Débito Automático: Saiba como usar a cobrança recorrente

0

Saber como cobrar por débito automático deve estar entre as prioridades de todo empresa que recebe por cobrança recorrente.

Afinal, oferecer diversas opções de pagamentos online é uma estratégia que ajuda a conquistar mais clientes.

Basta considerarmos que, de acordo com pesquisa do Banco Central, 23% das pessoas preferem pagar por débito automático. 

Além disso, para muitas companhias, o sistema de débito automático configura uma excelente opção em relação ao controle de seus processos financeiros.

Isso porque recebem por débito automático em até três dias úteis.

Para tanto, é preciso que a empresa tenha um convênio com uma instituição financeira. 

Quer entender melhor o assunto e saber como cobrar por débito automático (cobrança recorrente), de forma assertiva, e assim, impulsionar as vendas de seu negócio? É só seguir com sua leitura! 

O que é a cobrança recorrente?

A cobrança recorrente é uma consequência de serviços disponibilizados que geram mensalidades semelhantes aos planos por assinatura.

Por meio dela, o cliente efetua o pagamento por um período definido em contrato, que pode ser mensal, trimestral, quinzenal ou semanal. 

Empresas que trabalham com esse meio de pagamento atuam em diversos segmentos, entre eles temos: profissionais liberais, escritórios de contabilidade, editoras, escolas, clubes de assinatura, lojas virtuais, empresas de telecomunicação, entre outras.

O formato de aplicação da cobrança recorrente é bastante simples e prático.

Além de permitir maior controle de pagamento, proporciona comodidade, tanto para o cliente quanto para o fornecedor do serviço.

Você deve estar se perguntando como cobrar por débito automático (cobrança recorrente), como receber por débito em conta ou, então, como realizar outras transações de forma prática e eficaz, não é mesmo? Fique tranquilo porque, a seguir, você terá todas as suas dúvidas respondidas.  

Como cobrar por cobrança recorrente: a importância de ter um sistema de parametrização

O primeiro passo para saber como cobrar por débito automático ou por outros métodos,  é entender que sua empresa precisará contar com uma ferramenta para controlar o faturamento da cobrança. 

Esse sistema permitirá a parametrização de algumas informações para facilitar o processo, como:

  • cadastro do cliente;
  • configuração das datas de vencimento;
  • geração da fatura de cobrança;
  • gerenciamento de multas em caso de atraso do pagamento;
  • emissão de segunda via do boleto;
  • envio de e-mails com lembrete em caso de atraso.

Além disso, em certos negócios, o cliente pode adquirir produtos ou serviços adicionais e serem contabilizados no faturamento da próxima cobrança.

Esta funcionalidade é essencial para tipos de negócios que oferecem assinatura ou mensalidade com valor fixo.

Para cobranças avulsas em apenas um período, o sistema de cobrança recorrente também pode ser eficiente.

Uma ferramenta completa otimiza a sua operação e você não precisará mais enviar a cobrança por e-mail e controlar os pagamentos em planilhas.

Outra vantagem de contar com esse recurso é a de que a sua equipe não precisará mais executar atividades manuais com grandes riscos de erros.

A baixa dos pagamentos e conciliação financeira obedece a um comando de automação, cabendo ao setor financeiro, a conferência final para assegurar a receita no caixa.

Uma vez que a fatura de pagamento foi gerada e a data de vencimento estipulada, agora você deve enviar a fatura para o seu cliente.

Mas, antes, deverá escolher a forma de pagamento digital ideal.

Considerando as demandas de cobrança recorrente, vamos ilustrar abaixo as melhores ferramentas para você utilizar e como gerenciar cada uma delas dentro do sistema.

Como receber por débito recorrente no cartão de crédito?  

cartão de crédito funciona como um garantidor do pagamento de um serviço prestado por tempo determinado.

O processo sistematizado permite que o cliente salve os dados do cartão para facilitar as cobranças futuras.

Isso previne possíveis atrasos ou esquecimentos do pagamento e evita cobrança de juros pelo prestador ou, até o mesmo, a suspensão dos serviços.

É um benefício a mais para o cliente, que deverá se preocupar apenas em manter o limite disponível.

Além de proporcionar comodidade ao próprio cliente, oferece segurança ao fornecedor, que pode efetuar um controle maior sobre a sua receita, sabendo que, em determinado dia do mês, o pagamento será efetuado, contribuindo, assim, para o controle da inadimplência. 

Outra vantagem do cartão de crédito é o parcelamento — o cliente pode adquirir a assinatura de uma revista e parcelar o pagamento em 10 vezes no cartão de crédito, por exemplo.

A forma de recebimento das vendas realizadas por cartão, em geral, acontece a cada 30 dias por parcela, mas você poderá pagar uma taxa e antecipar o recebimento, caso o pagamento das despesas esteja comprometido e com riscos de afetar a saúde financeira da sua empresa.

Agora que você já sabe como receber por débito recorrente cartão de crédito, continue lendo para descobrir como cobrar por débito automático.

Como receber por débito automático em conta? 

O débito automático é uma autorização concedida ao banco para retirar um valor de uma conta e creditar em outra.

Em linhas gerais, o débito automático é uma transferência programada para um dia do mês de acordo com a escolha do correntista.

Da mesma forma que o cartão de crédito, contar com débito automático em conta  configura uma boa prática, pois garante ao cliente de que não haverá atrasos e que o pagamento recorrente será efetuado com pontualidade.

Ou seja, é ótimo para o consumidor e também para o fornecedor.

A desvantagem do débito automático é a complexidade da operação, pois a empresa deve fazer uma negociação com cada banco que pretende oferecer e gerenciar a operação financeira individualmente.

