Consolidação de balanços: Qual a importância e como prepará-la?

0

Dentre as diversas obrigações das empresas, a consolidação de balanços é uma das mais importantes.

É por meio desse levantamento que se obtém diversas informações sobre o negócio, como os aspectos contábeis e financeiros.

Vale também salientar que a consolidação de balanços aponta o grau de competitividade do negócio.

Em outras palavras, quanto mais positivos forem os números, pode ser um sinal de que a companhia realizou bons investimentos, como a aquisição de softwares gerenciais e mão de obra qualificada.

Nas seções a seguir, apresentamos informações que ajudarão a entender melhor sobre a importância desse processo. Continue a leitura até o final e saiba mais.

O que é a consolidação de balanços?

Em poucas palavras, consiste em um compilado de demonstrações financeiras referentes a um grupo de empresas. Esse levantamento visa a simplificação na hora de analisar as informações de um negócio.

Em vez de lidar com várias consolidações de balanços pertencentes às companhias de um mesmo grupo, tudo é condensado em um único documento.

Qual é a importância?

Com base na consolidação de balanços, analisa-se como está a situação interna da companhia.

Se algum setor, por exemplo, apresentou resultados negativos, estratégias podem ser adotadas para elevar a produtividade.

Além disso, por meio da análise do ROI, ou retorno sobre o investimento, sabe-se se os recursos foram ou não bem alocados.

Convém salientar que a obrigatoriedade de apresentar o documento é para grupos compostos por pelos menos duas empresas, independentemente de terem capital aberto na bolsa de valores.

Nesse sentido, a equivalência patrimonial auxilia bastante a fazer uma melhor consolidação de balanços.

É por meio desse levantamento que a companhia demonstra como está a sua situação quanto a aspectos tributários, contábeis, financeiros e gerenciais.

Como preparar a consolidação de balanços para 2021?

Para fazer a entrega da consolidação de balanços, é preciso incluir diversos documentos, a destacar:

  • Demonstração do Resultado de Exercício (DRE);
  • Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC);
  • Demonstração de Valor Adicionado (DVA);
  • Parecer do Conselho Fiscal;
  • Demonstração do Resultado Abrangente (DRA);
  • Demonstrações das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL).

Como a tecnologia auxilia a consolidação de balanços?

Para fazer uma consolidação de balanços, é preciso de muitos dados. Se isso for feito manualmente, por meio de planilhas e sistemas rudimentares, os responsáveis estarão bastante propensos a cometer erros e inserir informações duplicadas, por exemplo. Por isso, adotar um software auxiliará bastante em relação ao armazenamento mais seguro dos documentos e à automação de rotinas.

Dependendo do número de empresas de um grupo, é preciso também levar em consideração as particularidades tributárias de cada estado e município. Nesse sentido, um software ERP já vem adaptado às regras fiscais, de modo a realizar cálculos contábeis e tributários com imensa rapidez e precisão.