Cronograma de vacinação contra Covid-19

0

Mesmo sem uma definição da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) sobre a aprovação de vacinas contra a Covid-19, o estado de São Paulo apresentou nesta segunda-feira (7) o plano de imunização, quase uma semana após o Governo Federal apresentar um modelo preliminar do Plano Nacional de Imunização da doença.

Plano de vacinação do estado de São Paulo

O plano de vacinação do estado de São Paulo prevê em sua primeira fase a imunização de:

  • Profissionais da saúde
  • Pessoas acima dos 60 anos
  • Indígenas e quilombolas

A primeira fase implicará a vacinação de 9 milhões de pessoas, segundo o governo paulista a decisão foi tomada ao apontar que 77% das 42,5 mil mortes causadas pelo vírus no Estado ocorreram entre estes grupos.

A vacinação será totalmente gratuita e será realizada em mais de 10 mil postos de vacinação de todo o estado, onde 4,8 mil serão novos postos criados especialmente para esta campanha.

A vacinação ainda envolverá duas doses com mais de 18 milhões de aplicações e terá uma diferença de 21 dias entre a primeira e a segunda aplicação.

Para o estado de São Paulo, caso a CoronaVac seja aprovada, a previsão é que a vacinação comece em 25 de janeiro. Para o plano nacional ainda não há uma data definida.

Veja como será definido o calendário:

Público-alvo1ª dose2ª dose
Trabalhadores da saúde, indígenas e quilombolas25 de jan15 de fev
75 anos ou mais08 de fev01 de mar
70 a 74 anos15 de fev08 de mar
65 a 69 anos22 de fev15 de mar
60 a 64 anos01 de mar22 de mar
REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa
30/10/2020 REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa

Plano nacional

Um plano nacional de vacinação contra a Covid-19 já foi elaborado pelo Ministério da Saúde, no total o plano será dividido em quatro fases. Contudo ainda segue sem data definida.

Segundo informações divulgadas pela Agência Brasil, para cada etapa da vacinação serão atendidos determinados públicos. No total o conjunto de segmentos soma 109,5 milhões de pessoas que no total devem receber duas doses

Ainda não há um cronograma e o planejamento apresentado pode sofrer alterações. Contudo o plano inicial você pode conferir à seguir:

Primeira fase:

-Trabalhadores de saúde

-Pessoas de 75 anos ou mais e idosos em instituições de longa permanência (como asilos)

-Povos indígenas

Segunda fase:

-Idosos de 60 a 74 anos

Terceira fase:

-Pessoas com comorbidades (cardiopatias e doenças renais crônicas, por exemplo)

Quarta fase:

-Professores

-Forças de segurança

-Trabalhadores do sistema prisional

-População privada de liberdade