A Contabilidade é uma área que continua crescendo no país. O contador presta relevantes serviços às empresas, sendo que algumas atribuições são de sua exclusiva competência. Conhecer melhor as funções e o que um contador pode fazer por sua empresa, ajudará o gestor a avaliar melhor os profissionais dessa área e a optar pelo que mais convém à empresa. Os contadores prestam serviços de assessoria e consultoria, podendo ser contratados como funcionários da organização ou terceirizar suas atividades.

Descubra o que um contador pode fazer por sua empresa e o porquê de ele ser indispensável em muitos casos!

Abertura da empresa

Abrir uma empresa envolve uma série de processos burocráticos que somente um contador poderá explicar e orientar. Em primeiro lugar, é necessário o planejamento tributário, ou seja, a escolha do melhor tipo de regime tributário para a empresa. O planejamento tributário correto é fundamental para que a empresa não acabe pagando mais impostos do que realmente pode ou precisa assumir. Na verdade, é necessário escolher o regime que será mais vantajoso para a organização, de forma que ela cumpra suas obrigações e garanta rentabilidade.

No Brasil, existem os regimes Lucro Real, Lucro Presumido e Simples Nacional. Só com o auxílio de um contador o empreendedor poderá avaliar qual deles é o mais adequado ao seu negócio, depois de considerar certos critérios, estudar bem o caso e fazer simulações. Além disso, o contador estrutura os procedimentos que devem ser adotados para a abertura da empresa, indicando quais licenças e autorizações são indispensáveis. Ele também pode ajudar a redigir o contrato ou estatuto social, em virtude de seus conhecimentos na área. Esse profissional ajuda, ainda, a definir:

  • O tipo jurídico da empresa: sociedade anônima, sociedade por quotas de responsabilidade limitada, sociedade em comandita simples, sociedade em comandita por ações, sociedade em nome coletivo, sociedade cooperativa, fundação ou outro;
  • A constituição societária da empresa: quantidade de sócios, sócios acionistas, sócios cotistas, sócios comanditários, sócio ostensivo;
  • Planejamento financeiro: conhecimento aprofundado de fluxo de caixa e capacidade de estabelecer perspectivas para o futuro, objetivos e metas que devem ser alcançados em médio e longo prazo.

Enfim, todos os processos de estruturação e formalização da pessoa jurídica, inclusive seu registro na Junta Comercial (que equivale à certidão de nascimento da firma), passam pelas mãos do contador.

Realização dos registros contábeis

É um processo indispensável, conhecido tecnicamente como escrituração. Cabe ao contador a responsabilidade pelos livros contábeis, registrando todas as contas da empresa, créditos e débitos, organizando-os conforme determina a legislação e da forma mais útil à empresa. Os livros contábeis são:

Livro Razão

Também é chamado de “ficha razão” ou “razão geral”. Nele são lançadas as contas contábeis (mercadorias, dinheiro, contas a receber, contas a pagar, lucros e perdas). Os elementos fundamentais desse livro são, portanto, os créditos e os débitos. A planilha de balanço e a demonstração de resultados derivam desse livro. Atualmente esse livro é mantido em formato eletrônico e compõe uma das obrigações fiscais junto ao Fisco.

Livro Diário

A legislação comercial obriga o registro no Livro Diário de todas as operações da empresa que gerem variações patrimoniais. Valores debitados são lançados na coluna da esquerda, valores creditados na coluna da direita. Atualmente esse livro é mantido de forma eletrônica, compondo uma das obrigações fiscais junto ao Fisco e, mesmo eletrônico deve ser assinado por contador legalmente habilitado. O livro também conta com partes dedicadas aos balancetes e demonstrações contábeis (assinadas digitalmente pelo dono/representante legal da empresa e pelo contador).

Existem ainda outros livros eletrônicos que compõem o Sistema Publico de Escrituração Digital (Sped): registros de compras, inventários, entradas, saídas. Há também os livros de direito privado: livros societários, registros de duplicatas.

Os livros de registros contábeis podem ser usados, inclusive, para controle administrativo.

Atividades financeiras e de gestão

Como se vê, cabe ao contador uma série de atividades essenciais para o bom funcionamento da empresa. Com o correto desempenho dessas funções será possível evitar prejuízos, cortar custos e aumentar os lucros. No dia a dia de qualquer organização, independentemente de ser uma grande companhia ou empresa de pequeno porte, o contador será responsável por:

  • Realização dos registros contábeis;
  • Planejamento financeiro e planilhas de cálculo;
  • Controle orçamentário e do fluxo de caixa;
  • Demonstrações contábeis;
  • Balancetes mensais e anuais;
  • Gestão tributária (fiscalizar o pagamento de impostos e contribuições fiscais);
  • Controle dos livros fiscais.

Encerramento da empresa

Para o encerramento, o que um contador pode fazer por sua empresa também será de fundamental importância. É ele quem orienta o dono do negócio sobre todas as etapas a seguir até o encerramento formal do negócio. Entre as atividades pelas quais o contador se responsabilizará, estão:

  • Balanço de encerramento;
  • Inventário;
  • Pagamento dos credores;
  • Levantamento de recebíveis;
  • Processo de compartilhamento/liquidação dos bens.

O fechamento de uma empresa não é tão simples, exigindo a formalização de um distrato comercial (extinção do contrato social), declarações fiscais de encerramento e baixa nos órgãos em que a pessoa jurídica está registrada. Quando se trata de empresas com mais de um dono (sócios), o processo pode se tornar mais complicado. Contando com assessoria competente, isso se tornará menos problemático e todos sairão ganhando, sem entrar em conflito com a legislação.

Responsabilidades do contador

Sendo tão necessário a qualquer empresa, não é de se espantar que o contador tenha que responder administrativamente ou judicialmente pelos seus erros. Por exemplo, o contador que sonega informações contábeis importantes por meio de falsos balancetes deverá prestar contas de sua improbidade perante a empresa.

Poderá, inclusive, ter que ressarci-la dos prejuízos provocados devido ao seu ato (omissão de informações ou repasse de informações falsificadas) com bens que integram seu próprio patrimônio. Por isso, o contador que presta serviços a qualquer empresa deve ser, acima de tudo, honesto — somente com honestidade e competência ele crescerá em sua carreira, ganhará prestígio e aumentará seus lucros.

A empresa que procura profissionais da área deve pesquisar bem antes de aceitar os serviços de um contador ou de uma consultoria. Com a internet, é possível encontrar muitos profissionais e empresas oferecendo serviços e muitos deles realmente trabalham com honestidade. Informe-se sobre esses profissionais, como prestam serviços, como cobram por eles. Envie mensagens, solicite mais informações, procure referências e comentários. Só assim terá mais segurança no momento de fechar negócio com uma empresa especializada ou um contador autônomo.

BlB Brasil

Comente

Comentários

Deixe uma Dúvida