Demanda em voos para Israel aumenta após país ser incluído na “lista verde”

0

A Virgin Atlantic Airways Ltd. relatou um salto na demanda por voos para Israel depois que o país foi incluído na “lista verde” do Reino Unido para a reabertura de viagens de lazer no exterior.

Uma demanda de centenas de reservas desde sexta-feira estimulou um salto de 250% nas vendas semanais na rota do aeroporto Heathrow de Londres para Tel Aviv, disse a Virgin Atlantic.

A companhia aérea, que atualmente opera voos quatro vezes por semana, planeja voar diariamente em junho e duas vezes por dia em julho, conforme a demanda aumenta.

As companhias aéreas relataram um aumento no interesse por voos para as 12 nações e territórios onde a Grã-Bretanha permitirá viagens relativamente abertas a partir de 17 de maio.

A Ryanair Holdings Plc acrescentou 225.000 lugares a Portugal, disse na segunda-feira, enquanto a EasyJet Plc, a Wizz Air Holdings Plc e o operador turístico TUI AG aumentaram a capacidade em lugares como Gibraltar, Islândia e a ilha portuguesa da Madeira.

Embora alguns dos países ainda tenham suas próprias restrições, espera-se que Israel receba turistas em grupos no final de maio, com os visitantes vacinados exigindo um teste de anticorpos.

Conteúdo traduzido da fonte BNN Blomberg por Wesley Carrijo Godoi