Covid-19: Vacinação na Inglaterra se estende a pessoas de 44 anos

Cerca de meio milhão de pessoas na Inglaterra estão sendo convidadas a agendar sua vacina Covid-19 a partir de segunda-feira, quando o lançamento da vacina é aberto para pessoas de 44 anos.

0

Dois terços da faixa etária anterior, 45 a 49 anos, receberam sua primeira dose.

O Serviço Nacional de Saúde (NHS) do Reino Unido disse que estabeleceria quando as pessoas de 40 a 43 anos pudessem marcar consultas “nos próximos dias”, e conforme a oferta permitir.

Isso ocorre quando um anúncio de TV é lançado para encorajar os menores de 50 anos a serem vacinados.

O secretário de Saúde, Matt Hancock, disse que a “grande notícia” de poder disponibilizar vacinas para pessoas de 44 anos veio depois de “alguns longos dias para as vacinações”.

Ele acrescentou: “Continuaremos trabalhando para reduzir a faixa etária para garantir que todos possam receber uma vacina até o final de julho, todos os adultos.”

Assim como os que já possuem, as pessoas que completam 44 anos até 1º de julho também são elegíveis para marcar uma consulta, de acordo com o site de agendamento de vacinação do NHS Covid.

O número total de doses de vacina administradas no Reino Unido atingiu quase 46,3 milhões no domingo, com mais 498.430 segundas doses e 142.215 primeiras doses relatadas.

Mais de 33,7 milhões de pessoas já receberam sua primeira dose e quase 12,6 milhões estão totalmente vacinadas.

A Irlanda do Norte está abrindo seu programa de vacinação para pessoas de 35 a 39 anos, enquanto o País de Gales pede que os maiores de 40 anos marquem consultas e a Escócia convida maiores de 45 anos para a vacinação.

Enquanto isso, a Escócia está dando seu maior passo para sair do bloqueio desde dezembro, à medida que as lojas reabrem junto com cafés, pubs e restaurantes, com algumas restrições.

Atividades ao ar livre também estão surgindo no País de Gales.

O anúncio de TV promovendo a vacina Covid-19, apresentando o slogan “cada vacinação nos dá esperança”, é direcionado predominantemente a pessoas com menos de 50 anos que estão sendo convidadas para sua primeira dose, disse o Departamento de Saúde e Assistência Social.

* As datas de publicação variam de acordo com o país, dados mais recentes para todos os países até 22 de abril
**Os números eram semanais até 10 de janeiro
Fonte: Painel do Gov.uk

Exibir cenas de centros de vacinação de todo o país, também visa incentivar os maiores de 50 anos a garantir que recebam sua segunda dose para a melhor proteção possível.

E será acompanhado por uma campanha de pôsteres destacando como a vacina Covid-19 ajuda a reduzir infecções, internações hospitalares e mortes.

O anúncio de 60 segundos será mostrado pela primeira vez durante o programa Emmerdale no ITV às 19h15 na segunda-feira, e mostra pessoas chegando em centros de vacinação e recebendo a vacina em todo o Reino Unido, com uma versão cover de “Dinah Washington – What a Difference a Day Makes” gravado pelo compositor e artista Shells.

O anúncio encoraja as pessoas a “juntarem-se aos milhões já vacinados” e os lembra que “são necessárias duas doses para proteção máxima”.

O Sr. Hancock disse que foi um “lembrete comovente de tudo o que passamos como país e tudo o que temos pela frente”.

Uma das pessoas que aparecem no anúncio é Thor Porter, de 32 anos, baterista e designer gráfico de Salisbury, em Wiltshire, que disse: “Acho que o lançamento da vacina é a chave para recuperar alguma forma de normalidade. Como músico, espero que permita a reabertura de locais de evento e garanta um futuro na minha carreira.”

A campanha também será promovida em carimbos postais especiais colocados em correspondências seladas pelo Royal Mail, mensagens de vacinas no Google e no YouTube e publicidade gratuita no LinkedIn para levar a mensagem da vacina às empresas.

Isso ocorre porque há sinais de que os grupos que estão mais hesitantes em tomar a vacina estão se tornando mais propensos a recebê-la.

Entre as comunidades de minorias étnicas, a aceitação triplicou desde fevereiro, ultrapassando o aumento médio nacional entre todas as etnias.

Nas comunidades paquistanesas, a aceitação quadruplicou e, entre as pessoas de origens de Bangladesh, aumentou cinco vezes.

Cerca de uma em cada oito (12%) pessoas com idades entre 16 e 29 anos dizem que estão hesitantes em tomar a vacina, embora tenha diminuído de 17% em fevereiro.

Conteúdo traduzido da fonte BBC News por Wesley Carrijo para o Jornal Contábil