A contabilidade do futuro chegou, mas pegou muitos de surpresa. Em todo mundo, é possível observar uma série de desafios, muitos deles com origem na resistência dos próprios contadores. Eu sou Sholto Macpherson e, neste artigo, vou falar como o armazenamento em nuvem já está revolucionando a sua profissão.

A contabilidade do futuro já está valendo

Muitas podem ser as tendências e novidades na contabilidade, mas nada se revela mais poderoso do que o uso de softwares na nuvem. E por que afirmamos isso? Por razões diversas.

O sistema é mais seguro, você pode usar de qualquer lugar e de qualquer dispositivo. Isso sem falar que não precisa de servidor nem de ninguém para manter tudo funcionando.

O futuro é da automação e nele o desafio é tornar tudo mais fácil de ser feito. Especialmente no que diz respeito a tarefas massivas e entediantes, que ainda existem no ramo contábil,automatizar significa ganhar tempo – e tempo é um recurso valioso demais para ser desperdiçado.

A tecnologia está aí, à nossa disposição, e possibilita fazer da contabilidade uma plataforma de serviços para pequenas empresas. Tudo por via online, como manda a exigência digital.

Desde a comunicação até a troca de informações, importação de dados e armazenamento de arquivos, nada disso mais pode ser feito em papel. É preciso apostar na nuvem, o mercado exige, os contadores sabem disso, seus clientes desejam isso mesmo sem se dar conta, mas ainda há o medo do novo.

Então, cabe perguntar: por quê?

Desafios para a mudança dos escritórios contábeis

resistência enfrentada pela contabilidade do futuro tem como ponto de partida quatro razões principais: a indisponibilidade de contadores, a baixa receptividade quanto a mudanças, a supervalorização daquilo que entrega e mesmo o desconhecimento por profissionais e clientes sobre o potencial do que estão deixando de apresentar.

Vamos falar mais detalhadamente sobre cada um desses cenários.

Contadores estão muito ocupados para mudar

Ou estão muito ocupados, ou se veem muito ocupados para mudar. Qual delas é a sua verdade?

O fato é que por conveniência, coincidência ou má gestão do tempo, são raros os momentos em que o profissional contábil se permite pensar na carreira, no futuro, na inovação e em soluções que podem facilitar a sua rotina. Isso sem falar na qualidade dos resultados que entrega ao cliente.

Em muitos casos, o contador está preso a velhas práticas, passadas de geração para geração. Se, antes dele, um determinado processo era feito em papel, por que mudar? E, indo um pouco além, como mudar se não há sequer tempo para pensar no assunto?

Aí entra a questão de definir prioridades. A recomendação é que se organize e não se feche ao futuro. Permita-se reservar um tempo para você e seu escritório. Dê a si mesmo uma chance  de pensar sobre a contabilidade digital.

Contadores são tímidos para mudança

É claro que toda regra tem sua exceção, mas mudanças não costumam ser vistas com grande entusiasmo pela classe contábil. Afinal, por que mexer em time que está ganhando, ou por vezes empatando? Por que mirar o topo se manter-se na elite do mercado é suficiente?

Veja, mais uma vez, que é fácil encontrar justificativas (ou seriam desculpas?) para não encarar a realidade. E ela diz de forma clara que é preciso vencer a estagnação e sair da zona de conforto.

Quem não tem o mínimo de ambição e nada faz para inovar e se diferenciar, compromete o futuro. Coloca em risco a continuidade dos negócios.

O recado é claro: é preciso perder o medo do novo ou a timidez em mudar.

Superestima o valor que entrega

Você oferece um serviço de qualidade para seu cliente. Não há dúvidas disso. Mas já se perguntou se entrega mesmo o melhor que pode fazer? Ou será que anda superestimando o valor do seu trabalho.

Contabilidade não é mais ficar no básico. Essa é uma mudança que independe de medo, de timidez ou da sua vontade. Quem não abre as portas para novos serviços e novas formas de oferecê-los se fecha para o crescimento e entrega ao cliente muito menos do que imagina.

Uma das grandes vantagens da contabilidade digital, em especial pelas soluções em nuvem, é poder efetivamente atuar para melhorar a empresa do cliente.

