Proposta permite deduzir do IR doações a órgãos de segurança pública

Pessoas físicas poderão deduzir até 6% do imposto devido. Para as empresas, o limite será 1,5% do lucro operacional

0

O Projeto de Lei 5076/20 permite a pessoas físicas e empresas deduzir do imposto de renda devido as doações feitas a órgãos de segurança pública.

A proposta, do deputado Gurgel (PSL-RJ), tramita na Câmara dos Deputados.

No caso das empresas, a proposta prevê a dedução de até 1,5% do lucro operacional das doações efetuadas às polícias federal, rodoviária federal, ferroviária federal, civis, militares e penais e aos corpos de bombeiros militares.

Essa dedução é a mesma que hoje já vale para as doações feitas a instituições de ensino e pesquisa federais.

O limite englobaria as duas possibilidades.

Pessoas físicas, pelo texto, poderão deduzir até 6%, sendo que esse percentual deverá abranger o total de contribuições feitas não só a órgãos de segurança, mas também a fundos da criança, do adolescente e do idoso e a projetos culturais.

Prioridade

Gurgel argumenta que a segurança pública vem sendo considerada um dos principais problemas de política pública pelos eleitores, o que justifica a proposta.

“O projeto busca canalizar recursos – diretamente e de forma proativa, pelas pessoas e empresas, que poderão deduzir suas doações no imposto de renda devido – para os órgãos públicos diretamente elencados na Constituição como responsáveis pela segurança pública”, explica o autor.

Ele acrescenta que não haverá impacto financeiro e orçamentário, uma vez que a dedução estará restrita a limites atualmente existentes e aplicáveis pela legislação tributária.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Dica Extra do Jornal Contábil : Aprenda a fazer Declaração de Imposto de Renda. Aprenda tudo de IR em apenas um final de semana

Conheça nosso treinamento rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber sobre IR. No curso você encontra:

Conteúdo detalhado, organizado e sem complexidade, videoaulas simples e didáticas,passo a passo de cada procedimento na prática. 

Tudo a sua disposição, quando e onde precisar. Não perca tempo, clique aqui e aprenda a fazer a declaração do Imposto de Renda.

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Pierre Triboli

Fonte: Agência Câmara de Notícias