O BC (Banco Central) já identificou que os bancos têm aumentado os juros e reduzido os prazos para novos empréstimos, a partir da pandemia de coronavírus. Segundo o presidente da instituição, Roberto Campos Neto, as medidas tomadas para reforçar o caixa dos bancos em R$ 1,2 trilhão são uma resposta ao processo de elevação das taxas.

Juros são abusivos

“O BC está monitorando o mercado de crédito, conversando com os setores que podem ser impactados, com bancos grandes, médios e empresas de meio de pagamentos para checar se existe algum problema de repasses. Podemos tomar mais medidas e estamos monitorando para que os efeitos dessas ações cheguem na ponta”, declarou Campos Neto.

juros abusivos
Bancos estão usando juros abusivos e reduzindo prazos de empréstimos

Entretanto, o presidente do BC não detalhou que medidas podem ser tomadas garantir que os bancos ofereçam crédito aos clientes. A estimativa de crescimento do mercado de crédito em 2020 foi reduzida, de 8,1% para 4,8% —uma queda de 41%. Se o número se confirmar, o crescimento será menor que em 2019 (6,5%).

Apesar de reduzir a estimativa de crescimento do mercado de crédito, o diretor de Política Econômica BC, Fabio Kanczuk, declarou que a projeção não levou em contas as medidas que reforçaram o caixa dos bancos em R$ 1,2 trilhão.

Nota da Redação: Banco Central precisa agir mais duro com Bancos