Dia do Consumidor: É hora de aproveitar ao máximo essa data!

0

O Dia do Consumidor, comemorado em 15 de março, é a primeira data do ano importante para o varejo brasileiro. No e-commerce, ele começou a receber atenção em 2014, após uma campanha do site de comparação de preços Buscapé. Desde então vem ganhando relevância a cada ano.

Nunca a experiência do cliente esteve tão em evidência, isso porque os brasileiros prezam pela eficiência, praticidade e bom atendimento, mesmo quando falamos do mundo virtual, e esses quesitos merecem atenção na data.

Para reter um cliente hoje em dia os lojistas precisam oferecer um conjunto de vantagens que entreguem um custo-benefício que valha para o consumidor ser fiel à marca.

“Evidentemente, o preço continua sendo importante para a conversão, entretanto é preciso trabalhar também com um frete atrativo e até respostas rápidas para dúvidas que o cliente tenha durante o processo.

Experiências positivas são as que mais convertem e fidelizam, então investir numa boa equipe de suporte é fundamental”, diz Pedro Rabelo, especialista em e-commerce e CEO do Bagy, plataforma que ajuda pequenos e médio varejistas a criarem seus próprios e-commerces.

Para se dar bem na data e atrair a atenção do consumidor é necessário também que o varejo online esteja bem preparado e isso envolve tanto a parte técnica das plataformas quanto a criação de ofertas e condições especiais.

De acordo com Rabelo, uma tendência que se intensifica é a de apostar em uma semana de ofertas e não em ofertas de apenas um dia. “Desta maneira, além de atrair tráfego a semana inteira, o lojista ainda dilui esse tráfego ao longo dos dias, melhorando sua operação e diminuindo os riscos de algo dar errado na plataforma”, destaca o executivo.

Uma pesquisa realizada pelo Panorama do Comércio Móvel no Brasil mostra que 85% dos brasileiros que possuem um smartphone usam o aparelho para realizar compras, ou seja, a loja virtual precisa estar adaptada à navegação em dispositivos móveis. 

Outra dica importante é manter-se atualizado quanto às principais tendências no comportamento digital dos consumidores, inclusive em relação aos meios de pagamento. O Pix, por exemplo, é uma tecnologia nova de pagamentos instantâneos que já vem sendo adotada por muitos e-commerces para facilitar a vida dos clientes.

O cartão de crédito é o recurso utilizado por 67% dos usuários, de acordo com a Ebit/Nielsen. Ainda assim, há quem prefira utilizar o boleto bancário. “É essencial oferecer ao menos essas duas opções de pagamento”, alerta Rabelo.

O lojista também precisa analisar o estoque e aproveitar a data para colocar em promoção produtos que estão tendo pouca saída, uma boa oportunidade de girar o estoque e ainda conseguir capital de giro.

De acordo, com Pedro, “uma boa prática para o Dia do Consumidor no e-commerce é  praticar o cross sell, estratégia de oferecer combos e descontos conforme os produtos que o cliente já colocou no carrinho, e o up sell, melhoria da venda, mostrando um item similar ao que foi escolhido, mas com preços e características superiores, ambas são técnicas utilizadas para aumentar o tíquete médio”.

O conteúdo é o coração do Inbound Commerce. Por isso, aposte na criação de postagens interessantes para o público que você deseja atingir, especialmente nas redes sociais. 

Para alavancar ainda mais as vendas no Dia do Consumidor, lance uma novidade, seja um programa de fidelidade ou de recompensa (cashback), uma nova linha de produtos ou uma nova marca.

“Quando bem estruturados e com divulgação consistente, os programas de fidelidade são capazes de transformar consumidores eventuais em clientes frequentes, com ótima taxa de recompra e, consequentemente, reduzindo o custo de aquisição.

Se optar pelo programa de recompensas, faça um que realmente atraia o cliente e facilite a obtenção dos prêmios. Os mais comuns são o sistema de pontuação e o de descontos futuros a cada compra. O importante é encontrar o ponto de equilíbrio entre a saúde financeira da operação e a satisfação do consumidor”, diz Rabelo.

O Dia do Consumidor passou e nenhuma ação pode ser perdida de vista. Invista em um pós-venda eficiente para construir relacionamentos duradouros, que tragam benefícios para os dois lados.

“Quando você valoriza e dá atenção ao consumidor, as chances dele voltar a comprar tendem a ser maiores. Para um pós-venda bem sucedido, envie um e-mail de agradecimento, se possível um bilhete escrito à mão no pacote, um cupom para o mês de aniversário ou um desconto para a segunda compra”, finaliza Rabelo.

Dicas para o consumidor se dar bem no dia dele:

  • Cuidado para não gastar demais no cartão de crédito, depois pagar a parcela mínima da fatura, consequentemente, cair no rotativo e pagar juros altos;
  • Na hora da compra pense: eu quero ou eu preciso? Essa reflexão pode impedir compras por impulso;
  • Se a resposta for “eu quero” e o preço não vai interferir no orçamento de contas mais importantes, então, aproveite!;
  • Pesquise o valor do produto e do frete, as formas de pagamento e prazos de entrega em vários e-commerces para fazer a melhor escolha;
  • Esteja atento aos direitos do consumidor. Existe, por exemplo, a Lei do Arrependimento (artigo 49 do CDC), que dá o direito de desistir da compra de um produto sem pagar por ele, válido exclusivamente para compras realizadas por telefone ou na internet;
  • Pesquise a idoneidade do e-commerce. Uma boa ajuda é entrar no site consumidor.gov.br e também a lista do Procon SP, que disponibiliza uma lista de sites que precisam ser evitados;
  • Evite também sites que só aceitam pagamento via boleto, pois além de não passar pela verificação da administradora do cartão, caso haja fraude, não conseguirá reaver o valor pago.