Dataprev fará cadastro e liberação do Auxílio Emergencial em 2021

0

O Auxílio Emergencial deverá voltar em março, para a alegria de muita gente, muitos estão aflitos, precisando de dinheiro. Eles querem saber se estão na lista do novo auxílio, que poderá ter 4 parcelas de R$ 250.

A retomada do benefício poderá acontecer a qualquer, assim que a PEC Emergencial seja aprovada na Câmara dos Deputados, no próximo dia 9. Porém, as regras serão determinadas através de uma Medida Provisória. O governo definará quem terá direito de receber as novas parcelas do auxílio.

44 milhões de brasileiros deverão receber o auxílio emergencial. Porém, o investimento para custear o auxílio é de R$ 44 bilhões, sendo que o governo não poderá ultrapassar este valor.

O novo valor do Auxílio Emergencial parece ser um ponto que o governo federal ainda não bateu o martelo, visto que nos bastidores discute-se ainda o pagamento das parcelas de acordo com a composição familiar do beneficiário. Existe uma especulação em relação a valores para as parcelas do auxílio.

Sendo possível ter parcelas de R$ 150 para pessoas solteiras (família unipessoal), de R$ 250 para famílias com um ou mais filhos e R$ 375 para as mulheres chefes de família.

Cadastro no Auxílio Emergencial 2021

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal. / Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Será preciso realizar um novo cadastro para ter direito ao Auxílio Emergencial. O governo federal não divulgou detalhes de como será feita a seleção de quem terá direito ao benefício. No ano passado a Dataprev, empresa de tecnologia da Previdência, foi responsável pelo processamento dos dados e recebeu mais de 150 milhões de solicitações de cadastros.

Dessas, mais de 68 milhões foram consideradas elegíveis para receber as parcelas do benefício de acordo com as regras estipuladas pelo governo.

Entretanto, em 2021, o governo pretende favorecer apenas 34 milhões de pessoas. Sendo que o Ministério da Cidadania fará um pente-fino para avaliar quem tem direito ao auxílio.

Tudo indica, que o Ministério irá usar a base dados do ano passado, para decidir como será os pagamento do novo auxílio emergencial.

Não se pode descartar ainda a possibilidade do governo abrir um novo prazo para cadastro, visto que muitos brasileiros podem ter perdido o emprego formal e vão depender da ajuda do governo a partir de agora.

É recomendável que os beneficiários do Bolsa Família e os demais inscritos no CadÚnico, mantenham seus cadastros atualizados. Outra recomendação é ter seu CPF em situação regular.

Como a Dataprev ficou responsável no ano passado para processar os dados e recebu mais de 150 milhões de solicitações de cadastros, deverá ser ela, a responsável em ajudar o governo a focar nesses dados, para decidir quem receberá o auxílio emergencial 2021.

Edição por Jorge Roberto Wrgt Cunha – jornalista do Jornal Contábil