Ser um consultor de negócios e não mais o velho contador de sempre. Esse é o verdadeiro valor que você deve se concentrar para entregar.

Contadores e clientes não sabem o que é possível ser feito

Na contabilidade, muitas vezes, um erro de avaliação leva ao outro. Não é de se surpreender se você tem resistência à mudança ou supervaloriza o atual trabalho por desconhecimento. Sim, é isso mesmo.

Reflita agora sobre as possibilidades com as quais conta para aprimorar seus serviços. Você saberia dizer o que pode fazer pelo cliente e como fazer?

É muito provável que ele deseje soluções novas. Talvez queira dicas de gestão financeira, um planejamento tributário melhor, orientações para crescer. Tudo o que ele deseja, você pode entregar.

Tragicamente, nem ele e nem você ainda se deram conta disso.

Como é o escritório contábil moderno?

Depois de fazer uma reflexão sobre o que acabamos de comentar, talvez você esteja se perguntando agora: e quando eu estiver pronto, como será o futuro? O que é preciso para ter um escritório contábil moderno? Como ser produtivo, eficaz e eficiente na atividade?

Valor do serviço

É interessante observar que uma das tendências já está enraizada na contabilidade brasileira. Falamos da cobrança por taxas fixas, os famosos honorários definidos por tipo de tarefa ou serviço.

Em todo o mundo, de forma geral, o contador ainda cobra por tempo trabalhado. Esse é um erro, pois tarefas diferentes não têm o mesmo valor. E assim o é simplesmente porque geram valores diferentes ao cliente.

Não dá para colocar lado a lado no quesito preço uma atividade de consultoria empresarial e outra de preenchimento e emissão de guias. Como estabelecer o mesmo valor/hora paraserviços tão distintos? Um é integralmente burocrático, enquanto o outro agrega muito para os resultados do cliente.

É por isso que, se você ainda precifica por hora, está na hora de mudar. Você precisa compreender o valor daquilo que entrega ao cliente.

Contabilidade em nuvem

Uma segunda etapa, como já dissemos, compreende a adoção de soluções em nuvem. Não dá para correr risco de expor as informações do cliente a cibercriminosos. Também não é produtivo ter que se deslocar em vez de importar os dados contábeis das empresas atendidas.

Deixar de resolver demandas pelo computador ou por aplicativos em dispositivos móveis é parar no tempo. A velocidade do mundo atual e as exigências do mercado pedem um novo contador. E ele utiliza a nuvem para melhor atender e para crescer como empresário.

Consultoria

Falando nisso, o terceiro aspecto inerente a um escritório contábil moderno diz respeito aoposicionamento do contador como um consultor. Essa é uma necessidade real, que já se manifesta.

perfil profissional exigido atualmente vai muito além das demandas burocráticas e obrigações acessórias. Como elas não podem ser eliminadas, a solução é utilizar a tecnologiapara perder cada vez menos tempo nelas.

E por falar em tempo, aí sim, ele deve ser majoritariamente utilizado para se mostrar ao cliente como um consultor. Pense da seguinte forma: as empresas que atende possuem dificuldades diversas, problemas variados. Mas você pode ser o provedor de soluções que ela precisa.

Você tem conhecimento, tem experiência, tem capacidades e habilidades para atuar em uma consultoria contábil. Então, o que está esperando para dar esse passo?

Métricas de receita recorrente

Cada vez mais, a contabilidade deve usar métricas de receita recorrente, como é próprio deserviços sob demanda (SaaS). Netflix e Uber são exemplos que vêm à sua cabeça? E eles nada têm a ver com contabilidade? Ao menos na forma de estimar variáveis que afetam o faturamento, têm sim.

Você, contador, cada vez mais tende a ouvir falar sobre conceitos como ARPU, MRR, CAC, LTV e Churn. Mas ao que elas se destinam?

Em comum, todas essas métricas ajudam de alguma forma a determinar o valor de cada clientee os fatores chave para elevar a eficiência do seu escritório. Elas abordam conceitos como índice de cancelamento, receita média por cliente e custo de aquisição de clientes.

O que o impede de ser um contador do futuro?

