Datas de pagamento do Bolsa Família para Fevereiro

0

Os pagamentos do Bolsa Família de 2021 se iniciaram no mês de janeiro. Assim como aconteceu no ano passado o cronograma de pagamentos será o mesmo dos últimos anos, sendo liberados na última quinzena do mês. Contudo para fevereiro os beneficiários vão receber um pouco antes devido ao feriado de carnaval.

Sendo assim os pagamentos a liberação do Bolsa Família para fevereiro começam no dia 11. Vale lembrar que o cronograma utiliza-se como ordem de pagamento o último digito do NIS (Número de Identificação Social).

Calendário

Confira à seguir o calendário de pagamentos referente ao mês de fevereiro.

Final do NISData do pagamento do Bolsa Família 2021
111 de fevereiro
212 de fevereiro
317 de fevereiro
418 de fevereiro
519 de fevereiro
622 de fevereiro
723 de fevereiro
824 de fevereiro
925 de fevereiro
026 de fevereiro

Calendário para o restante de 2021

Final do NisMarçoAbrilMaioJunhoJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro
118161817191817181710
219191918201920191813
322202021212021201914
423222122222322212215
524232423232423222316
625262524262524252417
726272625272627262520
829282728282728272621
930292829293029282922
031303130303130293023
Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado
Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado

Novidades no Bolsa Família

O Bolsa Família vai mudar em 2021, ao que tudo indica o benefício deve passar por mudanças ainda em fevereiro, é o que indicou o ministro da Cidadania Onyx Lorenzoni.

Mudanças importantes vão acontecer sendo elas um aumento no ticket médio que atualmente é de R$ 192 e deve ser superior aos R$ 200. Outro ponto importante é o ingresso de ao menos mais 300 mil famílias no programa social.

No geral veja à seguir as principais mudanças previstas para acontecerem em 2021:

  • Pagamento de um ticket médio superior a R$ 200
  • Ajuste na renda para ingressar mais 300 mil famílias
  • Situação de extrema pobreza, atualmente reconhecida quando a renda é de até R$ 89 por pessoa, subirá a cerca de R$ 92 por pessoa
  • Situação de pobreza, quando a renda é de até R$ 178 por pessoa, será alterada para aproximadamente R$ 192 por pessoa
  • Criação de três bolsas por mérito: escolar, esportivo e científico.