Controladoria para pequenas empresas: Tire suas dúvidas sobre o assunto

0

A controladoria é fundamental para qualquer negócio, independentemente do segmento e porte. Muitas empresas não conseguem permanecer nem por dois anos no mercado. A estimativa é a de que mais de 600 mil pequenas empresas fecharam as portas por conta da pandemia.

Com mais de 35 anos no mundo corporativo e desde 2015 à frente da MORCONE Consultoria Empresarial, auxiliando pequenas, médias e grandes empresas a se manterem no mercado com fluidez e rentabilidade, hoje trago um artigo com orientações de controladoria para pequenos negócios.

O principal fator que leva as empresas a graves problemas e até ao fechamento de portas é a falta de planejamento, sendo a boa controladoria fundamental para empresas que desejam se manter em crescimento, mesmo em momentos difíceis economicamente como este enfrentado nos últimos tempos.

Controladoria é a área responsável pelo projeto, elaboração, implementação e por manter o sistema integrado de informações operacionais, financeiras e contábeis de um negócio. É a área de controladoria que vai ditar quais serão as decisões estratégicas necessárias para manter a empresa funcionando e para que se fortaleça no mercado.

A pessoa responsável por gerir o negócio consegue ter uma visão ampla da empresa, o que ajuda a repensar o que pode ser mantido ou alterado na gestão.

Controladoria para pequenos negócios – principais desafios

Geralmente nas médias e grandes empresas, há um profissional responsável pela área de controladoria (controller), no caso da pequena empresa, muitas vezes é o próprio empresário que assume este papel.

Designed by @freepic.diller / freepik
Designed by @freepic.diller / freepik

É o empresário que assume a função de acompanhar os orçamentos operacionais, de interpretar, de estar por dentro de todos os relatórios financeiros do negócio e de analisar constantemente as despesas.

É claro que são muitas as funções ao desempenhar a controladoria, somado a outras funções na gestão do negócio, mas isso pode ser facilitado por meio de softwares/sistemas de controladoria.

Num primeiro momento, quando o negócio está perdido é importante contatar um especialista/consultor empresarial, que analisará o que, dentro da realidade da empresa, é o mais recomendado como software/sistema para controladoria.

Por que treinamentos e automatização são tão importantes?

Sempre que um gestor ou gestora me perguntam por onde começar, oriento que o caminho é procurar por treinamentos.

Não precisa ser um curso extenso, mas algo que atenda à necessidade, que ofereça a possibilidade de um maior conhecimento em controladoria.

Além da busca por conhecimento, é fundamental automatizar o processo, como já mencionei, mas não buscar por qualquer software, mas por aquele que se adequa ao negócio.

Nem todos os softwares, por melhores que sejam, são os recomendados considerando as particularidades da empresa, por isso, acho fundamental a busca por orientação num primeiro momento.

Automatização para centralizar informações

O desafio para a maioria das empresas está em lidar com a grande concentração de dados. Sem um bom sistema integrado, fica difícil colher e analisar as informações recebidas.

Vale sempre contar com sistemas automatizados para realizar as atividades de controladoria com mais eficácia, acelerando os resultados e integrando todas as informações da empresa.

Investir em tecnologias adequadas é importante para padronizar os processos de trabalho, evitando as incidências de erros.

Mas vale lembrar que ter conhecimento sobre controladoria é essencial. Muitas empresas erram ao investir em tecnologias, acreditando que softwares farão o trabalho sozinhos!

A tecnologia otimiza o trabalho, mas não substitui a expertise humana em analisar os dados obtidos, por isso, a busca por ajuda especializada e conhecimento é tão importante.

Por Carlos Moreira – Há mais de 35 anos atuando em diversas empresas nacionais e multinacionais como Manager, CEO (Diretor Presidente), CFO (Diretor Financeiro e Controladoria) e CCO (Diretor Comercial e de Marketing).