Para cada banco, você precisará de um login e senha para acesso ao sistema online ou utilizar o envio eletrônico de malote de texto.

Como os bancos brasileiros não oferecem API — do inglês Application Programming Interface ou Interface de Programação de Aplicativos para integração —, o processo é mais moroso e burocrático.

Fácil entender como cobrar por débito automático, não? Continue lendo para saber como efetuar a cobrança recorrente por boleto bancário. 

Como receber por boleto bancário? 

boleto bancário é uma ferramenta muito famosa no mercado, pois proporciona praticidade.

O boleto também é ótimo para pessoas que não têm cartão de crédito ou limite suficiente para contratar a recorrência.

Alguns consumidores também optam por não ter conta bancária, precavendo-se de taxas ou outros serviços que causam débitos na conta.

Para esse público, o boleto registrado é uma opção viável e prática.

Uma das desvantagens do boleto bancário é o tempo para reconhecimento do pagamento, que pode levar cerca de 5 dias, com a possibilidade, inclusive, de o cliente desistir da compra ou do serviço, por possíveis transtornos causados pela demora no processamento da operação.

Outra desvantagem é que, se o cliente não tem conta bancária, não conseguirá pagar o boleto no formato online.

Será necessário então se deslocar até uma agência bancária ou casa lotérica para a quitação, o que pode atrasar ainda mais a conclusão da venda.

Como controlar todos esses pagamentos?

Vimos acima que o boleto, o cartão de crédito e o débito automático têm particularidades e facilidades tanto para o consumidor quanto para o fornecedor.

No entanto, existe uma linha muito abrangente entre o pagamento e o controle deles.

Pagamentos online exigem atenção, confidencialidade e proteção para que o controle financeiro não se perca em um emaranhado de números, com risco de alguma mensalidade ficar pendente e gerar problemas com o cliente, além de gasto com procedimentos de cobrança.

O segredo está na administração da sua cobrança recorrente! Escolha uma ferramenta que cubra todo o seu fluxo de pagamento, desde a criação das faturas, controle dos planos, gestão de atrasos, envio das cobranças, recebimento dos pagamentos até a gestão dos recebíveis.

Dessa forma, você otimiza o seu tempo e facilita a vida do seu cliente.

A melhor estratégia está na utilização de um sistema eficiente de cobrança recorrente.

Com ele, você vai ter a certeza da automação padronizada de todos os processos e gerenciamento da carteira.

Cartão de Crédito

Dicas para escolher um bom sistema de cobrança recorrente

Com o crescimento do negócio online, se já é um desafio rotineiro atrair e reter o cliente, as estratégias de reconquista são mais desafiadoras ainda.

A procura é grande, mas a oferta é ainda maior e a empresa que não compreender o poder do cliente sobre o seu negócio estará em sérios apuros.

Muitos são os aspectos a considerar antes de contratar uma plataforma de gestão de cobrança, mas elencamos os mais relevantes para servir de base para a sua decisão, como: 

1. Funcionamento

Se o objetivo é ter um controle maior sobre as cobranças recorrentes a fim de manter um diálogo transparente com o cliente e evitar o aumento da inadimplência, o primeiro aspecto que você deve observar em um sistema é o seu funcionamento.

Ao contratar um sistema de gestão de cobrança, todas as atividades deverão ser concentradas na plataforma.

A ideia deve ser de eliminar o trabalho manual e transformar a equipe de meramente operacional em analítica com habilidades em gestão numérica.

É fundamental que o sistema opere integrado às demais soluções — instituições financeiras, operadoras de cartão de crédito, rede bancária — para que o processo de baixa de títulos pagos por meio do cartão, débito em conta ou boleto bancário sejam igualmente eficientes.

2. Segurança

segurança e proteção dos dados pessoais e do cartão de crédito é um dos principais motivos de fidelização.

Quando o usuário se sente seguro para inserir informações confidenciais, certamente contratará o serviço por assinatura, com tendência a agregar serviços à medida que a segurança for aumentando.

Dispor de um sistema antifraude, para detectar ações indevidas em relação, principalmente, ao uso do cartão de crédito deve ser uma estratégia implementada de imediato — no Brasil, segundo estatísticas, ocorrem cerca de 3 fraudes por minuto envolvendo operações com cartão de crédito.

Não apenas as fraudes devem ser foco de atenção quando o assunto é segurança.

Os valores gerados na fatura do cliente devem ser exatamente os contratados pelo cliente.

Nenhum adicional deve ser cobrado sem autorização prévia para evitar qualquer desgaste na relação comercial.

3. Custo-benefício 

Adote um sistema que entregue mais benefício do que custo, e já vamos explicar o porquê dessa afirmação.

Pela contratação dos serviços de um sistema de gestão de cobrança, você vai pagar um valor X, mas se atenha ao que será oferecido.

As funcionalidades disponíveis (considerando plataforma de excelência) garantem um resultado bem mais efetivo do que quando realizadas manualmente e sem controle.

Todas as informações serão concentradas e integradas em um só ambiente.

Essa integração estimula um trabalho colaborativo de todas as equipes, desde o departamento de vendas até o financeiro — todos enxergam as mesmas informações e conhecem o nível de dependência entre si para que a empresa obtenha resultados significativos.

Por que investir em uma ferramenta? 

O investimento em uma ferramenta de gestão produz um efeito positivo de fora para dentro.

Um cliente, quando percebe a seriedade de atuação de uma empresa e sua preocupação com a excelência dos serviços, não apenas permanece, mas faz questão de indicar para outras pessoas.

Fonte: Iugu