Conheça as competências que determinam a conquista de uma vaga de trabalho

* Por Gabriel Manganaro Ramos Quirino

De acordo com dados divulgados neste mês pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de brasileiros desempregados no primeiro trimestre deste ano alcançou a faixa de 13,4 milhões de pessoas. Com a competitividade por uma vaga de emprego em alta, cresce também a necessidade dos candidatos estarem atentos às competências profissionais mais buscadas atualmente pelo mercado de trabalho.

As competências têm impacto direto no processo de recrutamento e seleção e podem ser definidas como o ‘saber em ação’ associado à capacidade de resolução. A maioria das competências profissionais é composta por três elementos: o conhecimento, que representa o ‘saber o que fazer’; as habilidades, que representam o ‘saber como fazer’, e as atitudes, relacionadas à motivação do colaborador em ‘querer fazer/realizar’ tal tarefa ou ação”.

Os recrutadores geralmente consideram dois tipos de competências na hora da contratação, as técnicas e as comportamentais. A primeira está relacionada aos conhecimentos técnicos que são específicos das atividades ou ações que serão executadas pelo colaborador dentro da organização, enquanto a segunda diz respeito ao comportamento do indivíduo com a empresa. Equilibrá-las aumenta as chances de empregabilidade do profissional porque ele é quem apresentará mais condições de atender as necessidades da empresa.

Dentre as competências mais buscadas pelo mercado, algumas sempre se destacam como flexibilidade, comprometimento, comunicação, persuasão, proatividade, criatividade, negociação, inteligência emocional, gestão do tempo, entre outras. Além disto, nos dias de hoje os profissionais precisam estar alinhados com a transformação digital da sociedade, e a aptos para lidar com os desafios da atual conjuntura.

De toda forma, as competências, de modo geral, podem ser adquiridas por meio de cursos de formação e capacitação como também leituras, experiências práticas, e ainda com a ajuda de profissionais como um coaching de carreira, por exemplo. Como o mercado passa por constantes mudanças, a atualização é fundamental, tanto para quem está em busca de um novo emprego quanto aqueles que já estão inseridos.

Finalmente, o candidato deve ficar atento às especificações da vaga, e dar ênfase às habilidades mais adequadas ao cargo. Outro recurso importante é a carta de apresentação, na qual ele pode descrever suas competências técnicas e comportamentais de forma clara e concisa, dando ao recrutador informações suficientes para compreender seu perfil.

* Gabriel Manganaro Ramos Quirino, coordenador do curso de Administração da Faculdade Pitágoras de Londrina.