Escritório de Contabilidade investe nos próprios clientes para enfrentar crise

0
78




A empresa Aro Contabilidade, de Americana, com 17 anos de mercado, obteve alta de 37% nos atendimentos no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, com serviços diferenciados, inclusive consultoria sobre tributação. A empresa é especializada na área de departamento pessoal, fiscal e contabilidade, além de ter forte atuação na área tributária.

A Aro oferece planejamento fiscal para empresas, através de elisão fiscal, com métodos para reduzir o pagamento de tributos. Em visita ao parque gráfico do TODODIA, em Americana, Cristiano Aro, diretor-contador, explicou que o universo tributário é complexo, com três tipos de tributação: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.



“A gente faz alguns estudos para saber se levar a empresa para o Simples ou para o Lucro Real, por exemplo, é mais interessante ou não, na questão tributária. Isso chama elisão fiscal, são métodos legais para que a gente consiga migrar a empresa nesses sistemas e consiga pagar menos tributação. Hoje essa demanda é muito grande, principalmente neste ano está bem acentuada por conta dessa recessão econômica”, afirmou Aro.

Segundo ele, houve um aumento na demanda por esses estudos de cerca de 37% no primeiro semestre deste ano, com relação ao ano passado, justamente por causa da crise que o País enfrenta.

“O empresário brasileiro nunca procura fazer uma ação preventiva e, sim, uma ação corretiva, infelizmente. Quando está faturando bastante, está tranquilo. Quando o negócio aperta, a primeira coisa que ele faz é olhar a questão tributária. Aí eles procuram estudos, vão olhar a parte tributária, de custos da empresa, funcionários. Esse é o trabalho que fazemos”, disse.

Para o diretor da Aro, que atende cerca de 400 clientes fixos, este é o momento para fazer os estudos.
“Só posso migrar o sistema de tributação da empresa em janeiro do ano que vem, então, até outubro ou novembro, no máximo, eu preciso ter em mãos se é viável ou não uma eventual migração”, disse Aro.

Segundo ele, são necessárias medidas para a migração. “A gente precisa fazer alguns procedimentos perante os órgãos governamentais. O tempo é agora. Vale a pena fazer uma revisão não só para saber se precisa mudar, mas também para saber se está na tributação correta”, concluiu o contador. (com Jornal TODODIA))

[useful_banner_manager banners=18 count=1]

[useful_banner_manager banners=11 count=1]