Deputados Federais perdem R$ 5 milhões em “Golpe do Boleto”

0
173

O Departamento de Polícia Legislativa da Câmara e o Ministério Público Federal estão investigando um servidor da Câmara suspeito de ter desviado pelo menos R$ 5 milhões da previdência dos deputados. em consonância com a assessoria de imprensa da Câmara, Leandro Cezar Vicentim foi afastado. Antigos colegas suspeitam que ele esteja fora do País.

Segundo relatos, o servidor era o responsável por oferecer o plano de previdência aos parlamentares. O funcionário teria aberto uma empresa com o mesmo nome do Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC) e recolhido a contribuição dos parlamentares que eram pagas em boleto bancário no nome da empresa dele. Ninguém se deu conta que o boleto de pagamento da contribuição não era de recolhimento para a União.

Os primeiros indícios vieram em dezembro, quando o servidor estava em férias. Um funcionário abriu um envelope endereçado a Vicentim acreditando que se tratava de algum assunto relacionado ao plano dos parlamentares. O servidor, no entanto, se deparou com recibos no nome da empresa particular de nome PSSC. É a primeira vez que a Câmara investiga um funcionário suspeito de desvio de recursos da previdência dos deputados.

Vicentim foi afastado no dia 2 de fevereiro. No mesmo dia, foi aberto um processo administrativo disciplinar, além de um inquérito policial, contra o funcionário. A Secretaria de Controle Interno começou a fazer uma auditoria nas contas do plano parlamentar, e suspeita-se que o rombo pode ser maior do que o registrado inicialmente.

Vicentim é servidor de carreira há 5 anos. Egresso da Justiça do Paraná, dominava todo o sistema de previdência dos deputados. Segundo funcionários da Casa, não há notícias do paradeiro do servidor investigado. Via O Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Coloque seu comentpario
Coloque o seu nome

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.