Conta de luz: Nova bandeira pesa no bolso

0

A conta de luz vai ficar mais cara e passará a ter um valor relevante no orçamento do consumidor  brasileiro, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) que resolveu retornar com o sistema de bandeiras tarifárias na cor vermelha – o que indica a faixa mais elevada do valor – ainda neste mês de dezembro. O valor cobrado será de R$6,24 para cada 100 quilowatts-hora.

O executivo em finanças, André Aragão informa que a população irá precisar se conscientizar neste momento e economizar luz elétrica e água.

“Dentro de casa os maiores vilões são: a porta da geladeira aberta, colocar produtos quentes dentro da geladeira, deixar a porta aberta do ambiente com ar condicionado ligado, apagar as luzes sempre que não estiver no cômodo, retirar o carregador da tomada depois de usá-lo”, declara Aragão.

O especialista também diz que é preciso ter precaução com o uso dos aparelhos eletrônicos , principalmente neste período de isolamento social.

“Determinar horários para utilizar tablets, computadores para as crianças, para quem está trabalhando de home office isso será mais difícil mas é importante racionalizar outros objetos da casa”.

Fazer algumas mudanças dentro de casa como reforma e decoração também podem ajudar na economia de energia, o engenheiro Pedro Pugliese, da Help Reforma e Construção, ensina truques simples para ajudar a diminuir o valor.

1. Ambientes mais claros:

“Na hora da construção pense em ambientes que vão receber a luz externa, com janelas maiores e portas com bastante vidro, fazendo com que a luz do sol entre durante todo o dia. Economizando assim na luz artificial” –

2. Cores mais claras:

“A escolha da tinta também pode ser um diferencial na hora de economizar. Por exemplo, uma sala com as paredes brancas ou com tons claros faz com que o local não precise de luz artificial o tempo todo”

3. Lâmpada de baixo consumo:

“As lâmpadas de LED podem ser mais caras porém consomem menos energia. É um custo benefício válido”.

4. Sensores de presença:

“Outra dica bastante importante para quem tem condições é utilizar sensores de presença em alguns ambientes específicos, assim, mesmo que esqueça de apagar as luzes, elas se apagarão sozinhas”.

5. Pense na disposição dos eletroeletrônicos

“Você pode não saber, mas o modo de uso dos aparelhos eletrônicos e até mesmo a posição deles dentro de casa podem aumentar o consumo de energia. No caso de geladeira ou freezer, deixe-os em local arejado. Se o sol incidir diretamente, tenha certeza de que o consumo de luz também será maior”.

6. Hora da manutenção:

“Por fim, a fiação elétrica antiga contribui para o maior consumo de energia. Mantenha-a sempre nova”.

7. Ambientes bem ventilados:

“Portas e janelas amplas permitem que o ambiente fique mais ventilado, o que ajuda a diminuir a necessidade do ar-condicionado”.

8. Persianas:

“Outro truque é o uso de persianas. Elas vão ajudar a reter o calor e assim também ajudam a diminuir o uso do ar condicionado”.