Uma das mudanças culturais de TI mais importantes da história está crescendo significantemente dentro de todas as companhias, em diversos segmentos. Essa mudança se chama DevOps e está quebrando barreiras entre times de desenvolvimento e operação para gerar melhor comunicação, integração e workflow, resultando em melhoria geral da performance empresarial em diversas companhias.

Pode parecer uma tarefa fácil, porém, há várias mudanças em processos, ferramentas, pessoas e culturas que precisam ser implementadas para estabelecer uma boa cultura DevOps em uma companhia. Primeiramente, é importante entender de onde esse movimento veio e o que está incentivando seu crescimento acelerado.

O que incentivou o rápido crescimento global de DevOps?

Empresas ao redor do mundo demandavam novas funções, melhor eficiência e entrega mais rápida. O número de desenvolvedores nas companhias também aumentou e as organizações foram forçadas a fazer a transição para processos automatizados para que os times de TI possam focar nas necessidades reais da empresa, em vez de tarefas manuais e entediantes. Isso impactou equipes de Desenvolvedores e Operações, além do surgimento da necessidade de integrar esses dois times. DevOps nasceu e é a mudança cultural da integração dessas duas equipes que vemos hoje.

Por que é necessário adaptar a TI para essa nova cultura?

Atualmente, a maioria das startups já nascem com essa nova cultura e elas estão crescendo extremamente rápido. Esse crescimento é resultado do DevOps, que permite que as startups lancem novas funções e novas versões de aplicações a cada poucas horas – às vezes até em minutos. Isso pode ajudar as companhias a evoluir consideravelmente em suas aplicações para ganhar novos consumidores e parceiros. Isso também permite que sejam mais inovadores; empresas que adotam o DevOps estão seguras de que o time permitirá uma subida rápida para o mercado sem grandes problemas. Além disso, quando você integra processo de feedback real-time e denúncia de bugs por consumidores, parceiros e funcionários externos dentro da pipeline CI/CD (Continuous Integration and Continuous Development) para melhorias e consertos mais rápidos, você é capaz de criar maior agilidade no DevOps, e, portanto, na empresa.

Se hoje você é incapaz de entregar a mesma agilidade DevOps que outras startups, no futuro sua companhia terá grande risco de perder consumidores ou até falir, dependendo da competição no mercado da sua empresa. A forma como você entrega novas funções e novos modelos empresariais para seus consumidores se relaciona diretamente com o sucesso da sua companhia.

Porém, startups não são as únicas usando DevOps para criar vantagem competitiva. Um exemplo é a Goldman Sachs, que evoluiu de duas atualizações por dia para mais de 1 mil atualizações por dia. Isso é uma grande mudança na indústria de serviços financeiros, em que tudo precisa ser processado rapidamente devido ao número de transações substanciais.

É engraçado pensar sobre isso, não é? Goldman Sachs é um dos maiores bancos do mundo e as pessoas sempre dizem: “os bancos têm muitas aplicações críticas e eles serão os últimos a se adaptar à nova cultura de TI ou adotar novas soluções.” Porém, isso está errado – pense sobre isso: há tantas FinTechs crescendo no mercado que, se as já existentes não adaptarem sua cultura de TI para acelerar as novas características das aplicações para alcançar as demandas empresariais, elas passarão a encarar mais desafios já que as novas companhias estarão evoluindo muito mais rápido.

Goldman Sachs fez mais que se adaptar, eles começaram a investir em uma companhia de muito destaque, GitLabs, que ajuda o mercado a implementar essa nova cultura. Goldman Sachs é um dos investidores mais importantes da GitLab, junto da Alphabet.

Organizações que adotam a cultura DevOps fazem mais e de forma mais rápida e eficiente. DevOps proporciona muitos benefícios, e aqui estão as cinco maiores vantagens:

  1. Entrega mais rápida de funções;
  2. Melhor comunicação e colaboração entre desenvolvedores e operação;
  3. Mais tempo para inovação, em vez de consertar e manter as aplicações atuais;
  4. Ambientes operacionais mais estáveis e confiáveis.

Times de desenvolvedores, operações e segurança têm trabalhado há muitos anos de forma segregada na construção e manutenção de novas aplicações e na proteção dos ambientes enquanto fazem isso. Consertar essa falta de integração é o fator mais crucial no DevOps para criar uma pipeline ágil e tranquila. Fazer isso criará mais agilidade nos times e permitirá que a companhia se posicione melhor contra seus concorrentes.

*Fernando Cardoso é especialista em cibersegurança e Solution Architect na Trend Micro. Para mais informações acesse a página sobre DevOps no site da Trend Micro (aqui).

A Trend Micro Incorporated, líder global em soluções de segurança cibernética, ajuda a tornar o mundo seguro para o intercâmbio de informações digitais. Nossas soluções inovadoras para consumidores, empresas e governos fornecem segurança em camadas para data centers, cargas de trabalho de nuvem, redes e endpoints.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.