinadas áreas específicas para oferecer um serviço focado em soluções determinadas. Isto pode ser comprovado em escritórios de contabilidade que ofertam somente serviços de abertura de empresas, por exemplo.

2-) Auditoria

O auditor é o profissional que elabora relatórios de opiniões acerca da composição das demonstrações contábeis de uma empresa, e o tempo em que a sua atuação se limitava às sociedades anônimas de capital aberto passou.

Com a intensidade e rapidez das transações comerciais aumentaram a importância da opinião de um profissional gabaritado no mercado. Investidores precisam de confiança para aplicar capital nos negócios e bancos necessitam de segurança no retorno de empréstimos e financiamentos concedidos, o que faz de um auditor uma peça chave no cenário atual.

3-) Contabilidade pública:

A contabilidade pública permite que o profissional graduado em Ciências Contábeis atue como contador, auditor, perito ou analista.

No ramo público, o foco está na gestão e não no lucro. Então, se as despesas ficarem próximas ou iguais as receitas devido a investimentos realizados em benefício da sociedade, o ente público terá cumprido o seu papel.

Desse modo, um dos objetivos dos relatórios contábeis é a prestação de contas à população. Além disso, eles podem ser instrumentos para responsabilizar agentes públicos e utilizados para subsidiar decisões.

Cabe ao contador público auxiliar na eficiência da gestão dos recursos, permitindo averiguar o que foi gasto e o que está disponível para novos investimentos, de forma que se permita reduzir a carga tributária e oferecer melhores serviços à comunidade.

A carreira na contabilidade pública depende de processo seletivo ou de indicação para cargo em comissão. No primeiro caso, há estabilidade, plano para progressão na carreira e um bom salário.

Devido a publicação da Lei de Responsabilidade Fiscal, que exige dos administradores a divulgação de relatórios e demonstrativos dos gastos dos estados e municípios, suas agências, fundações e autarquias vêm abrindo boas oportunidades de emprego na área.

4-) Análise financeira:

A coordenação do fluxo de caixa é uma atividade que deve ser conduzida com bastante dedicação por parte das empresas; afinal, não adianta gerar lucro se não há dinheiro disponível para distribuí-lo.

O contador especializado em análise financeira pode tomar decisões sobre captação de recursos, investimento em projetos, giro de estoque, ou seja, pode se tornar um aliado importante para conduzir as entradas e saídas do caixa.

5-) Perícia contábil:

Você deve estar se perguntando: perito não é a mesma coisa que auditor? Mas já te adiantamos que as funções possuem muitas semelhanças, mas são carreiras distintas.

A principal diferença é que um perito é convocado de forma judicial ou extrajudicial para investigar e encontrar provas que ofereçam subsídios para esclarecer controvérsias ou solucionar litígios. Isto significa que ele não é contratado por uma empresa para buscar indícios de erros ou fraudes na contabilidade.

Já o auditor, a sua função é de competência exclusiva de contador registrado em Conselho Regional de Contabilidade. Seu trabalho segue critérios científicos e técnicos, que giram em torno de um laudo ou parecer. O instrumento final de seu trabalho é utilizado para atestar a verdade sobre fatos e atos.

Para atuar na carreira de perito contábil, além da formação e registro como contador, é fundamental mostrar-se apto à função e cultivar boas relações, já que não há concurso público, apenas designação para a atividade.

A perícia contábil judicial contrata o contador como pessoa física para atuação como auxiliar do juiz. Na esfera extrajudicial, o contratado é o escritório de contabilidade (pessoa jurídica), embora o laudo ou parecer final seja assinado pelo perito.

Uma boa forma de iniciar a atividade é a a habilitação junto ao Fórum da comarca e o relacionamento com o juiz ou servidores, mas a permanência nela depende da qualidade do serviço prestado.

6-) Assessoria:

Com o aumento na taxa de desemprego surgem oportunidades para os serviços de assessoria contábil, fiscal e pessoal, pois o brasileiro se tornou mais empreendedor.

