Contabilidade digital: Conheça as 4 tendências tecnológicas para a área fiscal e tributária

A contabilidade digital é o presente, não mais o futuro…

Qualquer contador ou consultor contábil que queira ter sucesso na carreira, em primeiro lugar precisa entender o significado do termo Contabilidade 4.0, assim como as suas implicações na prática contábil e fiscal.

Sabemos que a profissão de contador sofreu inúmeras transformações em seu modus operandi no decorrer da história.

Desde a escrituração contábil e fiscal em livros de papel até a moderna escrituração digital, a transformação de processos e o uso de tecnologia sempre foram presentes na rotina dos contadores.

Atualmente, o mundo empresarial atravessa um momento de intensa transformação digital, onde cada vez mais novas tecnologia, como a inteligência artificial, são aplicadas aos processos de negócio.

Isso não somente causa uma disruptura em relação ao anterior modelo de negócios como certamente tem impactos na rotina de trabalho.

E você, está preparado para essa transformação?

Continue ligado esse post, pois vamos conversar sobre algumas das novas tendências tecnológicas no universo da contabilidade digital.

Contabilidade digital: os contadores serão eliminados?

Essa é uma questão que tem deixado muito contador preocupado.

Mas será que essa preocupação tem fundamento? Será que os impactos ocasionados nos processos de negócios pelo uso de novas tecnologias realmente definirão a extinção da profissão de contador?

Seja como for, a profissão de contador é muito antiga, ela remonta a necessidade do homem efetuar o registro do comércio.

No decorrer da evolução dos negócios a contabilidade sempre esteve presente e preparada para acompanhar as evoluções das operações de negócio.

Desta forma, a contabilidade chegou na era da contabilidade digital, dominada pelo uso intensivo de tecnologias nos processos de negócio.

Entretanto, você não precisa temer a contabilidade digital. Na verdade é preciso entender o conceito do termo contabilidade digital assim como suas aplicações e benefícios para sua prática contábil.

Em outras palavras, o uso de novas tecnologias aplicadas aos processos de negócio do contador são mais eficientes que os processos manuais e repetitivos realizados pelo colaboradores humanos.

Assim, o uso dessas tecnologias permite que algumas tarefas e rotinas sejam automatizadas de forma que os profissionais tenham mais tempo livre para realizar atividades com maior valor agregado para seu cliente.

Isso pode até tornar-se uma nova e lucrativa fonte de receitas para seu escritório.

Pense nisso!

Agora que você já sabe o que é a contabilidade digital, conheça 4 tendências tecnológicas que você não pode deixar de conhecer e aplicar no seu negócio.

#01: RPA Fiscal

O RPA vem da sigla em inglês Robotic Process automation.

Essa tecnologia vem sendo muito utilizada por empresas em seus processos fiscais e contábeis. No mercado, ela também é conhecida por Automação Robótica de Processos.

Trata-se de um conjunto de tecnologias que executam tarefas repetitivas como um ser humano faria. Inclusive, utilizando as mesmas ferramentas.

Assim, o RPA pode coletar informações, inserir e processar dados ou executar tarefas manuais.

A automação dessas operações proporciona diversas vantagens em relação à sua execução tradicional realizada por humanos.

A primeira delas é a maior eficiência na execução da atividade. Hoje sabemos que os robôs superam qualquer funcionário que realize a mesma tarefa, sem interrupção ou pausa para descanso, além de claro de não cometerem erros.

O RPA também é perfeito para seguir as trilhas como de conciliação ou de auditoria contábil e fiscal elevando assim o nível de compliance dos processos;

O RPA Fiscal tem se mostrado uma tecnologia perfeita para a contabilidade digital pois além de ser muito eficiente para atividades repetitivas suporta facilmente grande volume de dados e regras.

Entre suas principais aplicações fiscais e contábeis temos:

  • Recebimento fiscal;
  • Reconciliação de Livros Fiscais;
  • Obrigações Acessórias;
  • Pagamento de tributos;
  • Reconciliação Contábil Fiscal;
  • Processamento de e-mails.

Pense Nisso! Essa tendência tecnológica tem potencial para eliminar o tempo gasto pelos colaboradores nas tarefas manuais e repetitivas.

Com esse tempo de sobra, eles podem concentrar-se em atividades com maior valor agregado para o escritório como consultoria, planejamentos tributários, BPO Fiscal ou recuperação de crédito.