Além da resistência ao novo, ser um contador do futuro pode esbarrar nas própriascaracterísticas da profissão. Ou a menos naquelas que se acredita terem predominância sobre as demais.

Estamos falando novamente das obrigações acessórias de seus clientes. Hoje, elas ainda exigem demais do contador, mas certamente menos do que no passado.

Talvez você tenha uma visão diferente, pois elas não diminuíram de quantidade. Isso é verdade, mas a tecnologia evoluiu de forma a reduzir o peso dessas tarefas massivas na sua rotina.

Um dos grandes gargalos ainda existentes na profissão contador hoje são os dados. A coleta de informações pode tomar tempo demais. São recibos, notas, extratos, comprovantes, documentos, papéis e mais papéis.

Para quem ainda mantém métodos ultrapassados, essas tarefas consomem a agenda, realmente. E mesmo aqueles contadores menos avessos às novidades podem esbarrar na resistência do cliente. Afinal, é verdade que muitas pequenas empresas em todo o mundo ainda estão fechadas às soluções em nuvem.

Então, você está convidado agora a fazer nova reflexão. Se você precisa convencer a si mesmo ou aos clientes, pense na nota fiscal eletrônica, que já é utilizada no Brasil há alguns anos.

Se você é um contador experiente, deve lembrar de como a emissão de notas em papel era morosa e entediante. E para organizar todas elas depois, um sacrifício, não é mesmo?

Só que, quando a nota eletrônica foi lançada, muita gente torceu o nariz. Falou mais alto o medo do novo. Mas, para a sorte de todos, o medo foi vencido pela eficiência. Hoje, não emitir o documento eletronicamente é uma demanda quase artesanal. Não combina com nossas necessidades.

Com o armazenamento em nuvem, o entendimento é o mesmo. A tecnologia evoluiu a tal ponto que permite descomplicar totalmente as obrigações acessórias.

Através dela, o contador pode realizar a importação automática de notas de compra e venda e de extratos do banco, por exemplo. Também pode utilizar e indicar aplicativos que permitem registrar notas de compra e venda, como Expensify e Receipt Bank.

Isso sem falar no processamento de dados automatizado, como verificar, corrigir, colocar código das contas, parametrizar o plano de contas e criar relatórios, exportando dados e criando gráficos.

Nucont, Futrli e Spotlight são aplicativos de relatórios que ajudam os contadores a apresentar os resultados da empresa de maneira que o cliente entenda. É possível até mesmo incluir comentários.

Entenda que, sem resolver esses gargalos, não sobra tempo para se reunir com o cliente e pensar em melhorar seus resultados.

Entre o real e o ideal

Veja na figura abaixo o quanto de tempo o contador gastar com cada atividade:

Agora, observe o que seria o cenário ideal para o escritório contábil:

Consegue perceber a diferença de prioridades?

Então, acredite na mudança, pois a contabilidade do futuro também depende de você.

Exemplos para se inspirar

Você quer uma prova de que o futuro já chegou? Há bons exemplos de escritórios de contabilidade pelo mundo que alcançaram o conceito de modernidade sobre o qual falamos.

A sugestão é que acesse o site e destine um tempo para navegar e conhecer o seu trabalho. Organize a sua agenda para isso, pois vale a pena.

Veja mais nos seguintes links:

Nem parecem escritórios contábeis, não é mesmo? Ao menos não aqueles com os quais você se acostumou a observar. A proposta é diferente, é moderna e é justamente essa que deve ser a sua busca. Esteja pronto para evoluir.

Quem é Sholto Macpherson

Sou Sholto Macpherson, jornalista de tecnologia aplicada a negócios e especialista em plataformas de contabilidade em nuvem. Em 2011, iniciei o projeto DigitalFirst.com, blog que aborda as mais recentes tecnologias para crescimento de empresas contábeis através do modelo em nuvem.

Durante o mês de agosto, estive no Brasil para participar do 7º Gescon (Seminário de Gestão de Empresas de Serviços Contábeis), promovido pelo Sescon-SP. Além de palestrar no evento sobre o futuro da contabilidade, estive na ContaAzul, onde falei mais uma vez sobre o tema, dessa vez para os colaboradores da empresa.

Via ContaAzul

Comente

Comentários

Deixe uma Dúvida