A Polícia Federal realizou uma operação na manhã desta sexta-feira (18) para cumprir quatro mandados de busca e apreensão em João Pessoa. O objetivo da ação era desarticular o esquema de estelionato realizado por um casal em João Pessoa. Um homem foi preso em flagrante no dia 19 de novembro tentando contratar serviços bancários com os documentos falsos. A esposa continua em liberdade, segundo a PF.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, o casal levava uma vida dupla, usando documentos falsificados e com eles praticando inúmeros atos da vida civil, inclusive, o próprio casamento entre eles e o registro civil do filho. O marido utilizava há anos um nome falso e com ele conseguiu obter documentos de identificação que, apesar de autênticos quanto à emissão, são ideologicamente falsos.

Segundo o delegado da Polícia Federal, Raone Aguiar, o casal falsificou também seus diplomas de bacharelado em Ciências Contábeis, obtendo o registro de ambos junto ao Conselho Regional de Contabilidade na Paraíba. Com eles, o casal mantinha um escritório de contabilidade em atividade, local que também foi alvo de buscas.



“É importante frisar que os documentos emitidos em toda ação contábil pelo casal não são fraudulentos, mas, sim, o fato dos diplomas de ambos serem falsos. A maioria dos documentos falsos é do marido, mas os indícios nos levam a crer que a esposa também tinha conhecimento das fraudes, uma vez que o diploma dela também tinha sido obtido por meio de documentos falsos”, comentou. O suspeito de estelionato está detido em um presídio da capital paraibana desde sua prisão em flagrante, segundo o delegado.

Os dois suspeitos vão responder pelos crimes de falsificação e uso de documentos, estelionato e exercício irregular de profissão. Os prejuízos causados a terceiros ainda estão sendo apurados.(Com G1-Paraíba)


Comente

Comentários