DAS MEI: Como fazer a emissão desse documento e manter sua empresa em dia

0
Designed by @katemangostar / freepik

As empresas brasileiras possuem obrigações que precisam ser cumpridas para que permaneçam em dia com os órgãos fiscalizadores.

Isso também vale para o MEI (microempreendedor individual), por isso, ressaltamos que dentre essas obrigações está o pagamento do DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional), que precisa ser quitado até o dia 20 de cada mês. 

Nesta guia estão todos os impostos que devem ser pagos pela categoria.

São eles: contribuição para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), ISS (Imposto Sobre Serviços) e ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação). 

Desta forma, os valores da guia dependem da atividade econômica realizada pelo empreendedor, sendo calculado da seguinte forma:

  • 5% do salário mínimo vigente, correspondente à Previdência Social (INSS);
  • R$ 1,00, correspondente ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), se você desenvolver atividades de comércio e indústria;
  • R$ 5,00, correspondente a Imposto sobre Serviço (ISS), se você for prestador de serviço. 

O Microempreendedor Individual pode, simultaneamente, desenvolver atividades econômicas de comércio e de serviço.

Se essa hipótese acontecer, o valor total constará em uma única guia.

Emissão do DAS MEI

O Programa Gerador de Documento de Arrecadação do Simples Nacional do Microempreendedor Individual (PGMEI), ainda está passando por reajustes devido à mudança  do novo valor do salário mínimo que foi alterado e agora é de R$1.100,00.

Veja como fica em 2021: 

  • Comércio e Indústria: R$ 56,00 (INSS + ICMS)
  • Serviços –  R$ 60,00 (INSS + ISS)
  • Comércio e Serviços – R$ 61,00 (INSS + ICMS/ISS)

Mas você já pode começar a se organizar e saber como fazer a emissão do documento de forma correta.

O pagamento da taxa mensal deve ser feito por meio do boleto que é emitido através do Programa Gerador de DAS, disponível no site da Receita Federal.

Para isso, tenha em mãos o número do seu CNPJ.

Outra opção é acessar o DAS através do Portal do Empreendedor.

Veja como fazer isso:

  • Selecione a opção “Serviços”; 
  • Escolha a opção “Pague sua Contribuição”; 
  • Depois, escolha o “boleto de pagamento”; 
  • Informe o CNPJ e digite os caracteres que aparecem na imagem;
  • Confira os dados da Razão Social e CNPJ; 
  • Faça a emissão da guia conforme o mês que deseja;
  • Pronto! Seu DAS foi emitido de forma segura e poderá ser pago nos bancos conveniados, casas lotéricas e/ou agências dos correios. 

Benefícios

Mantendo o pagamento em dia, o MEI têm acesso à benefícios que são pagos pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Então, o MEI tem direito à licenças e aposentadoria nos seguintes casos: quando solicita auxílio-maternidade; auxílio-doença; além de pode se aposentar por idade e por invalidez. 

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Samara Arruda