A “Criseatividade” contábil

1
39

Tenho ouvido muito falar que tudo está fácil para os empresários contábeis, prestígio, dinheiro sobrando… Mais será que esta “verdade” atingem qual percentual dos 85.000 escritórios contábeis do Brasil?

Na verdade grande parte das empresas contábeis estão sendo pegas em cheio pela crise, principalmente as de pequeno porte (a grande maioria), para expressar melhor essa ideia, vamos lembrar apenas de dois fatos recentes que foram notícias, as mais de 700 concessionários de veículos fechadas no Brasil no ao passado, assim, como os mais 600 bares e restaurantes que foram extintos apenas na região da grande Belo Horizonte.
Com certeza cada empresa dessas tinham um contador e hoje, não fazem mais parte do portfólio de nenhum escritório contábil.

Segundo os analistas, a crise deve durar pelo menos mais dois anos e milhares de estabelecimentos continuarão a ter grande dificuldade de sobreviver, talvez pelo desemprego que aumenta em todo o pais ou os juros altos e a falta de crédito no mercado.

É certo que as margens de lucro das empresas contábeis vão diminuindo e cortar custos não é algo fácil, demitir funcionários é muito complexo pelos altos investimentos em treinamento e especializações, sem falar na gestão do escritório, como softwares, equipamentos e materiais de insumo.
Então a opção é sentar e esperar para ver?

Não mesmo, é preciso ser eficiente e tornar as rotinas com seus clientes mais ágeis e transparentes, utilizar sistemas de gestão que façam a troca de informações entre os escritórios e seus clientes, boa parte das micros e pequenas empresas conhecem muito pouco o processo de gestão e boa parte administram no chamado “o que sobra ou falta no bolso”.

Neste momento precisamos usar o termo que chamo de “criseatividade” um esforço que busque sempre a maior eficiência junto ao melhor resultado.

Em épocas turbulentas é preciso fazer muito com pouco e a criatividade é essencial para isso.
Vou deixar algumas dicas que podem ajudar algumas empresas contábeis neste momento de certa complexidade

1 – Visite seu cliente com alguma regularidade
2 – Utilize software de gestão financeira integrado entre seu escritório e seu cliente e tente analisar dados que possam ajudá-los na gestão
3 – Utilize rotinas de marketing digital, além de ter um custo menor você consegue filtrar e gerar leads (prospecção) de novos clientes. Aconselho que acessem o site www.marketingparacontabilidade.com.br, que possui várias informações importantes sobre o assunto.
4 – Seja um contador, mais pense como um estrategista, a maioria dos clientes ainda chegam pelo bom e barato boca a boca, peça indicação e fale do seu escritório para seus amigos e familiares.
5 – Procure desenvolver um blog e criar matérias interessantes para seus clientes e a classe contábil. O bom marketing pessoal continua sempre na moda.
6 – Aproveite a época do imposto de renda para fazer um caixa e investir em divulgação da sua empresa.
7 – Fique de olho aberto aos nichos de mercado, existem boas possibilidades de crescimento no setor de TI e Startups, especialize-se.

Obrigado pessoal, fiquem a vontade para comentar ou compartilhar informações.