Sem emprego, as pessoas estão criando seus próprios negócios, que necessitam do acompanhamento de um contador para cumprir as demandas do Fisco e potencializar a tomada de decisão.

Essa é uma das áreas da contabilidade em que a concorrência é mais alta; por isto, é preciso criar um diferencial no serviço para conquistar o seu espaço no mercado.

7-) Analista:

Neste tópico estamos falando do nível ocupado pelo contador em determinadas empresas, que classificam colaboradores de acordo com o tempo de mercado, ou seja, analista júnior, sênior e pleno.

A função em questão também está com a contabilidade pública e exige a aprovação em concurso público. Com a formação em Ciências Contábeis, é possível se candidatar a cargos como Analista de Finanças e Controle ou mesmo Analista Previdenciário.

O analista contábil terá como tarefas, a supervisão, coordenação, direção e execução de trabalhos sobre gestão financeira, orçamentária e patrimonial, análise contábil, auditoria contábil e assessoramento especializado, além das despesas de pessoal, cálculos judiciais, política de investimentos financeiros e gestão da tecnologia e sistemas de informação.

 Professor de Ciências Contábeis:

Neste quesito, estamos falando de algo totalmente diferente, mas que pode ser também uma solução para um contador que tem um perfil mais acadêmico do que operacional.

Por mais que soe estranho, o desafio é sair da prática para a teoria, transmitir seus conhecimentos para os alunos, considerando um grupo heterogêneo e com percepções diferentes.

Como professor, você deixará de ser contador, não realizará balanço patrimonial, cálculo de impostos, fluxo de caixa e outras atividades comuns da área, mas deverá explicar como realizar tais tarefas.

A pós-graduação é requisito mínimo, o mestrado pode ser exigido e o doutorado é desejável. Ou seja, para ser um docente em um curso superior de Ciências Contábeis, o caminho pode ser longo, mas recompensador.

Mas existe mercado para isto? Faça uma busca rápida em sites de vagas de emprego. Você verá que novas oportunidades surgem em diferentes instituições de ensino pelo Brasil, principalmente nas operações do sistema EaD (educação à distância), no qual o professor presencial é substituído pelo tutor online.

Faça sua carreira prosperar!

Neste artigo apresentamos algumas das principais oportunidades da contabilidade no Brasil e no mundo.

Como foi possível perceber, não faltam opções para construir um futuro de sucesso. Então, não tenha medo de investir!

Seja contador, analista, professor, perito ou qual for o caminho escolhido, a dica principal é que você busque se especializar, tendo como objetivo principal ser o melhor profissional naquilo que se dedica.

Com a grande competitividade tanto no mercado de trabalho quanto no empresarial, só mesmo quem é diferente consegue prosperar. Se os seus diferencias competitivos refletir na qualidade do serviço prestado, aumentam as chances de reconhecimento e consequentemente na conquista de mais e mais clientes.



DICA EXTRA: O primeiro passo para contadores

Atenção você contador ou estudante de contabilidade, o trabalho para seguir com sucesso na carreira profissional é árduo, inúmeros são os desafios que vamos precisar superar nessa jornada. Mas tenha em mente que o conhecimento é o maior bem que você pode ter para conseguir conquistar qualquer que seja os seus objetivos.

Exatamente por isso apresentamos para você o curso CONTADOR PROFISSIONAL NA PRÁTICA, curso este aprovado por inúmeros alunos e que vem gerando uma revolução no conhecimento e na carreira de profissionais contábeis. 

O curso é sem enrolação, totalmente prático, você vai aprender todos os processos que um contador experiente precisa saber. Aprenda como abrir, alterar e encerrar empresas, além da parte fiscal de empresas do Simples Nacional, Lucro Presumido e MEIs. Tenha todo o conhecimento sobre Contabilidade, Imposto de Renda e muito mais. Está é uma ótima opção para quem deseja ter todo o conhecimento que um bom contador precisa ter, quer saber mais? Então clique aqui e não perca esta oportunidade que com certeza vai impulsionar sua carreira profissional!



Conteúdo original Fumesc