DCTFWeb: veja o novo prazo de envio para o 3º grupo

0

A Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb), é uma das obrigações tributárias das empresas brasileiras.

Através dela, a Receita Federal pode acompanhar o recolhimento de contribuições previdenciárias e daquelas que são destinadas a terceiros. Além disso, a DCTFWeb possui caráter declaratório, ou seja, informa a existência de dívidas.  

Nesta semana, a Receita Federal fez uma alteração na Instrução Normativa RFB nº 2.005, de 29 de janeiro de 2021, que estabelece as regras para a apresentação desta declaração.

Com isso, a obrigatoriedade da DCTFWeb para as pessoas físicas e jurídicas do 3º grupo que aconteceria neste mês, foi prorrogada. Então, veja quem faz parte desse grupo e qual é a nova data para o envio dessa declaração.

Designed by Jitendra Kumar Chauhan / shutterstock
Designed by Jitendra Kumar Chauhan / shutterstock

Informações da DCTFWeb

Na DCTFWeb devem ser declarados os seguintes tributos: 

  • Contribuições previdenciárias a cargo das empresas (incidentes sobre a folha de pagamento) e dos trabalhadores;
  • Contribuições previdenciárias instituídas sobre a receita bruta a título de substituição às incidentes sobre a folha de pagamento, tais como a Contribuição Patronal Sobre a Receita Bruta (CPRB), prevista na Lei 12.546/2011, e as contribuições devidas pelo produtor rural pessoa jurídica, pela agroindústria e pela associação desportiva que mantém clube de futebol; 
  • Contribuições destinadas a outras entidades e fundos (terceiros), de que tratam os arts. 149 e 240 da Constituição Federal/88.

No período de apuração em que não houver fatos geradores a declarar, a DCTFWeb deve ser gerada com o indicativo “sem movimento”. Em caso de atraso no envio, a multa mínima será aplicada com os seguintes valores:

  • R$ 200,00: para casos relacionados à omissão de declaração sem ocorrência de fatos geradores;
  • R$ 500,00: para os demais casos. 

A multa mínima terá redução de 90% para o MEI e de 50% para a ME e a EPP enquadradas no Simples Nacional. 

3º grupo

Para saber se essa alteração se estende à sua empresa, veja a seguir quais são as pessoas que fazem parte do 3º grupo:

  • empregadores pessoas físicas (com exceção dos empregadores domésticos); 
  • produtor rural pessoa física;
  • entidades sem fins lucrativos, 
  • empresas que constam como optantes pelo Simples Nacional no CNPJ em 1º de julho de 2018;
  • empresas do 2º grupo do eSocial que ainda não entregavam a DCTFWeb.

Início da obrigatoriedade 

Anteriormente, esse grupo deveria entregar a DCTFWeb a partir de julho, no entanto, a Instrução Normativa RFB nº 2.038, determina que a obrigatoriedade foi prorrogada para fatos geradores que ocorrerem a partir de outubro. 

Diante disso, a DCTFWeb deve ser enviada até o dia 12 de novembro, tendo em vista que dia 15 de novembro é feriado nacional de Proclamação da República.

Lembre-se que, quando o prazo final de entrega da declaração não for dia útil, a apresentação deverá ser antecipada para o dia útil imediatamente anterior.

Outras datas 

Ainda segundo o calendário de implantação da DCTFWeb, para os entes públicos integrantes dos grupos 1 e 5, será obrigatória em relação aos tributos cujos fatos geradores ocorrerem a partir do mês de junho de 2022.

Assim, a DCTFWeb deve ser entregue até o dia 15 de agosto de 2022. Fazem parte do grupo 1 a Administração Pública e do grupo 5, as Organizações Internacionais e Outras Instituições Extraterritoriais.

Para aqueles que já estão obrigados à enviar a declaração, os dados referentes à junho precisam ser enviados até esta quinta-feira, 15.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.
Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Samara Arruda