#02 Chatbot

Com toda certeza você já ouviu falar em Chatbot. Provavelmente, até já tenha interagido com algum e pode nem ter percebido.

Aqui está uma tendência tecnológica totalmente aderente à contabilidade digital.

Chatbots são ferramentas que tem transformado a forma como as empresas relacionam-se com seus clientes.

Como grande vantagem, permite que o atendimento seja feito 24×7 (24 horas por dia, sete dias por semana) com um tempo de resposta quase que imediato.

Desta forma a tecnologia tem atraído muitas empresas e escritórios contábeis que se beneficiam-se de suas vantagens na otimização de processos, automação de atendimento à leads e clientes.

Basicamente, o chatbot é um software que, integrado à uma inteligência artificial, que quanto mais trabalha, mais fica aperfeiçoado.

Em outras palavras, ele pode funcionar como uma espécie de assistente que se comunica e interage com as pessoas através de mensagens de texto automatizadas.

Por exemplo, ele pode ser utilizado para que seus clientes possam fazer solicitações básicas ou até orientar o cliente em procedimentos fiscais e contábeis, como emitir uma Nf-e para uma determinada operação.

#03 Machine Learning

Essa é uma tecnologia que tem crescido rapidamente e está presente em nosso dia a dia de uma forma que dificilmente é percebida.

Machine learning pode ser traduzido como aprendizado de máquina ou aprendizagem de máquina. Esse é um conceito associado à inteligência artificial.

Mas atenção!

Machine learning não é inteligência artificial.

Na verdade, a inteligência artificial é um conceito mais amplo que inclui o aprendizado de máquina como um dos seus recursos.

Em síntese, machine learning é a capacidade que um software tem para analisar dados assim como reconhecer padrões e executar ações por conta própria.

Existem 3 formas para o aprendizado de máquina ser realizado: supervisionado, não-supervisionado e semi-supervisionado.

Supervisionado

O programa é treinado e utiliza dados e algoritmos previamente definidos como “certos” ou “errados”. Com base nisso, ele poderá tomar decisões assim que surgir uma nova informação semelhante.

Não-supervisionado

Esse método não faz uma rotulação prévia sobre determinadas informações. A máquina deverá descobrir, por conta própria, a estrutura dos algoritmos e encontrar padrões nos dados.

Semi-supervisionado

Os algoritmos da máquina fazem a entrada e possuem uma saída definida. Por meio de tentativa e erro ela descobrirá quais ações são as melhores a serem tomadas. Essa é uma prática muito utilizada em jogos e robótica.

Aqui vai um exemplo do uso dessa tecnologia…

Quando você assiste Netflix, e recebe aquelas sugestões personalizadas, pode ter certeza que os mesmos são baseados em machine learning.

Machine Learning na contabilidade

Conheça agora alguns exemplos de aplicações do machine learning na contabilidade.

Automatizar o relacionamento com clientes utilizando machine learning

O uso conjunto de chatbot com machine learning consegue automatizar o relacionamento com os clientes com um nível de assertividade cada vez maior.

A tecnologia também pode usada para:

  • Realizar classificação fiscal de documentos;
  • Cálculo de tributos;
  • Identificação de trilhas de auditoria.

Então, prepare-se pois em pouco tempo essa tecnologia vai estar muito presente no seu dia a dia profissional.

#04 Inteligência Cognitiva

A inteligência cognitiva é um termo que está relacionado ao ser humano e a sua inteligência.

sabe-se que a cognição refere-se às condições para obtenção de conhecimento enquanto que a capacidade cognitiva é a aptidão individual para interpretar os estímulos internos próprios e externos, oriundos do ambiente, para tomar as decisões acerca do próprio comportamento.

Assim, a definição de cognição consiste em um conjunto de habilidades mentais e cerebrais que são necessárias para a obtenção de conhecimento sobre o mundo.

São habilidades de: pensamento, de abstração, de raciocínio, de memória, de linguagem, de capacidade de resolução de problemas e até mesmo de criatividade.

Feita essa introdução, chegamos efetivamente ao tema da nossa #04 Tendência Tecnológica para a contabilidade digital.

Computação Cognitiva

No universo das novas tecnologias, tudo é muito amplo. Os diversos termos podem parecer iguais ou tratarem da mesma coisa, mas não se engane pois pode não ser realmente assim.
Afinal computação cognitiva é o mesmo que inteligência artificial, aprendizagem de máquina ou sistemas especialistas?

Ainda existe muito desconhecimento sobre o que realmente a computação cognitiva pode fazer ou como ela funciona.

