Conheça as formas de pagamento disponíveis no Brasil

0

As formas de pagamento, nada mais são do que os meios disponibilizados pela empresa e escolhidos pelo consumidor que irá efetuar o pagamento por um determinado produto ou serviço.

Ainda que o dinheiro em espécie seja o principal meio de troca aceito em qualquer transação, por um longo tempo, os talões de cheque foram bastante utilizados na rotina dos brasileiros, apesar de que hoje são raros e dificilmente aceitos por muitos estabelecimentos 

Em contrapartida, surgiram vários outros meios de pagamento, bem mais seguros e práticos, como os cartões de crédito e débito, boletos e transferências bancárias, além de alternativas de pagamento online. 

Todas estas novas modalidades se consolidaram mediante a evolução da tecnologia e, as alterações agregadas ao perfil dos consumidores, levando a crer que, a tendência é que as formas de pagamento evoluam cada vez mais, sempre voltadas para a transformação digital. 

Um exemplo disso é que, hoje, já é possível efetuar o pagamento de uma compra apenas aproximando o celular de uma tela de dispositivo eletrônico como, máquina de cartão, computador ou tablet, basta optar pelo “débito” no e-commerce e concluir a operação utilizando o QR Code, por exemplo. 

Conforme o IX Relatório de Tendências de Meios de Pagamento da Minsait, divulgado em 2020 na Veja, os brasileiros triplicaram o uso de pagamentos via celular, de maneira que o número aumentou de 8% em 2018 para 21% em 2019.

Esta categoria inclui pagamentos denominados de “in-app”, como aqueles realizados em aplicativos como o iFood e Uber, o mesmo vale para os pagamentos via QR Code e por aproximação (contactless). 

No que se refere ao cartão de crédito e débito, estes continuam sendo o principal meio adotado por 52% dos brasileiros, em contrapartida aos 27% em 2018. 

Um outro resultado interessante, mas que, vale a pena ser observado, se refere à queda no uso do dinheiro vivo, sendo que, agora, apenas 25% da população brasileira utiliza as cédulas nas compras, em comparação aos 40% anteriores. 

Qual a razão em diversificar as formas de pagamento?

Ainda hoje, é comum que alguns consumidores desistam de uma comprar por não possuírem dinheiro em espécie no momento e o estabelecimento não aceitar cartão. 

Tal situação é bastante constrangedora para o consumidor que saiu frustrado da loja, no entanto, o cenário também não é nada agradável para o empresário que acaba perdendo a venda por não diversificar os meios de pagamento

Felizmente, boa parte dos comerciantes já se atentaram quanto a necessidade de implementar uma máquina de cartão no estabelecimento, dispositivo que se tornou indispensável nos dias de hoje para assegurar o fluxo de vendas. 

Em outro cenário, o das lojas virtuais, a variação nos meios de pagamento online se trata de um processo ainda mais importante, uma vez que, não há limite geográfico para a concorrência. 

emprestimo consignado

Além do mais, a segurança agregada aos pagamentos online sempre deve ser a prioridade do empresário, este é o motivo pelo qual é importante disponibilizar várias opções para o consumidor e investir em plataformas seguras.

Conforme mencionado anteriormente, os meios de pagamento têm se elevado significativamente diante do desejo dos consumidores para que as empresas acompanhem o ritmo das mudanças, promovendo cada vez mais alternativas para facilitar e agilizar as compras. 

A necessidade de adaptação é uma realidade agregada a qualquer tipo de negócio, seja ele físico ou online, caso a intenção seja atingir o maior público possível e alavancar as vendas, pois, quanto mais formas de pagamento um empreendimento oferecer, maior será o seu destaque perante a concorrência. 

Conheça algumas formas de pagamento que podem ser implementadas em uma empresa:  

  • Dinheiro em espécie;
  • Máquina de cartão;
  • Intermediadores de pagamento no e-commerce;
  • Boleto bancário;
  • Transferência bancária; 
  • Pagamento por aproximação; 
  • Pagamentos pelo celular;
  • Link de pagamento.

Como escolher a melhor forma de pagamento?

Depois de conhecer os principais meios de pagamento disponíveis no mercado, basta analisar cada um deles e verificar quais se encaixam no respectivo modelo de negócio, junto às necessidades do público-alvo. 

Estas informações podem ser obtidas através de uma pesquisa realizada com os clientes e admiradores da empresa, no intuito de descobrir qual a preferência desses grupos. 

Posteriormente, dependendo dos modelos de pagamento que já são oferecidos, será necessário calcular quais os possíveis custos extras com as novas alternativas, além de estabelecer o percentual das taxas que serão cobradas dos consumidores. 

Antes de colocar as estratégias em prática, recomenda-se fazer um planejamento financeiro no intuito de revisar os valores dos produtos ou serviços oferecidos e verificar se estão ou não de acordo com o impacto causada pelos novos gastos. 

É essencial que as novas formas de pagamento sejam escolhidas de acordo com o potencial da empresa para atrair novos clientes e aumentar as vendas. 

Por Laura Alvarenga