Corpo de Bombeiros realiza busca de desaparecidos nos rios de Petrópolis.

São usados drones e equipes terrestres para fazer uma varredura nas águas, identificando pontos de interesse e deslocando um bombeiro especializado.

Além da busca por desaparecidos em deslizamentos de terra, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) tem atuado na procura por vítimas nos rios de Petrópolis.

São usados drones e equipes terrestres para fazer uma varredura nas águas, identificando pontos de interesse e deslocando um bombeiro especializado em mergulhos até os locais, o subtenente Donato.

De acordo com o major Vilela, “Estamos empenhados nessa missão de resgate de vítimas, especificamente nos resgates realizados nos rios. Estamos em busca das vítimas que podem ter sido levadas pelas correntezas. Algumas vítimas já foram encontradas, porém estamos buscando outros. Ficaremos aqui até finalizar essa busca”.

A dimensão da tragédia trouxe novos desafios, com grandes volumes de água afetando a busca e a necessidade de diferentes pontos de atendimento a serem vasculhados.

Escombros e galhos de árvores dificultam as buscas, mas acabam por ser os pontos de interesse, onde o corpo de uma possível vítima pode estar localizado.

Os mergulhadores procuram cada ponto de interesse, com um trabalho bem minucioso.

As buscas levam em conta os relatos de vítimas desaparecidas nos rios.Os bombeiros trabalham sempre com a possibilidade de encontrar pessoas vivas. As buscas continuam até que todas as vítimas sejam encontradas.

Segundo o subtenente Donato, membro do Corpo de Bombeiros há 25 anos, “Nós fazemos um pente-fino no rio, olhamos todos os entulhos em um trabalho de formiguinha. A gente sempre tem a esperança de encontrar pessoas com vida”.

Comentários estão fechados.