Então, antes de mais nada, vamos falar de 3 conceitos de tecnologia e como eles se diferenciam da computação cognitiva.

A Inteligência Artificial (IA)

Em síntese, tem como objetivo utilizar as máquinas para executarem tarefas humanas de forma autônoma. A inteligência artificial se desenvolveu em vários ramos, como:

  • a robótica;
  • a aprendizagem de máquina;
  • os sistemas especialistas;
  • o processamento de linguagem natural;
  • o reconhecimento de voz;
  • o reconhecimento de visão;
  • a computação neural;
  • e a otimização matemática.

Aprendizagem de máquina

Por sua vez, pode ser entendida como a habilidade que os sistemas computadorizados possuem em melhorar seu entendimento e desempenho através de modelos matemáticos e descoberta de padrões de dados, e usá-los para fazer predição e aprender com isso, sem que tenha sido previamente configurado.

Sistemas especialistas

Por sua vez, simulam o raciocínio de um profissional expert em alguma área de conhecimento bem específica, usando inferência para resolver os problemas relacionados a um domínio específico.

Esses sistemas utilizam regras heurísticas da mesma forma que nós humanos. Por isso o papel do especialista é fundamental para desenvolver esses sistemas.

Surgimento da computação cognitiva

À partir do ano 2.000, a internet teve uma grande expansão e aconteceu uma explosão no surgimento de soluções e serviços, originando um enorme volume de dados estruturados e não-estruturados.

Também surgiu uma enorme quantia de informações em variados formatos de áudio e vídeo, criando uma nova classe de problemas relacionados à interpretação de dados não estruturados que até então esses sistemas programáveis não conseguiam resolver.

Assim, foi necessário desenvolver uma nova tecnologia que pudesse resolver esses problemas complexos, dinâmicos, com certa dose de incerteza e ambiguidade, e, ao mesmo tempo, conseguisse tratar essa massa exponencial de dados e, por fim, aprender por conta própria.

Foi nesse cenário que surgiu a computação cognitiva. Uma tecnologia que veio para facilitar a análise das evidências em diferentes dimensões, como:

  • tema;
  • popularidade;
  • confiabilidade da fonte de informação;
  • o tratamento de grande volume de dados.

Podemos resumir a computação cognitiva como a tecnologia voltada para geração de conhecimento baseado na interpretação e extração de significado dos dados, primariamente não- estruturados, os quais seriam muito difíceis de serem tratados por meio dos sistemas programáveis tradicionais.

São inúmeras as possibilidades de aplicação dessa tecnologia nos processos de negócio da contabilidade digital.

Destaques deste post

  • A carreira de contador é uma das mais antigas e vem sobrevivendo e acompanhando às inúmeras transformações nos negócios.
  • Para se destacar em sua carreira, os profissionais da contabilidade devem conhecer as novas tecnologias que estão transformando a contabilidade e aplicá-las ao seu negócio o quanto antes.
  • Atualmente, algumas tecnologias têm se destacado mais que outras por possuírem mais aderência e agilidade, como a existente no mundo da contabilidade digital.
  • Entre as principais tecnologias aplicadas à contabilidade digital, temos: i) RPA Fiscal, ii) chatbot, iii) machine learning e iv) computação cognitiva.

DICA EXTRA: O primeiro passo para contadores

Atenção você contador ou estudante de contabilidade, o trabalho para seguir com sucesso na carreira profissional é árduo, inúmeros são os desafios que vamos precisar superar nessa jornada. Mas tenha em mente que o conhecimento é o maior bem que você pode ter para conseguir conquistar qualquer que seja os seus objetivos.

Exatamente por isso apresentamos para você o curso CONTADOR PROFISSIONAL NA PRÁTICA, curso este aprovado por inúmeros alunos e que vem gerando uma revolução no conhecimento e na carreira de profissionais contábeis. 

O curso é sem enrolação, totalmente prático, você vai aprender todos os processos que um contador experiente precisa saber. Aprenda como abrir, alterar e encerrar empresas, além da parte fiscal de empresas do Simples Nacional, Lucro Presumido e MEIs. Tenha todo o conhecimento sobre Contabilidade, Imposto de Renda e muito mais. Está é uma ótima opção para quem deseja ter todo o conhecimento que um bom contador precisa ter, quer saber mais? Então clique aqui e não perca esta oportunidade que com certeza vai impulsionar sua carreira profissional!

Conteúdo original SPED Brasil