Consignado: saiba como solicitar a portabilidade para outro banco

Já pensou em efetuar a portabilidade de um consignado? Apesar de muitos indivíduos não saberem, essa opção é válida e pode estar disponível para o seu caso

Os segurados da Previdência Social, que utilizam os benefícios do INSS para o pagamento do consignado, devem manter-se atento aos prazos e detalhes da portabilidade. 

Antes de solicitar a mudança entre instituições financeiras, é importante conhecer todas as disposições e nuances que compõe o contrato vigente, para assim conseguir trocar por um contrato que seja mais vantajoso para o cliente.  

Portabilidade de consignado 

As trocas de instituição ocorrem quando o cliente busca vantagens ou benefícios como a redução de juros para continuar o pagamento do consignado. 

A opção é válida, mas é preciso tomar bastante cuidado na hora de solicitar a mudança. Buscar entender todos os detalhes incluindo as novas taxas e o Custo efetivo Total (CDT) do seu consignado em outra instituição. 

Antes de dar início ao processo tenha conhecimento do valor total a ser pago no banco de origem, solicite uma declaração da dívida para seu credor, devem constar o que já foi pago e o que ainda deverá ser saldado. 

Algumas instituições podem atrasar o procedimento, caso alguma delas se negue a disponibilizar a declaração é possível dar entrada em um chamado no Banco Central. 

Assim que conseguir a declaração, faça uma consulta em outras instituições, descubra quais são as melhores condições do mercado, só assim será possível saber se a troca vale ou não a pena. 

É importante ressaltar que essas informações devem ser obtidas através dos canais oficiais, caso contrário você se torna mais vulnerável a golpes e fraudes. 

Só aceite condições expressas oficialmente pela instituição em questão, tome cuidado com ligações e SMS enviadas de supostos bancos e credores. 

As taxas podem ser consultadas através do site do Banco Central, que oferece uma ferramenta onde é possível realizar a comparação de taxas, mas procurar cada instituição pode ser vantajoso, em muitos casos elas acabam oferecendo condições únicas.

Se alguma das condições te agradar, efetue a formalização do requerimento da portabilidade, mas fique atento, o banco de onde a dívida será transferida pode acabar oferecendo uma contraproposta com o intuito de manter a dívida na instituição. 

Caso queira mesmo trocar de instituição, o seu novo banco deve entrar em contato com a antiga credora em até cinco dias, o novo banco efetua o pagamento da dívida para esta poder ser migrada para sua instituição.

A credora original tem até dois dias para confirmar o procedimento de portabilidade, o processo todo pode levar até 20 dias. 

Veja o que considerar antes de requerer a portabilidade 

Essa modalidade de empréstimo incide diretamente na folha de pagamento ou no benefício pago pelo INSS. Muitos aposentados acabam presos a contratos com instituições que não querem fazer a portabilidade da dívida, nesses casos o cliente pode entrar com uma ação judicial. 

Antes de requerer a portabilidade, saiba quais são suas taxas de juros, o percentual e quanto vale seu CET (Custo Efetivo Total), impostos, encargos e taxa de administração. 

Fique atento as contrapropostas, saiba o que é mais vantajoso para seu caso. Nenhuma instituição pode negar-se a fornecer a postabilidade, o procedimento pode levar até 20 dias úteis para ser concluído. 

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Comentários estão fechados.